Loira bêbada dorme no volante, interrompe o trânsito e não é multada | Fábio Campana

Loira bêbada dorme no volante, interrompe o trânsito e não é multada

O Batalhão de Polícia de Trânsito explicou que a loira não pode ser multada porque não cometeu nenhuma infração, de acordo com a Leis de Trânsito. A moça pegou no sono dentro do veículo Ecosport em plena Avenda Getúlio Vargas esquina com a Rua 24 de Maio, no Bairro Rebouças, em Curitiba, na manhã desta quinta-feira (17).

Visivelmente embriagada, ela foi acordada por uma equipe de reportagem e por policiais do 12º BPM.

Muita gente questionou, por meio das redes sociais, o fato de ela ter sido liberada, mesmo estando bêbada e na direção. No entanto, o tenente Veiga disse à Banda B que parar o carro no meio da via pública não caracteriza infração. “Não é crime. Ela não foi flagrada dirigindo o veículo, disse que um amigo estava no volante. Não há infração”.


Embora a moça estivesse dormindo no banco do motorista, não há provas de que ela tivesse dirigindo veículo e, por isso, foi tratada como passageira. Ainda, de acordo com o Bptran, ela está com a carteira cassada. O carro foi liberado a um parente da moça, logo após a liberação dela.

Confusão

O sono profundo da moça foi interrompido pela chegada de policiais militares do 12° Batalhão e do Batalhão de Polícia de Trânsito. Ela foi orientada e o carro foi retirado do meio da rua pelos próprios policiais. A loira abaixou a calça, urinou e contou aos quatro ventos que a balada, em uma famosa casa noturna do bairro Batel, tinha sido demais. “Bebi milhões”, disse.

Código de Trânsito

Art. 253. Bloquear a via com veículo:

Infração – gravíssima;

Penalidade – multa e apreensão do veículo;

Medida administrativa – remoção do veículo.

Assista ao vídeo:


22 comentários

  1. antonio carlos
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 11:15 hs

    Este tenente Veiga do 12 BPM ou é louco ou é burro, ou as duas coisas, porque a pessoa dirigir embriagada é considerada infração gravíssima. Porém demonstrado excepcional conhecimento do CTB liberou a condutora embriagada. Agora cabe ao comandante do batalhão, ou da corporação, retirar este tenente que provou que não sabe o que fala, do trabalho nas ruas, e mande-o fazer “trabalho administrativo”, evitando assim que dê outros vexames vexames deste tipo.

  2. Lucas
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 12:12 hs

    Só porque e loira, se fosse a gente tava preso e em todos os noticiários!!!

  3. ANALISTA
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 12:17 hs

    CODIGO BRASILEIRO DE TRANSITO

    Art. 181. Estacionar o veículo
    V – na pista de rolamento das estradas, das rodovias, das vias de trânsito rápido e das vias dotadas de acostamento:

    Infração – gravíssima;

    Penalidade – multa;

    Medida administrativa – remoção do veículo;

    X – impedindo a movimentação de outro veículo:

    Infração – média;

    Penalidade – multa;

    Medida administrativa – remoção do veículo;

    XI – ao lado de outro veículo em fila dupla:

    Infração – grave;

    Penalidade – multa;

    Medida administrativa – remoção do veículo;

    XII – na área de cruzamento de vias, prejudicando a circulação de veículos e pedestres:

    Infração – grave;

    Penalidade – multa;

    Medida administrativa – remoção do veículo;

    A LOIRA ESTAVA DORMINDO NO VOLANTE, COM CINTO DE SEGURANÇA E NO LUGAR DO CONDUTOR.
    CONCLUSÃO ELA QUE VEIO DIRIGINDO – prova material da ingestão de bebida o copo de cerveja no interior do veiculo e os sinais visíveis de embriagues.

    Art. 182. Parar o veículo:
    V – na pista de rolamento das estradas, das rodovias, das vias de trânsito rápido e das demais vias dotadas de acostamento:

    Infração – grave;

    Penalidade – multa;

    No mínimo cabe uma SINDICANCIA contra estas equipes de Policiais que la estiveram, por omissão ou quem sabe “algo mais”.
    Manda estes agentes estudarem o Código de Transito.

    Se isso não é infração, a partir de agora os bêbados podem dirigir até um certo ponto e bem no meio da rua, atrapalhando o transito, como a loira brega da reportagem, que mandou o repórter tomar no fiofó, “curtirem seu porre”.

    Diretor do Detran, Cmdte do Batalhão de Transito e até Ministério Público, isso vai ficar assim?

  4. ELEITOR
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 12:27 hs

    MINISTÉRIO PÚBLICO:

    Não se usa mais o bafômetro?

    A burrice das loiras as isentam de pena?

    No mínimo esta “periguete” tinha que ser autuada em flagrante.

  5. Pedrão
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 12:35 hs

    Esse repórter é jornalista, ou exerce a função amparado pela falta de fiscalização?
    Digo isso porque o português dele é sofrível, a cada dez palavras, comete onze erros.
    Feiura não se põe na mesa, mas o modo de abordagem dele é cabível de uma ação.
    A moça errou? Pelo que vemos sim, apesar de ninguém ter visto ela dirigindo, mas os indícios que dirigiu o veículo até o local são fortes.
    Mas o “repórte otoridade” deu o veridito final, essa moça terá problemas sérios no futuro pela exposição da imagem, não podemos tentar corrigir um erro com outro erro.

  6. Carlos
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 12:43 hs

    Sensacionalismo puro desse sujeito, estava mais preocupado em acusar, invadir o carro, bater no vidro, esbravejar, cutucar ao ponto da moça perder e a calma e dizer que ela além de estar bêbada (ele que disse, não tem lado pericial) era violenta.
    Se ela errou? Justiça nela.
    Mas, o fato dele invadir o carro, acusar, expor a imagem não da nada?
    O que ajudou a reportagem? Quem chamou a polícia não foi ele, foi outro cidadão que viu a cena e tomou a decisão certa chamando a polícia, que se não fosse o repórter aloprado, teria encontrado a moça dormindo no banco do motorista.
    se houve crime, o sujeitinho estragou tudo.
    Estragou em nome de um furo jornalistico,MP investiguem esse procedimento

  7. Vigilante do Portão
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 13:09 hs

    Vou usar um exemplo:

    Amanhã, quando um Policial for chamado para atender um homicídio, encontrar a vítima morta e o “suposto assassino ao lado do 38”,
    NÃO PODE PRENDER?

    Segundo a PM,
    NÃO PODE!

    O Policial não VIU O CRIME.

    Prender?

    Só se o Policial for TESTEMUNHA.

    Gente,

    A Polícia deveria ter encaminhado a MOTORISTA, juntamente com as testemunhas e as imagens, para a DELEGACIA de TRÂNSITO.

    O Delegado abriria o Inquérito, ouviria a motorista e as testemunhas.

    No decorrer das investigações, caberia à motorista declarar QUEM estava dirigindo,
    Dizer em qual Barzinho ela havia estado.

    Um Garçon ou um Valet, indagados, poderiam falar sobre a quantidade de bebida ingerida.

    Imagens das câmeras da rua ou de prédios vizinhinhos, se requisitados, seriam de grande valia para elucidar o caso.

  8. Amilton Oliveira
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 13:16 hs

    Cada caso é um caso, mas uma imagem vale por mil palavras, as imagens mostram a moça dormindo no banco do condutor e após ser acordada, passando para o banco do passageiro….o Art. 253 do CTB é bastante claro, não precisa de interpretação….

  9. Proteu Dela Rue
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 13:26 hs

    É bizarra a citação do art. 253 do CTB. A uma porque lei fala em bloqueio de via, isto é impedir o tráfego, uma passagem precária descaracteriza o bloqueio predito. A duas, porque naquele horário, as dimensões do eco-sport não poderia bloquear qualquer das duas vias citadas. A três, porque a autoridade constituída agiu corretamente, temos que parar com essa mania de querer punir e restringir direitos a todo custo. A propósito qual o bem jurídico foi violado pela loira bêbada? – Nenhum. Se esse Tenente Veiga fosse meu comandado seria promovido por ter cumprido a Lei. Rendo minhas homenagens ao Comandante desse Tenente, tendo em vista que os comandados são o espelho de seu Comando. Para concluir, a PM tem mais o que fazer que preocupar-se com uma loira dorminhoca, supostamente embriagada.

  10. Ditão
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 14:11 hs

    Só não sai o nome por que deve ter “pedigree”.

  11. Antonio Pereira
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 14:23 hs

    Essa atitude do BPTRAN é comum em muitas outras ocorrências. Eles não querem é se incomodar. Preferem liberar o carro para um parente do que ter que ir para a delegacia de delitos de trânsito ou preferem dar aquela mordidinha já conhecida de todos, só não fizeram pq tinha mais gente perto além da câmera de reportagem… infelizmente é a rotina…

  12. Bento
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 14:31 hs

    Ahahahahah!!!! O repórtesinho paricia uma franga correndo da moça.
    Só quero ajudar, a primeira “abordage”…
    Ele invadiu o carro da moça, que segundo a polícia não cometeu crime, se ela não cometeu crime como se explica a violência do cidadão com o microfone agredindo a jovem com palavras?

  13. Cleide
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 17:05 hs

    Manezão, sem noção, covarde esse repórter que quase desenterrou Ruy Barbosa.
    A Polícia liberou a jovem, e o maldoso repórter extrapolou.
    Seguinte, entre com uma ação contra esse sujeitinho prepotente, arrogante, que deseja estar acima da lei.
    Nem devia dar crédito a essa coisa esquisita.
    O Programa em que trabalha é muito grande pra ele, tava desempregado, pois onde trabalha arruma briga, o deputado Gilberto dispensou ele por mau caratismos, daí o Aciolli que te um coração de mãe deu a mão pra ele.
    Cuidado Aciolli isso é arrogante e dono da verdade, não merece estar no seu Programa que é o melhor do Gênero.

  14. MENSALEIRO JUNIOR
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 18:55 hs

    SERÁ QUE SE FOSSE NA PERIFERIA A PM AGIRIA DO MESMO MODO ? CLARO QUE NÃO . O MOTORISTA TERIA SIDO PRESO EM FLAGRANTE E ESTARIA ATÉ HOJE NA CADEIA. SUA FOTO ESTARIA NOS JORNAIS E TV. O PARANAENSE FALA MUITO DO RIO DE JANEIRO,SÓ QUE NO RJ O FILHO DO GOVERNADOR FOI APANHADO DIRIGINDO BEBADO E FOI PRESO EM FLAGRANTE. SE FOSSE AQUÍ A PM TERIA CONDUZIDO O BEBADO EM SEU PRÓPRIO CARRO ATÉ SUA RESIDENCIA E AINDA PEDIRIAM DESCULPAS, O TEN. QUE ARRANJE OUTRA DESCULPA ,POIS ISSO TEM NOME : PREVARICAÇÃO. A PROPÓSITO ELA É FILHA DE QUEM MESMO ?

  15. nic
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 19:30 hs

    Para ajudar os policiais segue artigo do código de trânsito que ela violou:
    Art. 252. Dirigir o veículo:
    III – com incapacidade física ou mental temporária que comprometa a segurança do trânsito;
    Pena: Multa
    Infração: Média
    Se ela estava ao volante quer dizer que estava dirigindo e que parou no meu da rua em decorrência do estado dela que esta fora de si.
    Pode ser também o artigo que fala de estacionamento irregular mas, não cabe por ela em tese estava dirigindo.

  16. rui barbosa
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 23:17 hs

    essa é uma loira valente!!!!!!!!!!!! coisa rara……………

  17. Carla
    domingo, 20 de outubro de 2013 – 11:00 hs

    Era preferível a multa, que essa exposição de um ser que se julga acima do bem e do mal.
    Essa moça tem que representar contra esse camarada, pena que não levou uns tapas na cara o engraçadinho.
    Reparem, ele queria se aparecer em cima do caso e, se a moça começasse a dirigir? Poderia ocorrer uma tragédia.
    Ele disse que tava tendo congestionamento, a imagem mostra outra realidade, sensacionalista barato.

  18. Carla
    domingo, 20 de outubro de 2013 – 11:00 hs

    Era preferível a multa, que essa exposição de um ser que se julga acima do bem e do mal.
    Essa moça tem que representar contra esse camarada, pena que não levou uns tapas na cara o engraçadinho.
    Reparem, ele queria se aparecer em cima do caso e, se a moça começasse a dirigir? Poderia ocorrer uma tragédia.
    Ele disse que tava tendo congestionamento, a imagem mostra outra realidade, sensacionalista barato.

  19. zangado
    domingo, 20 de outubro de 2013 – 14:11 hs

    É um escárnio para todos aqueles milhares que tiveram, ainda gestão da “indústria de multas” (da qual “milagrosamente” se salvou um ex-secretário municipal de trânsito …) aplicação em bateladas de “suspensão do direito de dirigir” ….

    Essa loira nem reciclagem das latinhas de cerveja que bebeu fará …

    Eis o retrato de nossos governos municipal e estadual – e faz tempo …

  20. Doidão
    domingo, 20 de outubro de 2013 – 22:58 hs

    Poxa todos nos erramos e não é de hoje, porque expor a moça, só porque tomou uns pileques, isso acontece … ele deveria ajuada-lo não ficar gravando para poder se aparecer, porque pra mim foi redículo, faltou infiar o nicrofone na boca da moça.

  21. Servidor Municipal
    segunda-feira, 21 de outubro de 2013 – 8:41 hs

    Pô, noticiaram que ela estava com a carteira cassada. Sendo assim, nem tem o que dizer, era no mínimo carcar multas e multas na mulher e pronto!
    Mas como a donzela tinha pedigree, já viu…..

  22. Oficial da PM
    domingo, 29 de dezembro de 2013 – 9:28 hs

    Também estou indignado com o encaminhamento da situação, o certo seria encaminhar a moça para a Delegacia de Trânsito…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*