Jovem que pegou carona com namorado da mãe é encontrada morta e nua | Fábio Campana

Jovem que pegou carona com namorado da mãe é encontrada morta e nua

Por Denise Mello e Roberto Romanowski, Banda B:

Foi encontrado na tarde desta terça-feira (1º) o corpo da jovem Aline Moreira, de 18 anos, desaparecida desde sexta-feira (27), após ter pego uma carona com o namorado da mãe, de Mafra (SC) para Curitiba. O corpo da jovem, já em decomposição, foi encontrado em uma estrada rural do bairro Fazendinha, a 40 km de Rio Negro (SC). Aline estava completamente nua e pode ter sido vítima de abuso sexual. Ela tinha um hematoma na cabeça e pode ter levado um golpe de barra de ferro. O namorado da mãe, José Ademir Radol, de 48 anos, é o principal suspeito do crime e está foragido.

Saiba mais: Jovem pega carona com namorado da mãe e desaparece

As investigações apontam que Aline Moreira pegou carona com o namorado da mãe na última sexta-feira (27) e desapareceu. A mãe contou que recebeu mensagens da filha pedindo socorro. O delegado da cidade de Rio Negro, Sério Luiz Alves, recebeu informação de que, na noite de segunda-feira (30), o carro em que os dois estavam foi abandonado próximo a uma valeta.

De acordo com o depoimento da mãe da jovem, Leonilda Kurlapski, à polícia, o namorado da jovem mora em Curitiba e, por isso, ela teria pego uma carona com José Ademir, que vinha para a capital. A saída deles de Mafra aconteceu no final da tarde de sexta-feira. Horas depois, de acordo com a Delegacia de Rio Negro, a jovem mandou mensagens à mãe e ao namorado pedindo socorro.

José Ademir chegou a entrar em contato com a mãe de Aline, mas não disse onde estava e afirmou ter deixado a jovem na Rodovia do Xisto, região metropolitana de Curitiba, depois que o carro apresentou problemas mecânicos. Ele insistiu em encontrar com a mãe da jovem, mas, com medo e a filha desaparecida, ela recusou.

Nome falso

A mãe da jovem conheceu José Ademir pelas redes sociais e começou o namoro. Ele se apresentou como mecânico e disse que se chamava “Marcio Melo”. Agora, se descobriu que o nome era falso. Segundo o investigador Luiz Ribeiro, da delegacia de Rio Negro, o suspeito já teria tentado atacar uma jovem em Mafra. Ela conseguiu fugir e avisar a polícia, mas ele estava foragido.

Quem tiver informações sobre José Ademir Radol deve procurar a polícia no telefone 3270-1950.


4 comentários

  1. Frida
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 11:47 hs

    este idiota levará muiitas barras de ferro … na cadeia !!

  2. Joao
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 17:08 hs

    Mae cabeça de bagre !!! so podia acabar nisso !!!

  3. zangado
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 17:50 hs

    Temos visto como nunca em nosso país tais espécies de crimes bárbaros, por que?

    Porque nossas leis e nossa justiça não fazem a mais mínima constrição nos criminosos potenciais e consumados.

    Estamos em clima de guerrilha diária contra (às vezes, a favor) da criminalidade e tratamos isso como fato natural.

    Sociedade insossa que perdeu todos as suas qualidades organolépticas para se indignar !!!

  4. antonio carlos
    quinta-feira, 3 de outubro de 2013 – 21:43 hs

    Que loucura, a mulher põe qualquer um dentro de casa. Só porque o cara disse que era isto e aquilo ela já foi se enrolando com o cara. Viu no que deu tanta pressa. Agora vai chorar pelo resto da vida por ter dado a chance de um monstro matar a filha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*