Campagnolo lidera frente contra salário mínimo regional do Paraná | Fábio Campana

Campagnolo lidera frente contra salário mínimo regional do Paraná

Candidato a vice-governador na chapa da ministra Gleisi Hoffmann (PT), o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, integrou uma comitiva de 30 empresários dos ramos de madeira e móveis, que se reuniu na terça-feira, 1º de outubro, com o governador Beto Richa. Para enfrentar as dificuldades de mercado, Campagnolo propôs simplesmente a extinção do salário mínimo regional, que hoje varia de R$ 882,59 a R$ 1.018,94.


10 comentários

  1. Anônimo
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 10:22 hs

    Neste caso, o costureiro from Capanema até que esta certo. Este piso regional é demagogia dos tempos tenebrosos da idade média do Paraná, que foi o governo anterior.

  2. Tango Kid
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 10:23 hs

    Esse Edson Campagnolo é safado tão quanto aos demais. É logico que o contra dele só o favorece, é empresário, onde com certeza ele será o benificiado. Mais safado ainda será quem votar na Gleisi com esse cara como vice. Vomos continuar com Beto Richa…. ta ruim… mas ta bom… porque pode ficar muiiito pior.

  3. HENRY
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 11:10 hs

    E O PEDÓFILO ASSESSOR ESPECIAL DA “greisi” NÃO VAI SER CANDIDATO A NADA? VAI SER SÓ COORDENADOR?

  4. Olho Vivo
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 11:19 hs

    Não entendi muito bem, ele quer ser político, quer ser vice da “Calcinha de seda branca” e está contra o trabalhador do Estado? Ele é doido, ou não tem a menor chance de se tornar político. Os caras acham que o fato de estarem a frente de uma entidade importante do Estado, já os credenciam a serem políticos de primeiro escalão! Tsc tsc tsc

  5. alexandre mattos
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 11:47 hs

    Como candidato a “vice-governador” de Gleisi? Já houve convenção? A chapa já foi registrada?
    O que se espera é que se dê a informação correta. Não seria melhor dizer: pré-candidato, nome cogitado, etc, etc?

  6. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 13:28 hs

    Gleisi sabe escolher seus assessores e parceiros. O subchefe de assuntos jurídicos da casa civil levou pau no mestrado da USP. Aspones de primeira.

  7. Sudoeste
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 14:27 hs

    Mais uma ofensa aos avanços e conquistas. Agora serão os trabalhadores do Paraná, com a extinção do salário Regional.
    Sem noção vai de vice na chapa da Turma do “Gayersky”

  8. Mentira! - CESAR BARRAQUINHA
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 17:43 hs

    é UMA BRINCADEIRA DE MAU GOSTO ESTE SALÁRIO REGIONAL, ONDE O GOVERNO FAZ FESTA COM O SUADO $$$$$$ DOS OUTROS.
    OBRIGA NOS OUTROS AKA A PAGAR, E ELE NÃO PAGA NEM O SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL PARA OS BARNABÉS DA VIDA, POR AI A FORA.
    Por Isto só, já voto nestes.

    O governador beto perdeu uma grande oportunidade de ter parado com este salário minimo regional do RR – doido. mas é assim que vai o choque.

  9. verde oliva
    quarta-feira, 2 de outubro de 2013 – 22:15 hs

    Aumentar a competência e diminuir o lucro em momento ruim foram descartados pelo grupo dos 30 gananciosos. O negócio é acabar com uma das maiores conquistas sociais: o salário mínimo. Será que o PT vai ter um ultra-capitalista como vice ?

  10. INTRUSO
    quinta-feira, 3 de outubro de 2013 – 0:37 hs

    SALÁRIO MÍNIMO REG.. É SENSACIONALISMO PURO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*