Barbosa diz que vai conversar com colegas sobre próximos passos do mensalão | Fábio Campana

Barbosa diz que vai conversar com colegas sobre próximos passos do mensalão

Da Folha de S.Paulo:

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, disse nesta quarta-feira (9) que vai consultar os colegas sobre os próximos passos do julgamento do mensalão.

Pela manhã, o STF publicou no “Diário da Justiça Eletrônico” o documento que resume o que foi decidido na análise dos primeiros recursos dos condenados do processo.

Ontem, Barbosa indicou que o próximo lote de recursos que será apresentado pelos réus do mensalão deve ser analisado neste mês. Com isso, 13 dos 25 condenados poderão começar a cumprir as penas.

Questionado se a publicação do documento facilita a definição sobre o momento da prisão desses 13 réus, Barbosa desconversou. “Vamos ver, vamos conversar amanhã com os colegas para saber o que fazer”, disse.

O presidente do STF, Joaquim Barbosa, durante a primeira sessão do Conselho Nacional de Justiça sob nova composição
NOVO JULGAMENTO

Nesta fase do julgamento há dois tipos de réus: os que ainda têm direito a um recurso conhecido como embargos infringentes, que levará a um reexame de algumas condenações, e um grupo que só poderá apresentar um recurso, o chamado embargos declaratórios, que serve para esclarecer pontos da sentença.

Com a publicação do acórdão –documento que resumirá o que foi decidido no julgamento dos primeiros recursos apresentados pelos réus– os 13 que não têm direito aos infringentes, entre eles o delator do esquema, Roberto Jefferson, e os deputados Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT), ficarão na iminência do início do cumprimento das penas.

Segundo o presidente do STF, o prazo para a apresentação de novos recursos será aberto a partir de sexta-feira (11). Além dos 13 que só têm direito aos chamados embargos declaratórios, 12 réus podem apresentar um outro tipo de recurso, conhecido como embargos infringentes.

Com eles, réus como o ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e operador do mensalão, Marcos Valério, terão a chance de rever suas condenações por formação de quadrilha. O prazo para a apresentação dos embargos infringentes é de 30 dias a partir desta sexta (11).


5 comentários

  1. tadeu rocha
    quarta-feira, 9 de outubro de 2013 – 14:10 hs

    dr. JOAQUIM BARBOSA SENHOR ESTA DE PARABENS, EU ACHO QUE OS BRASILEIROS DEVERIAM E DEVEM APOIAR 100% O SENHOR, NÓS TEMOS QUE PASSAR A LIMPO O BRASIL, ESSE QUEBRA QUEBRA QUE ESTA ACONTEÇENDO É RESULTADO DE TUDO ISSO. O BRASIL É RICO EM TUDO, VAMOS ANALIZAR… SAUDE…SEGURANÇA…OS POLICIAS GANHANDO ESSA MICHARIA.. O SALÁRIO MINIMO . ETC…COMO FALAM A INFRAÇAO ESSE MES ESTA EM BAIXA ETC… VAO NO MERCADO PARA VE É ISSO É VERDADE, É UMA PURA MENTIRA.

  2. sandra arendt
    quarta-feira, 9 de outubro de 2013 – 14:32 hs

    Presidente, o povo quer menos conversa e mais ação!

  3. Irineu
    quarta-feira, 9 de outubro de 2013 – 19:45 hs

    Infelizmente seu Joaquim Barbosa, não espere muita coisa de quem beija a mão com quatro dedos.

  4. verdade
    quarta-feira, 9 de outubro de 2013 – 20:17 hs

    Quando sai a investigação do PSDB nobre Barbosa!

  5. aline
    quinta-feira, 10 de outubro de 2013 – 15:24 hs

    Conversar ou cacarejar!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*