Audiência pública debate alterações no ECA | Fábio Campana

Audiência pública debate alterações no ECA

Os tristes e frequentes casos de violência moral e física contra os professores em salas de aula serão discutidos nesta terça-feira (29), em audiência pública, às 14h30, no plenário da comissão de Educação da Câmara dos Deputados em Brasília.

O foco será o projeto de lei 267/2011 que altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) com o objetivo de estabelecer mais deveres aos estudantes e assegurar mais tranquilidade aos professores.

De acordo com o projeto, o aluno deverá estar atento às regras e à conduta do seu estabelecimento de ensino. A autora do projeto, deputada federal Cida Borghetti (PROS-PR), o principal objetivo do PL 267 é levar a paz para escolas proporcionando um ambiente educativo e saudável aos alunos e professores.

“Estamos focados em colaborar para que professores e alunos possam cumprir suas missões de ensinar e aprender com alegria, seguranças, respeito e resultados, beneficiando diretamente a qualidade da educação no Brasil. Essa audiência será de extrema importância para o andamento do projeto dentro da Câmara dos Deputados. Nosso objetivo é levar a matéria em votação no plenário da Casa”, afirmou a deputada.


6 comentários

  1. Arlete Menezes
    segunda-feira, 28 de outubro de 2013 – 18:29 hs

    Muito bem deputada

  2. jose
    segunda-feira, 28 de outubro de 2013 – 20:05 hs

    Parabéns, já está passada a hora de mudança nessa lei.

  3. Helena
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 13:23 hs

    Já fui conselheira tutelar, acho que aprendi um pouco mais sobre direitos e deveres da criança e de seus pais:
    – Escola em tempo integral para crianças e adolescentes com atividades esportivas, artes diversas;
    – responsabilizar aos pais de suas negligências em relação à educação dos filhos com bastante eficácia e assiduidade;
    – Policiamento nas escolas e praças onde os traficantes ficam livres para aliciamento dos menores, e com punição severa aos grandes traficantes que aliciam os menores e os transformam em seus escravos e também das drogas ;
    e em nível federal, vigia constantes às nossas fronteiras , combatendo aos traficantes internacionais, que são as raízes de todo os nossos problemas, com uma legislação super rígida, de até uma prisão perpétua para esses assassinos em massa de toda a sociedade…

  4. maria celia de resende zanatta
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 13:30 hs

    Projeto de lei totalmente inconstitucional. A CF garante o acesso e permancência escolar. A suspensão é assunto esgotado.

  5. antonio carlos
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 16:20 hs

    A deputada acredita que se consegue muita coisa na base da boa vontade. Com certeza já se esqueceu daquele ditado que diz que, o chão do inferno está cheio de almas bem intencionada. Numa destas ela não acredita em alma. E nem em inferno.

  6. Nair Montoro
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 13:39 hs

    Parabéns deputada, precisamos sim de Paz nas Escolas, para que as nossas crianças,adolescentes e professores possam mudar o nosso país.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*