A carteirada | Fábio Campana

A carteirada

Do Ilimar Franco:

Durante almoço ontem no Palácio da Alvorada, o governo e a política não foram os únicos pratos saboreados pelo ex-presidente Lula e pela presidente Dilma. Conversa vai, conversa vem, e Lula pediu maior agilidade para que fosse aprovada a autorização para funcionamento da TV do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, entidade que presidiu durante a ditadura militar. Na hora, Dilma pegou o telefone e ligou para o ministro Paulo Bernardo (Comunicações). Perguntou. Ouviu a resposta. Desligou o telefone. E informou ao seu antecessor que estava tudo encaminhado e que era apenas uma questão de dias a aprovação da criação da nova emissora.


4 comentários

  1. OCIMAR
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 15:15 hs

    MAIS UM INSTRUMENTO DE LAVAGEM CEREBRAL DA OTARIADA,PROJETOS DE INTERESSE DAS PESSOAS DE BEM,NEM PENSAR.

  2. OCIMAR
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 15:21 hs

    MAIS UM INSTRUMENTO DE LAVAGEM CEREBRAL DA MASSA OTÁRIA,PROJETOS PARA BENEFICIAR AS PESSOAS DE BEM,NEM PENSAR.

  3. Irineu
    sexta-feira, 1 de novembro de 2013 – 11:16 hs

    Com certeza o nosso companheiro vai ser o tartufo na nova rede, e assim caminha o nosso Brasil.

  4. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 1 de novembro de 2013 – 17:06 hs

    Um Maggi matogrossense, rei da soja, pediu rodovia para escoar produção que beneficia o grupo. Fica pronta antes que ele pisque um zóio.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*