O Brasil estragou tudo?, pergunta a revista britânica 'The Economist' | Fábio Campana

O Brasil estragou tudo?, pergunta a revista britânica ‘The Economist’

De O Globo:

RIO – Na segunda metade dos anos 2000, o Brasil decolava e recebia elogios mundo afora. Com economia estável, o país sofreu pouco durante a crise econômica mundial – registrando crescimento de 7,5% no ano de 2010, enquanto grande parte dos países estava em recessão. Porém, ao que tudo indica, o crescimento está minguando, afirma a nova edição da revista britânica “The Economist”. A reportagem de 14 páginas intitulada “Has Brazil Blown it?” (O Brasil estragou tudo?, em tradução livre), da edição distribuída para a América Latina e que chega às bancas neste fim de semana, questiona se a presidente Dilma Rousseff vai conseguir reiniciar os motores do crescimento econômico.

A publicação diz que, desde 2011, o Brasil conseguiu apenas 2% de crescimento anual e ressalta o descontentamento da população brasileira quanto ao alto custo de vida, os serviços públicos deficientes e a ganância e a corrupção dos políticos como impeditivos para um salto maior. Essa mescla resultou nas recentes manifestações ocorridas em junho.

Em 2009, a economia do Brasil também foi matéria de capa. A ascensão econômica foi seguida de um elogioso editorial e de especial de (também) 14 páginas, apontando que a inclusão do Brasil, em 2003, no grupo de emergentes Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) havia surpreendido muitos, mas que havia se mostrado acertada, já que o país apresentava desempenho econômico invejável.

Na ocasião, a “The Economist” exaltava o desempenho do país, pois as taxas brasileiras superavam as registradas pelos irmãos do Bric.

“Ao contrário da China, (o Brasil) é uma democracia, ao contrário da Índia, não possui insurgentes, conflitos étnicos, religiosos ou vizinhos hostis. Ao contrário da Rússia, exporta mais que petróleo e armas e trata investidores estrangeiros com respeito.”, disse na ocasião.

Enquanto, em 2009, a escolha do Rio de Janeiro como sede olímpica em 2016 marcou simbolicamente a entrada do país no cenário mundial, hoje a pergunta da nova edição é outra: Será que a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de recuperação ajudarão o país ou simplesmente vão trazer mais dívida?

Críticas frequentes

Não é a primeira vez que a revista britânica critica o Brasil. Aliás, as cutucadas à economia brasileira – e também à equipe econômica do país são mais que frequentes. Em junho deste ano, a revista criticou o ministro Guido Mantega, ao afirmar ironicamente que, “já que as avaliações anteriores da revista britânica tornaram-no ‘intocável’, pedirá agora que ele continue em seu cargo”.

“Foi amplamente noticiado no Brasil que nossa impertinência teve o efeito de tornar o ministro da Fazenda intocável. Agora, vamos tentar um novo caminho. Pedimos que a presidente (Dilma Rousseff) mantenha-o a todos os custos: ele é um grande sucesso”, afirmou a The Economist em editorial.


9 comentários

  1. Leticia Martelle Maynard
    quinta-feira, 26 de setembro de 2013 – 19:04 hs

    FATO: Estabilidade do Plano Real, foi pro ralo graças ao modelo(Incompetência) PT de governar.
    Ela(Dilma) Herdou uma baita herança maldita de seu antecessor(Lula), e para ficar pior, ela piorou tudo com a incompetência do PT rsrsrsrsrsrsrsr São os fatos vindo a tona ……………… Resumindo: Plano real foi pro ralo, tudo isso graças ao Modelo PT de governar.

  2. wal
    quinta-feira, 26 de setembro de 2013 – 20:04 hs

    é realmente estragou os roubos que britanicos e estadunidenses sempre faziam com o Brasil na época do fhc e gang

  3. quinta-feira, 26 de setembro de 2013 – 20:59 hs

    E aí PETRALHAS ?? Que vergonha, o mundo reconhecer a incompetência do governico do Brasil

  4. luiz
    sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 9:01 hs

    Bastou a Dilma sentar a lenha no espião que eles resolveram dar o troco.

  5. Dieter
    sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 9:18 hs

    Coitada(o) da(o) achando que os roubos pararam. Alem deles tem a gangue do luladrão e da presidANTA saqueando os cofres públicos.

  6. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 10:55 hs

    Então MAYNARD,seu chará está em NONA YORQUE E CONTINUA FALANDO BESTEIRA COMO VOCE.
    O Lla estragou o Pais para voces 2% de nariz empinado,mas para o pobre e produtivo está bom.
    Quero que voces se danem.

  7. Gardel
    sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 11:26 hs

    FHC é um homem de aguda sensibilidade e extraordinária observação, é brilhante e inteligente.Consciente nos julgamentos, sua mente esta sempre voltada para o bem. Pensa de forma positiva, sua maneira de viver tem base na tolerância, paciência e na compreensão. Seus projetos se âncora na a razão e conduz ao bem e beneficio de todos. O governo petista criou um Brasil que só existe na sua imaginação. O PT é um partido acostumado a iniciar e não terminar obras publica, adora regalia e ostentação. Desprezam qualquer princípio de conduta, em suas ações, fica evidenciado a enorme rudeza de caráter. Para fazer um bom governo, é necessário inteligencia, infelizmente os ptralhas não possui esse requisito.

  8. C.L.O.
    sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 11:50 hs

    Leticia Martelle Maynard
    DONDE ÉS TU???

    CA LA DA, SE NÃO SABE O QUE DIZER.

  9. Deutsch
    sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 18:23 hs

    Não foi o Brasil. Quem estragou tudo foi o lularápio com sua gangue de ladrões e a dilmANTA com sua comprovada incompetencia e burrice.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*