Manoel Dias pagou serviço partidário com dinheiro de ONG | Fábio Campana

Manoel Dias pagou serviço partidário com dinheiro de ONG

De Andreza Matais e Fábio Fabrini, O Estado de S. Paulo:

Brasília – Um ex-dirigente do PDT catarinense diz ter recebido salário por serviços partidários de uma entidade contratada pelo Ministério do Trabalho. O esquema irregular de pagamento ocorreu em 2008, durou pelo menos seis meses e foi montado pelo hoje ministro da pasta, Manoel Dias, acusa John Siever Dias, em entrevista exclusiva ao Estado.

Em 2008, John Siever, que viria mais tarde a se tornar presidente da Juventude do PDT, prestava serviço à Universidade Leonel Brizola, instituição bancada pela fundação homônima ligada ao partido. Em duas entrevistas de mais de seis horas, nas quais se deixou fotografar e gravou depoimento em vídeo, Siever disse que seus pagamentos pelos serviços ao partido eram feitos pela Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Rio Tijucas e Itajaí Mirim (ADRVale).

Com sede na cidade catarinense de Brusque, a entidade firmou seis convênios com o Trabalho na gestão de Carlos Lupi (PDT), padrinho político de Manoel Dias, recebendo R$ 11,3 milhões para qualificação profissional.

Fundador da Universidade Leonel Brizola, Manoel Dias, ou “Maneca”, preside desde aquela época a fundação do partido que mantém a universidade, além do diretório estadual pedetista em Santa Catarina. “No fim de 2007 eu fui morar em Florianópolis com outros companheiros do partido. No início de 2008, o Maneca me ligou, ele estava na sede, eu estava viajando, e disse: ‘A partir de hoje tu é o responsável pela Universidade Leonel Brizola e pelos núcleos de base do partido’. A minha função era entrar em contato com o pessoal, fornecer o que precisaria para montar as telessalas”, diz John Siever.

Segundo John, o ministro disse que ele seria remunerado pelo trabalho para o PDT e o dinheiro viria da entidade. “Ele disse que eu receberia uma remuneração. Dias depois, o Maneca e o Rodrigo Minotto (chefe de gabinete do ministro, também filiado ao PDT de SC) receberam na sede do partido em Florianópolis dois senhores de cabelos brancos. Meia hora depois disso, o Maneca chegou com esse senhor e disse: ‘Olha, referente ao teu salário da universidade, você vai passar os seus dados para esse senhor, que você vai começar a receber por eles’. Eu e um outro, chamado Fábio. O senhor anotou o telefone da ADRVale de Brusque, disse que era só ligar lá, que uma menina ira pedir nossos dados e isso resolveria o nosso problema.”

John Siever prossegue: “O Maneca até olhou pra nós e disse: ‘Resolvido?’ Ele falou em torno de R$ 1.300 por mês. A partir daquele momento, no começo de mês, a gente ligava todo mês e cobrava.”

“Eu imaginava que não era coisa boa. Uma empresa que presta serviço para o Estado estar me pagando? Mas quem iria confrontar o Maneca?”, afirma.

Repasses. A ADRVale tem como dirigentes Osmar Boos e Militino Angioletti, que foram filiados ao PDT entre 1992 e julho deste ano. Segundo o Portal da Transparência do governo, os recursos do Trabalho foram liberados para a ADRVale entre 2007 e 2012. A Polícia Federal chegou a investigar uma das parcerias, mas o caso acabou arquivado.

O trabalho para a universidade se encerrou quando John Siever decidiu sair candidato a vereador pelo PDT, mas o salário não. “O Maneca continuou me pagando o mesmo valor”, diz o ex-dirigente, que afirma não saber a origem dos pagamentos na campanha. Ele não foi eleito.


7 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 9:56 hs

    Nada a ver, mas deu na CBN agora de manhãzinha. Um porta-voz, sei lá o quê falando a respeito do cancelamento ou não da viagem de dona Dilma aos esteites para encontro com Obama. Disse que a presidentA “não vai arredar pé da defesa intransigente da soberania brasileira”. Gente, por pouco não enrabei o bi-articulado Inter – 2 à minha frente, escangalhando-me de rir.

  2. Gardel
    terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 10:32 hs

    Esse pessoal da base aliada do PT, parece estar bem sintonizados com o partido vermelho da dominação.

  3. Alessandro
    terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 10:34 hs

    A história da montanha de dinheiro do Ministério do Trabalho direcionado pelo PDT às ONGS já é conhecida há muito tempo.
    Isso já havia sido escancarado pela senadora Kátia Abreu há quase dois anos:
    http://www.youtube.com/watch?v=3QjnXND07U4

  4. terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 10:39 hs

    LUPI – MANOEL – OSMAR – PICLER – A ORIGEM……

    http://www.pdt-rj.org.br/primeirapagina.asp?id=1177

  5. PEDROCA DO TEXAS
    terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 11:08 hs

    O saudoso LEONEL BRIZOLA deve estar chorando no túmulo,pois usaram seu nome em vão,para lavar dinheiro.

  6. terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 13:29 hs

    pode apostar q tem mais, neste mesmo MINISTÉRIO e em outros…..n foi o primeiro e c cereza n será o último…vc já imaginou se a agência americana q andou espionando esse povo, divulga o q sabe????

  7. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 17 de setembro de 2013 – 15:43 hs

    É, cada enxadada, uma minhoca.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*