As lambanças do PDT e a eleição no Paraná | Fábio Campana

As lambanças do PDT
e a eleição no Paraná


Do blog Paçoca com Cebola

Sempre acaba tudo em casa

O PDT, depois de lambanças e mais lambanças nos cargos que ocupa no governo da presidente Dilma, está se preparando para deixar a boquita petista com fins lucrativos.

E se confirmar a decisão mesmo de sair fora , haverá comemoração no palácio Iguaçu.

É que o governador Beto Richa (PSDB) e o senador Alvaro Dias (PSDB) estão apaziguados. O primeiro sairá candidato à reeleição ao governo e o segundo ao Senado.

Com o PDT fora do colo do PT, é certo que o ex-senador Osmar Dias (PDT) deixe cargo de vice-presidente do Banco do Brasil para o segmento do agronegócio. Fora do governo e sem o apoio do PT, Osmar – poucos acreditam que ele apoiaria Gleisi Hoffmann se os laços com o PT forem cortados – teria poucas chances de sair candidato ao Senado.

Quando muito, Osmar seria candidato a deputado federal.


5 comentários

  1. sexta-feira, 20 de setembro de 2013 – 13:27 hs

    Seria muito bom se os irmãos Dias assim fizessem e Osmar se afastasse de vez dos partidos trambiqueiros (PT e PDT)

  2. antonio carlos
    sexta-feira, 20 de setembro de 2013 – 13:42 hs

    Mas a dupla ministra/urtigão não estava de namoro firme? Já desficaram?

  3. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 20 de setembro de 2013 – 14:54 hs

    E o Fruet, vai para o PT?

  4. carlinhos noute
    sexta-feira, 20 de setembro de 2013 – 15:47 hs

    O acordo é o seguinte: Gleisi para o governo, Pessuti para vice e Osmar para o Senado. Em caso de Álvaro Dias ser candidato ao Senado também, haverá uma mudança na chapa. Osmar passa a ser o candidato a vice e Pessuti para o Senado. Simples assim.

  5. eldiabro
    sábado, 21 de setembro de 2013 – 5:35 hs

    Osmar é candidato ao senado.
    O alvaro nao vai conseguir um quarto mandato via acordo branco ou verde.
    Acorda Alvaro…….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*