Vetos ao Ato Médico prometem dar dor de cabeça a Dilma | Fábio Campana

Vetos ao Ato Médico prometem dar dor de cabeça a Dilma

Do Poder Online:

Além de antever uma queda de braço entre parlamentares e governo sobre o veto da presidente Dilma Rousseff ao fim da multa de 10% sobre o FGTS, deputados e senadores avisam que a canetada presidencial no projeto que institui o Ato Médico também pode acabar em dor de cabeça à petista.

Setores da área médica pressionam o Congresso a derrubar os vetos de Dilma ao projeto, que envolvem, por exemplo, o artigo que estabelecia como atividade exclusiva dos médicos o diagnóstico e prescrição de tratamento para pacientes. Hoje, um outro grupo de entidades ligadas à área promete ir à Câmara para pedir que os vetos de Dilma sejam mantidos.


3 comentários

  1. NA CORDA BAMBA
    segunda-feira, 19 de agosto de 2013 – 16:19 hs

    A Dilma estava no mato sem cachorro, hoje está sem mato e sem
    cachorro. Totalmente perdida mesmo. O veto ao Ato Médico colo-
    cou a Presidenta frontalmente contra todos da área biomédica.

  2. Marcio Gobbi
    segunda-feira, 19 de agosto de 2013 – 21:43 hs

    A saúde é um campo exclusivo da Medicina? A Medicina faz interface com outras áreas da saúde? Como articular a interface entre as diversas áreas do saber respeitando seus os espaços, sua história, seu direito? Para mim, o PL do Ato Médico com e sem o veto têm provocado essas reflexões. Não acredito que a proposta dada pela Medicina, atualmente, e que é representada pelo PL do Ato Médico com e sem o veto, seja uma resposta satisfatória e final. Então, não posso estar a favor do PL do Ato Médico principalmente sem o veto.
    Na área da saúde não existe alguém capaz de assumir a função de juiz, não importa o conhecimento que tenha. O paciente tem direito a ter acesso a quaisquer pontos de vista sobre seu problema de saúde. O ideal é que esses pontos de vistas sejam discutidos de forma franca, pois só assim somos capazes de oferecer a orientação mais adequada possível para cada caso.
    Sabemos que a Regulamentação da Medicina é uma coisa, subjugar todas as profissões da saúde é outra. Ninguém pode depender de um médico para ir ao nutricionista, psicólogo, optometrista, dentre outros. A regulamentação da medicina deve ser aprovada, mas não da forma absurda que esta sendo imposta.

  3. antonio carlos
    segunda-feira, 19 de agosto de 2013 – 22:00 hs

    De alto do seu poder para-divino, herdado do deus brasileiro, porque Deus é brasileiro, a presidanta achava que podia tudo, e podia mesmo, até a alguns dias atrás. Aí um bando de moleques saiu às ruas e meteu o pé no balde, e o sonho começou a desmoronar. Agora a companheira até a alguns dias toda poderosa, que insiste em não ouvir ninguém, que só dá ouvidos ao deus brasileiro, se vê hoje desafiado e até, pasmem, desafiada. Quanta ingratidão destes deputados e senadores, ousam me desafiar, ma tem volta, não fica assim, prometo voltar em 2014. E a minha vingança será “maligrina”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*