Última esperança, segundo Delfim Netto | Fábio Campana

Última esperança, segundo Delfim Netto

A última oportunidade para inverter a expectativa de um 2º semestre inferior ao 1º é um robusto sucesso nos próximos leilões de estradas, aeroportos e energia, cuja probabilidade aumentou pela mudança de atitude do governo


2 comentários

  1. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 21 de agosto de 2013 – 7:46 hs

    Investidores não gostam de governos que não cumprem contratos.

    Não gostam de “tabelamento” de preços.
    Não gostam de governos que, por decreto, fazem baixar tarifas (como no caso da energia elétrica).

    Então,

    Por falta de SEGURANÇA JURÍDICA os leilões estão fadados ao fracasso.

  2. justino bonifacio martins
    quarta-feira, 21 de agosto de 2013 – 9:14 hs

    Esse senhor – Delfim Neto -avalista de Atos Institucionais, filhote da ditdura, que queria dividir o bolo, masdeixou só a farofa pro povo, ainda dá opiniões?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*