O Paraná ampliará a sua participação na Sanepar, diz Beto Richa | Fábio Campana

O Paraná ampliará a sua participação na Sanepar, diz Beto Richa

Em entrevista à imprensa em Salgado Filho, o governador Beto Richa disse que o novo acordo entre os acionistas da Sanepar traz equilíbrio, segurança financeira e jurídica na estatal paranaense. “Ampliamos a participação acionária do governo em relação aos sócios privados. As decisões, cada vez mais, são do governo. Decisões que são tomadas pelo conselho de administração, no qual o governo tem maioria absoluta. É bom lembrar que entre os sócios privados a Copel tem participação de 45%”, disse Richa.

O governador adiantou que o Estado tem mais de R$ 1 bilhão de reais a receber e que a iniciativa privada vai fazer esse aporte. O governo vai receber os recursos e ampliar a participação acionária na companhia. “Não há prejuízo nem para a Sanepar, nem para o Governo do Estado. Estamos simplesmente regularizando uma situação que estava incorreta em relação a segurança financeira e jurídica”, disse.

Richa adiantou que o novo acordo não trará qualquer impacto na tarifa da água. “Não tem o menor risco para isso. A Sanepar é reconhecida como uma das empresas de maior qualidade do Brasil e faz o maior investimento de sua historia: R$ 2 bilhões em obras de saneamento para garantir mais qualidade de vida para a população”, completou.


6 comentários

  1. zangado
    quinta-feira, 29 de agosto de 2013 – 19:08 hs

    Eu fico me perguntando porque a Sanepar detendo praticamente o monopólio do saneamento no Estado, cobrando tudo e mais um pouco dos contribuintes, precisa de toda essa peripécia ???

    Não seria o caso das ditas “autoridades de controle público” – parlamentares (os isentos), Ministério Público estadual (o positivo e atuante), o Tribunal de Contas (o que não aprova contas com ressalvas) investigarem a situação?

    E o anunciado passivo judicial (outro? sim, já temos o passivo judicial do pedágio) como é que vai ficar? Nas costas do contribuinte?

    Gente, está na hora de transparência total e apuração de responsabilidades, chega de discurso e consequências nefastas para a sociedade que paga a conta !!!

  2. josias
    quinta-feira, 29 de agosto de 2013 – 20:24 hs

    Sr Governandor moro proximo ao Pequeno Cotolengo e la tem um tratamento da Sanepar que a anos prometem retirar de la. Parece q vivemos diariamento com o esgoto aberto, pelo amor de Deus, cumpra a promessa de retirar aquele tratamento de esgoto de la. Obrigado,

  3. carlinhos noute
    quinta-feira, 29 de agosto de 2013 – 20:51 hs

    Era mais ou menos esse o discurso do então governador Jaime Lerner em relação à Copel: a população sairia ganhando, o governo também.
    Deu no que deu: a Copel só não foi vendida na época porque não houve compradores com cascalho suficiente para comprá-la. Se houvesse comprador naquela época, hoje a Copel seria uma empresa privada, cobrando tarifas de acordo com o seu interesse. E a Sanepar, como será daqui para a frente?

  4. Gustavo
    quinta-feira, 29 de agosto de 2013 – 22:08 hs

    Então tá bom, e o esgoto na rua Helenna Betecek no Butiatuvinha, na capital ecológica do Brasil, que imploro desde 2001, vai ser implantado quando????

  5. Gilmar
    sexta-feira, 30 de agosto de 2013 – 0:13 hs

    Só faltou dizer que a iniciativa privada é voluntaria e mecenas da Sanepar… ah!!! E que os 2 milhões são verbas do governo federal!!!

  6. Magali Prado
    sexta-feira, 30 de agosto de 2013 – 12:24 hs

    Uma empresa que presta serviço p a Sanepar foi na minha casa dia 30/07 para trocar o relógio, quebraram meu muro recém pintado e feito grafiato, remexeram no meu jardim externo onde fica a tampa da rede e não voltaram mais. Já fiz várias reclamações e não tenho nada resolvido, sendo que na primeira ligação p o 115 me pediram 05 dias úteis p os consertos. Isto é qualidade de atendimento???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*