Em Foz, médicos forçam para ganhar mais | Fábio Campana

Em Foz, médicos forçam para ganhar mais

O Poder Judiciário do Paraná determinou a antiga mudança do modelo de assistência à saúde em Foz do Iguaçu. O novo modelo, aprovado judicialmente, entre outras providências moralizadoras e de equilíbrio do sistema, reduziu os ganhos do médicos que chegavam a valores considerados exorbitantes. Agora, médico é contratado por Carteira de Trabalho, como qualquer outro trabalhador. Ganham menos do que ganhavam com o modelo anterior. Por isso se recusam a trabalhar, querem a volta do antigo sistema.

Enquanto isso, a população sofre nas filas. Juramento de Hipócrates foi esquecido.


8 comentários

  1. Manoel
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 12:22 hs

    Juramento de hipócritas!
    Agora pergunte quanto de IRPF era sonegado no modelo anterior….

  2. Eleitor
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 14:26 hs

    Manda eles -médicos- fazerem o concurso para Juiz e Promotor que terão ganhos exorbitantes com direito a vale ALIMENTAÇÃO com efeito retroativo, vitaliciedade, meio expediente, duas férias por ano e outras “cositas” mais.

  3. cesar - eu mesmo
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 14:26 hs

    Eu sempre disse, todo mundo com sua panelinha, todo mundo com a sardinha para sua brasinha, por isto que a Brasil não vai pra frente. Por isto A MANIFESTAÇÃO é contra você também, sabia?

    O brasileiro se levantou contra toda essa corrupção e violência. Um senso de indignação generalizado, de já ter tolerado demais, apanhado demais.
    Mas se você foi à manifestação e usa carteirinha de estudante para ter meia-entrada, mas não é estudante, você é parte do problema. Você não tem moral para reclamar da corrupção deste país. O nome disso é hipocrisia.
    (Reclame mesmo assim, por favor, porque são dois problemas diferentes.)
    Se você joga bituca de cigarro no chão, você trata a cidade como o seu lixo particular. Mas a cidade é de todo mundo. As ruas estão nojentas e a culpa é sua.
    A manifestação é contra você.
    Ah, você é ciclista, todo orgulhoso de ser sustentável, um carro a menos, menos trânsito e CO2. Você reclama da opressão do carro, mais forte, contra a bicicleta, o mais fraco. Mas você não para no sinal. Não respeita a faixa de pedestres. Você até anda na calçada, tornando-se o opressor do pedestre.
    Não se iluda: a manifestação é contra você.
    Você leva o cachorro para passear e não recolhe o cocô. Ninguém admite, mas o resultado está aí: nossas calçadas são um mar de merda. Calçada não é a privada do seu totó.
    A manifestação é contra você.
    Você joga papel no chão, e não faltam desculpas para não fazer o que é certo. Essa merda de prefeitura que não instala lixeiras, né? Ou, saída de estádio, você toma uma cerveja e joga a lata por aí. Ah, todo mundo estava jogando. Depois vem o cara limpar. A responsabilidade não é do estado. É sua. E você, manifestante, não pode se esquivar a ela nos outros 364 dias da sua vida.
    A manifestação é contra você.
    Você não cumprimenta o porteiro. Você exagera horrivelmente no perfume e invade o nariz do outro. Você dirige bêbado. Você põe um escapamento superbarulhento na sua moto, que dá para ouvir a quarteirões de distância, incomoda todo mundo e compra um capacete que ajuda a isolar o som. Você obriga todo mundo do ônibus a ouvir a sua música. Você suborna o guarda ou qualquer outro serviço público. Ou ainda, você escreve textos como este, apontando o dedo contra delitos que já cometeu ou ainda comete, achando que dedo em riste exime você da responsabilidade.
    Você é parte da violência. Você é parte da corrupção. Se você não mudar, o país não vai mudar. Mas não adianta todo mundo apenas demandar que “o poder” conserte as coisas. Quer mudar o país? Não esqueça de mudar a si mesmo, e pagar o preço da mudança, como um adulto.
    Então, vai pra rua, que estava na hora. Mas não esquece: a manifestação é contra você.

    *Inspirado em um texto lindo e corajoso da Duda Buarque.

  4. cesar - eu mesmo
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 14:30 hs

    E tem mais, Jô Soares já dizia ” povo culto é inimigo do Governo”, cada dia tenho mais certeza disto, é onde esta situado o maior numero de corruptos e corruptores, são os que sempre tiram proveito de tudo em detrimento do povo sofrido e trabalhador.

  5. GRANDE MESTRE...
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 14:39 hs

    E o salário dos Engenheiros, que está inferior ao mínimo proposto pela Lei 5.194/66?
    Quem irá contestar ou mesmo corrigir ????

  6. Mr.Scrooge
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 16:02 hs

    A situação de Foz do Iguaçu se resolve de forma bem simples, não gostou do novo modelo? Está insatisfeito, acha que ganha pouco? Tudo bem, passa lá no RH e pede a conta. Ah mais um lembrete, se não passar e não vier trabalhar facilita as coisas para nós, mandamos embora por abandono de emprego. E por justa causa. Aí então doutores e doutoras, não ganham nada, e até podem ter que responder a um inquérito .

  7. VENTRÍLOCO DE POVO
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 16:44 hs

    Tão concorrendo a pior raça.

  8. Neuza
    terça-feira, 2 de julho de 2013 – 20:31 hs

    tem que pagar impostos sim nos pagamos porque eles sonegam mafia da farda branca

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*