Candidato à presidência nacional do PT chama Michel Temer de 'sabotador' | Fábio Campana

Candidato à presidência nacional do PT chama Michel Temer de ‘sabotador’

De Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo:

O dirigente petista Markus Sokol, integrante da direção nacional do PT e candidato à presidência do partido, chamou, nesta segunda-feira, 29, o vice-presidente da República e presidente licenciado do PMDB, Michel Temer, de “sabotador”.

“Michel Temer é um sabotador porque sabotou a tentativa da presidente Dilma de realizar o plebiscito (para a reforma política)”, disse. “Eu defendo a ruptura da aliança nacional com o PMDB”.

A afirmação do petista, que comanda uma corrente interna chamada O Trabalho, foi feita logo após uma reunião extraordinária da direção da legenda, na sede do PT, em São Paulo. Durante o encontro, o grupo majoritário suprimiu do documento oficial da legenda, que será divulgado daqui a dois dias, um trecho onde eram feitas ressalvas à política de alianças do partido.

A direção petista está batendo cabeça sobre as regras do processo de eleição direta (PED) que definirá em novembro o novo comando da legenda.

Apesar da supressão do trecho sobre alianças do documento oficial do PT sobre a conjuntura nacional, a reunião de hoje terminou com uma vitória para os grupos considerados mais radicais do partido.

Ficou definido que 35% da verba de R$ 2 milhões destinada para a campanha interna serão divididos igualitariamente entre as correntes em disputa. O restante do valor será distribuído proporcionalmente à representação de cada corrente. A resolução anterior havia definido que o percentual a ser dividido igualitariamente entre as correntes era de 20%.


8 comentários

  1. luiz
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 9:08 hs

    Posso me considerar entendido no assunto, pois antes mesmo deste cara que eu nunca ouvi falar, disser isso. Eu já havia percebido que o Temer e o Presidente da Câmara estão sabotando o Governo da Dilma em especial o Plebiscito.
    Eles não querem dar um tiro no pé, pois um plebiscito pode resultar numa sistemática que exclui os maus políticos.
    E como todo mundo sabe, dentre os atuais políticos poucos se salvam!

  2. Coelho Ricchete
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 10:18 hs

    O plebiscito era inconstitucional.
    O Temer só protegeu a DilmANTA.

  3. Anônimo
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 10:21 hs

    Se juntar os dois , cololcar num saco …. perde-se o saco…. então apesar do pmdb sustentar a petezada de arrasto ai vai ficar bom pois os dois vão se acabar. que bom pra o Brasil.

  4. Mr.Scrooge
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 11:07 hs

    O que este desconhecido propõe é o fim da era petista, em Pindorama ninguém governa sem contar com a sempre má companhia do velho de guerra. O caçador de marajás perdeu o mandato porque desagradou ao velho de guerra, quando eles pularam fora da barca do cara, o cara sofreu o impeachment. Quem está querendo sabotar o partido é este louco, deve ser da ala mais ultra radical do partido.

  5. Mané do sudoeste
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 11:16 hs

    Fanfarrão este cidadão aí.Não tem como justificar as derrapadas da presidenta e querem culpar o PMDB. Esses PTralhas querem é jogar a responsabilidade para os outros.Qualquer um bem entendido sabia e sabe,que não há tempo para realizar plebiscito este ano.Pisou no tomate feio a presidenta.

  6. pmdbista
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 11:50 hs

    Já passou a hora de romper e lançar candidato à presidente.
    Sugiro Roberto Requião!!!

  7. Sergio R.
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 12:54 hs

    Esse senhor poderia fazer um grande serviço para a nação procedendo dessa maneira. Mas é somente discurso de perdedor. Então fica como está, porque ninguém quer se separar da viúva.

  8. Gardel
    terça-feira, 30 de julho de 2013 – 14:17 hs

    O PMDB sujeito a tudo para permanecer ao lado do PT, tolera todo tipo de desaforos por causa de algumas regalias.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*