Após 10 anos, Ibama emite licença para cais do Porto de Paranaguá | Fábio Campana

Após 10 anos, Ibama emite licença para cais do Porto de Paranaguá

Do G1 PR:

Após dez anos de tramitação, a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) conseguiu nesta sexta-feira (26), junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a licença de operação para o cais Porto de Paranaguá.

Desde de 2002, o terminal operava irregularmente. O Porto de Paranaguá ficou em quarto lugar no ranking nacional quanto ao volume de exportação em 2012. Com 20 atracadouros, passaram pelo terminal paranaense 44,5 milhões de toneladas em carga, que representaram US$ 18,5 bilhões.

A licença foi possível, segundo o Ibama, após a Appa firmar um convênio com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Paranaguá e da Universidade Estadual do Paraná (Funespar) para execução de um plano específico para o resgate e na despetrolização da fauna em caso de acidentes ambientais na área do complexo estuarino da Baía de Paranaguá. A parceria foi oficialmente firmada na quarta-feira (24) e era a ultima exigência do Ibama para a aprovação do Plano de Emergência Individual (PEI) e, por consequência, para a emissão da licença de operação.

O convênio estabelece o repasse de R$ 3,2 milhões à Funespar em 60 meses e prevê diferentes ações como a implantação de uma disciplina no curso de biologia para formar os profissionais que atenderão a este convênio.

De acordo com o Porto de Paranaguá, com a licença, o terminal passa a ter o aval dos órgãos ambientais para desenvolver projetos de melhorias, como acostagem, dragagem e ampliação.


5 comentários

  1. Gardel
    sábado, 27 de julho de 2013 – 10:15 hs

    Para que serve o IBAMA além de gastar o dinheiro da população? Com tantos sanguessugas, dificilmente teremos saúde de qualidade, segurança e educação.

  2. Mr.Scrooge
    sábado, 27 de julho de 2013 – 14:13 hs

    Fico só imaginando quantas toneladas de papel tem o processo, quantos milhões de litros de tinta e quantos bilhões de despachos e carimbos puseram nele. Se não é um recorde certamente está bem perto disto. Agora se entende porque a cada dia que passa mais perdemos competitividade. E de nada adiantam os governos federal, estadual e municipais para incentivar novos empreendimentos. Nem todo mundo tem tanta paciência assim, e nem todo empresário conta com as benesses dos governos.

  3. SEPULVIDA
    sábado, 27 de julho de 2013 – 22:01 hs

    Cabe lembrar que o processo do licenciamento começou em 2010.Portanto não faz 10 anos! Basta ver no site do IBAMA.

  4. NARIZ DE FOLHA
    sábado, 27 de julho de 2013 – 22:41 hs

    PAÍS CIRCO DE ETERNA PALHAÇADA.

    COMO PODE UM ÓRGÃO FEDERAL LEVAR DEZ ANOS PARA DAR UMA SOLUÇÃO PARA SE AMPLIAR UM PORTO ?

    OS FANÁTICOS “VERDES” FAZEM O PAÍS AMARELAR TODOS OS DIAS.

    QUE PAÍS É ESTE?.

  5. Luiz Porto
    domingo, 28 de julho de 2013 – 4:31 hs

    E depois colocam a culpa da ineficiência nos trabalhadores portuários e arranjam desculpas para baixar decretos que beneficiam alguns empresários.

    E nas outras duas recentes vezes que o porto foi dragado não tinha licença?

    Que tipo de propaganda é essa?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*