Apesar do corte, ajuste é duvidoso | Fábio Campana

Apesar do corte, ajuste é duvidoso

Do Valor:

O corte adicional de R$ 10 bilhões nas despesas do governo federal, anunciado pelos ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Miriam Belchior, não garante o cumprimento da meta de superávit primário do setor público de 2,3% do PIB neste ano. Com as medidas, o superávit seria elevado em 0,2% do PIB, dos atuais 1,3% para 1,5%. Para chegar aos 2,3%, Estados, municípios e suas estatais teriam de fazer uma economia de 0,8% do PIB, o que é considerado muito difícil por especialistas.

Há outras questões que levantam dúvidas sobre a consistência do corte. A redução de R$ 4,4 bilhões nos gastos com a compensação de desonerações da folha de pagamentos à Previdência, por exemplo, é neutra do ponto de vista fiscal. O Tesouro deixará de pagar, mas a receita da Previdência cairá em valor correspondente. Ou seja, o corte é compensado pela receita menor que não entra no cofre do INSS. Portanto, ele não pode ser apresentado como ajuste adicional para alcançar a meta de superávit.


5 comentários

  1. tadeu rocha
    terça-feira, 23 de julho de 2013 – 10:13 hs

    EU ACHO QUE TEM QUE CORTAR SIM, E DEPOIS ONDE VAI ESSE CORTE DE 10 BILHOES, PARA OS CAMPOS DE FUTEBOL, OU PÁRA ALMENTO DOS DEPUTADOS ETC, TEMOS QUE ESTA ATENTO NÓS BRASILEIROS, PARA NAO VIRAR MENSALAO ETC…. PORQUE NAO COLOCAM NA SAUDE, SEGURANÇA E ETC.. SABE PORQUE OS BRASILEIROS NAO COBRAM, GRAÇAS AO JOVEM QUE O BRASIL MUDOU UM POUCO ESSA ROUBALHEIRA, OU NAO É SÓ PARA ENCHER LINGUIÇA.

  2. sandra arendt
    terça-feira, 23 de julho de 2013 – 10:29 hs

    São muitos artifícios utilizados para demonstrar resultados positivos na Administração do País, demandando gastos, estudos, gastos, estudos…., quando a conta é bem simples: receita pública (dinheiro do povo) menos gastos públicos necessários e primordiais (gastos em prol do povo,que aliás é eleitor), igual a saldo positivo para ser aplicado em investimentos sérios, sobrando ainda muito troco em U$. (dólares) Simples não?

  3. Mané do sudoeste
    terça-feira, 23 de julho de 2013 – 16:47 hs

    Este papo de cortes,todo ano é a mesma história,e sempre onde falam em fazer cortes,sempre o mesmo discurso.Estas são palavras da Miriam Leitão,economista e comentarista da Globo.Vão é cortar porcaria nenhuma, pura enrolação.E cortar ministérios e comissionados ninguém fala nada.

  4. Gardenal
    terça-feira, 23 de julho de 2013 – 17:16 hs

    Ainda bem que aqui no Paraná é diferente. O estado não tem problemas de caixa, e o choque de gestão está deixando a nossa economia e infraestrutura nos trinques!

  5. Mané do sudoeste
    quarta-feira, 24 de julho de 2013 – 10:41 hs

    Pois é ainda bem que vc.é Gardenal, a economia nos trinques.ahahaha,pura enrolação,mes passado faltou 100 milhões para a folha de pagamento, quem dirá para fazer investimentos. Me engana que eu gosto Betinho e o Deputado Traia aqui do Sudoeste,que falou em enxoval para os prefeitos, eles estão aguardando …….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*