A saída de Serra do PSDB é certa | Fábio Campana

A saída de Serra do PSDB é certa


Dora Kramer, O Estado de S. Paulo

A saída de José Serra do PSDB é tida no partido como inevitável. Não que ele tenha comunicado a alguém essa decisão, mas a conclusão parte de um raciocínio lógico: sem espaço no partido para ser candidato à Presidência da República, Serra não teria nada a ganhar ficando nem nada a perder saindo.

Nessa altura da vida não seria candidato a deputado federal para ajudar o PSDB a aumentar a bancada na Câmara, conforme uma das hipóteses correntes, e passar quatro anos sendo mais um dentro de um Parlamento desqualificado. Este mesmo critério vale para a possibilidade de se candidatar a senador.

A candidatura presidencial de Aécio Neves está consolidada, salvo algum tipo de imprevisto muito improvável de acontecer até o início de outubro, data limite para troca de partido. Ao governo de São Paulo, o espaço está ocupado por Geraldo Alckmin, que tentará a reeleição.

Diante desse cenário, concluem políticos próximos a José Serra, a filiação ao PPS seria a opção. Não havendo remédio, os tucanos analisam que a saída não pode ser vista como uma “tragédia”.

Embora uma possível candidatura presidencial de Serra represente um risco. Se de um lado ajuda a levar a eleição para o segundo turno, de outro divide o eleitorado tucano e poder deixar tanto Serra quanto Aécio fora da disputa final. A julgar.


7 comentários

  1. Berlarmino
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 9:08 hs

    Mentira. Podem aguardar.

  2. Berlarmino
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 9:09 hs

    É o tal boato plantado que o deputado mineiro do PR explicou ontem no Fantástico. Bobageira de gente ignorante.

  3. Mr.Scrooge
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 9:31 hs

    Não falo de gente morta, e sigo o conselho do meu pai, filho, nunca chute cachorro morto.

  4. Flávius
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 10:03 hs

    …e passar quatro anos sendo mais um dentro de um “Parlamento desqualificado”. Definição perfeita de Dora Kramer.

  5. Gilmar
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 11:14 hs

    Seria a melhor coisa pro Brasil!!! Dividir os votos e o tucanato sumir do mapa… já vão tarde!!!

  6. CARUNCHO
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 13:39 hs

    MEU DEUS ! O QUE OS EUA E OS PAÍSES DA EUROPA VÃO DIZER DISSO, O BRASIL NUNCA MAIS VAI SER O MESMO SE O SERRA SAIR DO PSDB. A PROPÓSITO : QUEM É ESSE SERRA ? O QUE SIGNIFICA A SIGLA PSDB ?

  7. Gepetonne
    segunda-feira, 22 de julho de 2013 – 13:54 hs

    Vai sair no mesmo dia agendado para o Lula deixar o PT.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*