Senado questiona perdão a dívidas africanas prometido por Dilma | Fábio Campana

Senado questiona perdão a dívidas africanas prometido por Dilma

De O Globo:

BRASÍLIA – Pode empacar, no Senado, a aprovação do perdão e renegociação de dívidas de cinco países africanos com o Brasil, de aproximadamente R$ 1,5 bilhão (U$S 707 milhões), prometido pela presidente Dilma Rousseff há duas semanas, em visita a Adis Abeba, na Etiópia. O relator das cinco mensagens presidenciais, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), se negou a apresentar seu parecer na terça-feira na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), alegando que precisa analisar, caso a caso. Líderes da oposição desconfiam que a medida tem por objetivo facilitar obras de empreiteiras brasileiras nestes países financiadas pelo BNDES.

As mensagens presidenciais beneficiam, por enquanto, cinco dos 12 países listados por Dilma: Congo-Kinshasa (US$ 4,7 milhões), Congo-Brazzaville (US$ 352,6 milhões), Zâmbia (US$ 113,4 milhões), Tanzânia (US$ 236,9 milhões) e Costa do Marfim (US$ 1,2 milhão).

— O desejo (do governo) que eu relatasse hoje de qualquer maneira é impossível. Vou estudar profundamente o assunto. Alguns países fizeram o dever de casa. Outros já renegociaram suas dívidas e querem renegociar de novo. Não vou botar minha assinatura em algo que não tenha convicção — disse o relator.

Líder do PSDB, o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) disse que países africanos estão crescendo a taxas de 5%, enquanto o Brasil patina:
— Temos que levantar a situação econômica de cada um desses países. Alguns têm dinheiro a dar com o pau. Quem está se apropriando dessas riquezas?

Já o líder José Agripino Maia (DEM-RN) alegou que o governo não faz o mesmo gesto no Brasil:
— A dívida de 350 mil inadimplentes do semiárido do Nordeste, que enfrenta a pior seca dos últimos 50 anos, soma R$ 2,2 bilhões. Mas, ao invés de perdoar, o governo vem renegociando a conta- gotas e as dívidas viram bola de neve.

Na mesma CAE, foi aprovado projeto de lei que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até R$ 35 mil (no valor original). Com isso, ficam suspensas as execuções judiciais, e os beneficiados não podem ser inscritos como inadimplentes.
Dilma também anunciou na terça-feira que o governo vai autorizar a suspensão da execução de dívida dos produtores rurais até dezembro até 2014.


9 comentários

  1. ANTONIO, SUL PARANA
    quarta-feira, 5 de junho de 2013 – 14:30 hs

    ENQUANTO ISSO OS BRASILEIROS LEVAM PAU. 27% IR, E CARGA TRIBUTÁRIA A MAIS ALTA DO MUNDO.. É O BRASIL QUE O PT QUER… BEM FEITO PRA QUEM VOTOU NELA…

  2. SPRING
    quarta-feira, 5 de junho de 2013 – 18:28 hs

    E PARA MIM NÃO ZERA NADA….. comprei um apartamento daquele feito em, bloco de 3 andares, e no mes de janeiro de 2015 vai fazer 25 anos, até hoje paguei em dia, gente são 25 anos, hoje pago R$ 307,00 e só por curiosidade fui na Caixa Econômica e perguntei quanto ficava para quitar o aptº, 307,00×8 da 2.456,00, isso se pargar mensalmente, sabe quanto me pediram para quitar, pasmem R$ 3.600,00, me disseram que tinha isso, aquilo, aquilo, então….. DONA DILMA ……SOLTA UMA ORDEM E MANDA PERDOAR A MINHA DIVIDA, E QUITAR O MEU APARTAMENTO.
    SEUS PETRALHADAS DE UMA FIGA.

  3. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 5 de junho de 2013 – 19:34 hs

    É assim:

    Lula faz o contato e vende a idéia;
    As Embaixadas colaboram;
    BNDES entra com a grana;
    Empreiteiras amigas fazem as obras;
    Dilma perdoa a dívida;

    O PT e os companheiros,

    NADAM DE BRAÇADA

  4. Indio do Brasil Araujo
    quarta-feira, 5 de junho de 2013 – 21:15 hs

    A petezada não perde a mania de tentar se apoderar do dinheiro do povo.Primeiro foi nos correios,se melecaram todo;depois foi o mensalão e de novo se ferraram:depois estavam já caminhando através da construtora Delta e o ministério publico melou a parada.Pois bem com o cerco se fechou,viraram internacionais,foram para a africa negociaram obras faraonicas para as empreiteiras(sempre as mesmas)trabalharem por lá,lógicamente com financiamento do BNDS,e em troca perdoam milhões e milhões de reais de dividas dos africanos,e as dividas dos produtores rurais brasileiros só crescendo e sendo executadas diariamente.Quantos por cento os africanos vão pagar aos intermediaris(palocci,zé mão grande…..)e as prostitutas felizes por treparem todo dia…toda hora.Não sei onde vamos parar,pibinho já some na maõ da Dilma,Petrobras em parafuso….sei lá.

  5. sergio silvestre
    quarta-feira, 5 de junho de 2013 – 22:15 hs

    Eu prefiro dar dinheiro para nossos irmãos africanos que ajudaram a fazer o Brasil que é hoje trabalhando como escravos.
    Devemos mais aos pretos do que aos indios que já tem 1 milhão de km2 ou duas FRANÇA.
    Melhor do que dar dinheiro para o CACCIOLA,DANTAS ETC, que os tucanos encheram as burras destes malandros.

  6. Luiz Eduardo
    quinta-feira, 6 de junho de 2013 – 0:51 hs

    Que a cautela esteja sempre na mente dos brasileiros. Há possibilidade e certamente querem isto, O PT QUER SE PERPETUAR NO PODER e estão conseguindo, não com a força, mas com a malandragem e iludindo o povo. As Forças Armadas estão no bagaço. Ao abrir os olhos e enxergar a verdadeira realidade, pode ser tarde. São 8 anos de |Lula, mais 8 de Dilma, depois mais 8 de Lula. OLHEM BEM

  7. FUI !!!
    quinta-feira, 6 de junho de 2013 – 6:03 hs

    Zerar uma dívida deste montante é pior que matar um brasileiro a
    tiro de bazuca na praça pública. A Dona Dilma prova mais uma vez
    que o PT rouba na cara do cidadão brasileiro. Porque temos que pa-
    gar esta imensidão de impostos para não ter nada em troca !? Claro,
    mandar a dinheirama para Cuba ou África a título de doação !!!!!!

  8. Gardel
    quinta-feira, 6 de junho de 2013 – 9:00 hs

    Fazer bonito com o dinheiro do povo parece ser uma pratica do PT, enquanto a seca destrói o nordeste, a Dilma da uma de boa samaritana.

  9. OLHA O MENSALÃO INTERNACIONAL
    domingo, 9 de junho de 2013 – 22:07 hs

    OLHA O CAIXA 2 PARA CAMPANHA DO PT AÍ!!! DEPOIS A AFRICA PAGA DEBAIXO DOS PANOS METADE DO VALOR NA CONTA DOS corruPTos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*