Protestos devem favorecer Marina e sua #rede | Fábio Campana

Protestos devem favorecer Marina
e sua #rede

Do Josias de Souza:

Os megaprotestos do outono-inverno do Brasil constituem em fenômeno novo. Poucas vezes o brasileiro contemporâneo experimentou um momento como o atual, em que a pessoa tem a consciência de estar vivendo a história enquanto ela se realiza, não depois que já virou livro. Tudo acontece vertiginosamente, numa simultaneidade que desorienta. E, como a história está no começo, nem sempre é fácil entendê-la na hora. Pode-se, porém, fazer conjecturas lógicas.

Os protestos favorecem Marina Silva, eis o primeiro indício que se pode extrair dos fatos. Na sucessão de 2010, ela colecinou quase 20 milhões de votos. O grosso do seu eleitorado tinha a cara do jovem que agora vai às ruas. Os manifestantes têm aversão a partidos políticos. No gogó, a sem-legenda Marina também maldiz as legendas tradicionais. A revolta nasce, cresce e se organiza na tribuna virtual das redes sociais. O mesmo espaço que Marina utiliza como alavanca para criar a sua #rede.

Os outros presidenciáveis disseram que é preciso ouvir a voz das ruas. Marina animou-se a interpretar o dialeto da tribo que se pintou para a guerra. Fez isso num vídeo levado à web, a aldeia dos manifestantes. “As pessoas não estão suportando mais essa situação de impotência para transformar politicamente aquilo que de fato elas querem que seja transformado”, disse. Espremendo-se, é nada. Mas esse nada traduz à perfeição o principal slogan das ruas: “somos contra tudo isso que está.”

Vale a pena ouvir um pouco mais de Marina: “A cada ano que passa as pessoas vão percebendo que o monopólio da política, exercido pelos grandes partidos, as coloca no lugar de meros espectadores da política. […] A força desse movimento é que ele é autoral. Ele não é dirigido por partido, sindicado, ONGs e nem por liderança carismática. Ele é um movimento horizontal.” Hostilizada nas passeatas desta quinta (20), a turma do PT e da CUT agora já sabe do que Marina está falando.

No último Datafolha, aquele em que a popularidade de Dilma Rousseff despencou 8 pontos percentuais, Marina reteve seus 16% de intenções de voto, dois pontos percentuais acima dos 14% atribuídos ao tucano Aécio Neves. Com 51%, Dilma recuou para uma região fronteiriça. Daí para cima, prevalece no primeiro turno. Para baixo, sujeita-se aos riscos de uma disputa em dois turnos. Riscos que crescem na proporção direta do fortalecimento de Marina.

Ainda que não vá ela própria para a fase final, Marina pode ser decisiva para empurrar alguém. Não fosse pelo desempenho dela, o tucano José Serra teria amargado em 2010 um nocaute no primeiro round. Feitas essas considerações, evolua-se para o segundo indício provido pelos penúltimos acontecimentos: a eletrificação do asfalto desfavorece os governantes sob questionamento e seus respectivos partidos.

Enquanto se concentravam no preço das passagens dos transportes coletivos, os manifestantes minava, em São Paulo, Fernando Haddad (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB). E no Rio, Eduardo Paes e Sérgio Cabral, ambos do PMDB. Nessa fase, gente como Dilma e o antagonista tucano Aécio Neves eram atingidos apenas de raspão. Porém…

A rapaziada passou a exigir mais do que o mero cancelamento do reajuste de R$ 0,20. Fala agora contra a corrupção. Exige a adoção de um certo “padrão Fifa” nas áreas de saúde e educação. Dilma e o PT fazem pose de solução. Mas a garotada os enxerga como parte do problema. Convencionou-se dizer que a culpa é das redes sociais. Bobagem.

A internet facilita e apressa o protesto. Mas a turba está irritada não por causa do computador. Perde a paciência porque lhe falta serviço público de boa qualidade. Descobriu que ter acesso ao Facebook é fácil. O difícil é ter acesso a um hospital ou uma escola pública que preste. Adicionando-se à mistura a inflação e o PIB mixuruca, chega-se ao caldeirão que faz 2013 tremer e transforma a história de 2014 num verbete em aberto.


10 comentários

  1. COISA LINNNNDDDAAAA
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 10:57 hs

    BANDEIRA VERMELHA DOS COMUNISTAS DO PSTU É ARRIADA À FORÇA POR MANIFESTANTES EM MARINGÁ (PR) E DESFRALDADA A BANDEIRA DO BRASIL

    Em Maringá, no Estado do Paraná, durante manifestação de protesto, a bandeira vermelha dos comunistas do PSTU foi arriada na marra.

    Logo em seguida aparece um cidadão de cabelos grisalhos que desembrulha uma Bandeira do Brasil e, agitando-a, protagoniza uma espécie de ritual exorcista para afastar a maldição vermelha que pretendia contaminar o pacífico protesto.

    Parece que a Rede Globo não registrou o episódio…

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=eLp5JKZgU4I

  2. Renato Glotër
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 11:01 hs

    A Marina é bacana. Só tenho medo é do fato dela ser crente. Ela devia se posicionar publicamente – e de maneira bem clara – pela liberdade religiosa e pelo estado laico.

  3. benedito do pinheirinho
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 11:09 hs

    quando o povo brasileiro se comcientizar que não devemos mais ter reeleição em esfera nenhuma nem para vereador ,deputado, governador ,presidente etc pois so temos essa corrupção no nosso pais porque permitimos que corrupitos como a familia sarney e outros permaneçam mais de 40 anos se reelegendo como eles fossem os unicos inteligente deste pais fim as reeleiçães renovar sempre chega de votar por inguinorancia vamos nos politizarmos no conhecimento da politica e acabar com esses politiqueiros corrupitos so assim chegarremos em algum lugar e tornaremos esse pais mais lindo e justo

  4. Pedro Rocha
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 11:21 hs

    Marina tem um passado que há condena: o petismo! –
    Ela não se livrará dessa mácula que mancha seu currículo! –
    O cara que passa pela Real Escola Petista de Sacanagem, sai com um carimbo na testa atestando que é um deles. E essa marca é perene!

  5. Bagrinho do Litoral
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 11:21 hs

    Isso só vai acontecer se o povo for muito burro e desinformado! Grande parte da tranqueira logística que assola todo o país é obra desta senhora e dos seus ensandecidos seguidores. Quando ministra do meio ambiente (absurdo ter um ministério só para este assunto!!!) ela criou mais de 16.000 regras ambientais que resultaram na tranqueira que temos hoje. Ela precisa ser desmascarada. A liberação de qualquer licenciamento ambiental virou o maior balcão de negócios deste país. É fraca, não tem conteúdo, e o passado a condena. O país não precisa deste tipo de político, lobo em pele de cordeiro…

  6. Parnanguara
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 11:33 hs

    Petista enrustida!
    Só saiu do partido porque não tinha espaço para candidatar-se.
    Furada!
    Foi Ministra do Meio Ambiente e por que não fez do Brasil um país sustentável ambientalmente?
    Porque também cede à pressão dos empresários que exploram o setor, em troca de financiamento de campanha e tudo aquilo que a gente já sabe.
    Agora vai querer morder essa turma dos protestos….
    Vejo a única chance de nos salvarmos em Eduardo Campos….
    tomara que feche com Aécio na vice…

    abraço.

  7. Escritor
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 11:55 hs

    CANDIDATA A PRESIDENTE NÃO PODER TER MARIDO ENVOLVIDO EM CONTRABANDO DE MADEIRA.
    MUDA DE MARIDO OU DE PROFISSÃO.

  8. tadeu rocha
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 12:07 hs

    brasileiros e brasileiras…… para presidente da republica…. MARINA SILVA…….. NAO NAO NAO

  9. justino bonifacio martins
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 13:04 hs

    Marina e Heloisa Helena com a sua REDE, onde estão sentados todos os confusos, equivocados e direitistas oportunistas,tal como o Movimento Passe Livre e o PMB, estão todos abraçados no projeto golpista.

  10. Aline
    sexta-feira, 21 de junho de 2013 – 13:59 hs

    Deus que nos livre desta Sra.!!!!!! Pelo amor de Deus. No estado dela (Acre) esta Sra. ficou em terceiro lugar. Algo de podre tem. O marido dela e sua ONGs tem que se explicar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*