Chuva causa estragos em 24 municípios e afeta 64 mil pessoas | Fábio Campana

Chuva causa estragos
em 24 municípios e afeta 64 mil pessoas

Do G1 PR:

Vinte e quatro municípios do Paraná foram atingidos pelas chuvas que atingem o estado há seis dias, segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual, às 8h30 desta terça-feira (25). O total de pessoas afetadas é de 64.504. A situação mais crítica é em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, onde 14 mil pessoas ficaram desalojadas. Outras 1.538 também tiveram que deixar as residências por causa da chuva nas outras cidades. Mais de 800 estão desabrigadas, 175 delas permanecem em abrigos.

Duas pessoas morreram soterradas após um deslizamento de terra em Laranjeiras do Sul, na região central do estado, na quinta-feira (20). Ainda de acordo com o boletim, 6.675 residências foram afetadas. A maior parte das ocorrências registradas pelos agentes é de alagamentos, deslizamentos e inundações.

Na manhã desta terça-feira, entre Jataizinho e Ibiporã, no norte, o Rio Tibagi subiu cerca de quatro metros e alagou várias casas. Segundo a Defesa Civil, 4,2 mil famílias estão desalojadas nas duas cidades. Em Umuarama, no noroeste, um posto de saúde ficou alagado.

Entre os municípios afetados estão Antonina, Almirante Tamandaré, Bituruna, Campo Largo, Colombo, Curitiba, Dois Vizinhos, Fazenda Rio Grande, General Carneiro, Imbituva, Guarapuava, Irati, Laranjeiras do Sul, Mallet, Paranaguá, Piraquara, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rebouças, Rio Bonito do Iguaçu, Rio Negro, Santa Lúcia, São Tomé, São João, São Miguel do Iguaçu, Santa Tereza do Oeste, Saudade do Iguaçu, Teixeira Soares, União da Vitória e Xambrê.

Temporais
Ainda há previsão de chuvas intensas e temporais nesta terça-feira em Cascavel, Goioerê, Cidade Gaúcha, Campo Mourão, Ivaí e Ponta Grossa, segundo a Somar Meteorologia. O tempo fica firme em várias cidades do interior a partir de quarta-feira (26). Em Curitiba e no litoral, a chuva deve dar uma trégua somente a partir de sábado (29).

Estradas
A BR-476, em Paulo Frontin, no sudeste do estado, está totalmente interditada desde sexta-feira (21) na altura do km 329, por causa de uma queda de barreira. A orientação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é que os motoristas façam o desvio pelo município de Canoinhas.

Um barranco cedeu no km 40 da A PR-459, em Palmas, e causou interdição total da pista na manhã desta terça-feira. Em Pitanga, a PR-487, na altura do km 28, também está interditada em virtude de uma queda de barreira. Pontos de alagamentos causaram o bloqueio parcial da PR-650 entre São João do Ivaí e Godoy Moreira.

A PR-554, na altura do km 3, entre São Jorge do Ivaí e Doutor Camargo, está interditada devido à elevação das águas do Rio Andirá sobre a ponte.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*