Beto Richa vai cortar gastos | Fábio Campana

Beto Richa vai
cortar gastos

O governador Beto Richa voltou de Brasília carregado de preocupações. Sabe que a economia não reage, o crescimento é pífio, a inflação resiste e as circunstâncias internacionais não são boas. Por isso mesmo não pretende fazer da situação deflagrada pela onde de protestos uma oportunidade para extrair proveitos políticos. Ante a insistência de alguns assessores para que dê entrevista coletiva e faça reparos ao governo federal e às declarações da ´presidente Dilma Rousseff, respondeu que será responsável e que pretende, diante do quadro, tomar providências aqui, no Paraná, que ajudem a melhorar o desempenho do Estado e que correspondam à expectativas da população. Tudo aponta para um aperto geral, economia de recursos, cortes de cargos e funções. Já tem gente suando frio nas mãos e tremedeira nos joelhos.


14 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 24 de junho de 2013 – 23:06 hs

    O povo tá mesmo cansado, pior, incrédulo quanto a pronunciamentos ocos como o da tarde de hoje, onde a coisa mandada não disse nada. Pior, mal assessorada, a incompetente nem se deu conta de que plebiscito não se faz por decreto.
    A Reforma Política era uma das bandeiras mais chacoalhadas pelo petê q2uando Oposição e a primeira a ser socada no fundo duma gaveta palaciana qualquer, petê governando.

  2. Helio NUNES
    segunda-feira, 24 de junho de 2013 – 23:17 hs

    Mostre pra que veio, e será aplaudido.

  3. CLOVIS PENA -O PAPEL DO ESTADO
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 6:32 hs

    Critérios básicos, sugeridos para corte na elaboração e na execução do orçamento: rever as estrutura, cortar ou deixar mínimas as despesas cujas finalidades não sejam de competência exclusiva do governo do estado e que não sejam delegáveis.

  4. Sergio
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 8:03 hs

    Decisao acertada.
    Tem cc ocupando postos tecnicos sem preparo.
    Isto faz a maquina parar.
    E so demitir cargos politicos e contratar tecnico que a coisa anda

  5. MISTER PASSEATA
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 8:08 hs

    Abaixo aos 400 cargos comissionados novos, e pelo menos mais uns 20% dos que já existiam antes.

  6. Berlarmino
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 8:12 hs

    Tudo muito bonito, excluindo a parte que diz respeito a “extrair proveitos políticos”. Ele e seus pares, só pensam nisto. Não fosse assim, a situação seria outra.

  7. terça-feira, 25 de junho de 2013 – 8:17 hs

    É isso o Paraná precisa planejar onde pode ser feitos cortes de despesas em sua estrutura para se adequar ao momento, e dentro das suas possibilidades financeiras atender as reivindicações da população mais urgentes para dar exemplo ao País, e depois cobrar um tratamento mais justo para com o Estado do Paraná por parte do Governo Federal, o Governador Beto Richa está certo em continuar a fazer da melhor maneira o dever de casa,e depois cobrar o respeito e os investimentos necessários da administração federal no Estado.

  8. mari
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 8:53 hs

    antes tarde do que nunca, o governador acordou para o absurdo de cargos em comissão que foram criados e são ocupados por protegidos políticos que nada fazem ou simplesmente não aparecem para trabalhar.

  9. Feio da Silva
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 9:04 hs

    Está entrando tarde no jogo, não creio que vá dar tempo.
    Depois do rombro quer consertar com esparadrapo, parece que não aprendeu nada ao vetar o aumeto da energia, quem irá financiar a Copel?

  10. APOSENTADOS
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 9:33 hs

    Fabio, demorou para o Governador cair na realidade, ele tem que agir rápido, como o velho José Richa, aliás foi o melhor governador que o Paraná já teve, porém, o Beto não pode viver daquilo que o pai dele foi, assim sendo, esta na hora dele rever seu posicionamento, tomar medidas de corte, principalmente nos cargos em comissão, prestigiar os funcionários efetivos em todos os níveis, nas secretarias, departamentos, economia mista e principalmente no porto de Paranaguá, chega de apadrinhamentos onerosos para o estado, esses comissionados de carreira devem tomar um rumo, buscar emprego via concurso publico ou trabalhar na iniciativa privada, fazer algo de útil pelo país.O governador adotando tais medidas certamente estará economizando o dinheiro público e prestigiando os funcionários de carreira que por certo cumpriram com os seus deveres, além de transformarem essa medida em reconhecimento através do voto nas próximas eleições.

  11. Gardenal
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 11:16 hs

    Querem apostar como vai congelar o pedágio, como fez o Alckmin Dead?

  12. Diogo Costa
    terça-feira, 25 de junho de 2013 – 14:06 hs

    Sugestão
    Sugiro ao Governador que demita os cargos comissionados criados na sua gestão, esse seria o primeiro passo para a redução de gastos desnecessários.

  13. ricardo crovador
    quarta-feira, 26 de junho de 2013 – 22:08 hs

    Os que querem tanto a demissão dos comissionados são maus funcionários querendo vingança contra os chefes. Ou viúvas do ex-governo.

  14. PAULO JOSE DA COSTA
    sexta-feira, 5 de julho de 2013 – 22:08 hs

    TREMO QUANDO VEJO ESSES MOVIMENTOS INCOMUNS. NORMALMENTE O QUE SE CORTA É NA CULTURA, É NA EDUCAÇÃO, É NA SAÚDE, É NOS TRANSPORTES. o que me tranquiliza um pouco é que a população FOI ÀS RUAS E está a pedir exatamente MAIS INVESTIMENTO E MUITO MAIS INVESTIMENTO nesses setores. Então que se corte, que se tire, que se suprima, que caiam cabeças desnecessárias, que diminuam as secretarias ociosas, que voem para o reino do nunca mais os gastos supérfluos que todos sabemos onde estão, e que se cumpra realmente o que a população quer. A POPULAÇÃO FOI ÀS RUAS PARA QUE TENHAMOS MAIS EDUCAÇÃO, E POR TABELA, MAIS CULTURA. MAIS SAÚDE, MAIS HOSPITAIS, MAIS SEGURANÇA NAS RUAS, MELHORES TRANSPORTES, E TUDO O MAIS QUE VOCÊ ESTÁ CARECA DE SABER. VAMOS ACOMPANHAR OS CORTES QUE VIRÃO. QUE NÃO VENHAM CORTES NOS PROGRAMAS QUE ESTÃO DANDO CERTO. QUEREMOS VER AS VERBAS DO PETRÓLEO CANALIZADAS PARA A EDUCAÇÃO E CULTURA ! QUEREMOS VER ! NEM SONHAMOS COM CORTES NAS ÁREAS EM QUE A POPULAÇÃO QUER MAIS INVESTIMENTOS. SR. GOVERNADOR, PONHA AS BARBAS DE MOLHO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*