Lei contra biografias não autorizadas faz editora LeYa engavetar livro sobre José Dirceu | Fábio Campana

Lei contra biografias não autorizadas faz editora LeYa engavetar livro sobre José Dirceu

lei, biografias, José Dirceu, LeYa, não autorizada

Da Mônica Bergamo, Folha:

A editora LeYa decidiu engavetar livro sobre a vida de José Dirceu que publicaria ainda neste ano. Motivo: a lei brasileira que proíbe o lançamento de biografias sem a autorização do biografado seria tão drástica que poderia gerar multas e punições que colocariam em risco a própria existência da empresa no país. O parecer foi dado pelo departamento jurídico da editora portuguesa.

Foro íntimo
“Não houve ameaça do José Dirceu. Nós é que tivemos dúvidas e decidimos consultar advogados. Mas o direito à reserva da vida privada é considerado absoluto no Brasil, o que faz com que seja impossível publicar livro sobre qualquer personagem histórico do país”, diz Maria João Costa, editora-executiva da LeYa. “Até personagens secundários citados em fatos irrelevantes poderiam processar a editora.”

Dá um filme
A obra é assinada por Otávio Cabral, jornalista da revista “Veja”. “Cada linha do livro poderia ser provada. Já tínhamos comprado os direitos”, diz a executiva. “É absolutamente frustrante e algo que não ocorre em outros países democráticos. Aqui tudo é proibido. Histórias fantásticas não poderão ser contadas no Brasil.” Como a vida de Dirceu, que, segundo Maria João Costa, “é digna de cinema”.


3 comentários

  1. jobalo
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 9:49 hs

    Titulo do filme … O Homem que roubava , ou matava, ou mentia, ou se disfarçava, ou que queria trasnformar , juntamente com lula dilma et caterva o nosso Brasil Varonil em regimme parecido com o de Cuba, venezuela, Só uma pergunta se a peetezada gosta tanto do Fidel , do Chaves… então que vão sem se despedir morar lá.

  2. A Sociedade Responde
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 10:46 hs

    É só publicar no exterior, já que lá às leis não roubam o direito de expressão e a livre circulação de informação. Biografias autoridadas, geralmente, são um amontoado de boas falas sobre o biografado, deixandos aspectos interessantes do mesmo, bem escondidinho num canto qualquer. Assim não vale.

    Aliás, lí duas biografias recentes e cheguei a uma conclusão: maquiagem pura. Talvez, de tudo ali escrito – e foram algumas páginas, individualmente – se aproveitaria um terço, se muito… Só me restou, rir…

  3. carlos
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 20:29 hs

    ué se tiver problemas judiciais lança este livro no exterior e acabaram-se seus problemas kkkkkkkkkkkkk.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*