Richa e Fruet chegam a acordo de subsídio | Fábio Campana

Richa e Fruet chegam a acordo de subsídio

Do G1 PR, com informações da RPC TV:

Após meses de discussão, a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Paraná chegaram a um acordo para a renovação do subsídio ao transporte coletivo da capital. O anúncio oficial deve ser feito até sábado (11), mas o governador Beto Richa (PSDB) afirmou nesta quinta-feira (9) que deve repassar R$ 40 milhões para auxiliar na integração do transporte com a Região Metropolitana.

O convênio de subsídio que vigorava terminou no dia 7 de maio, e Richa chegou a afirmar que não renovaria o contrato. O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) disse que a Prefeitura manteria o sistema integrado de transporte com recursos próprio por um mês, aguardando uma definição da esfera estadual.

O acordo garantirá que 13 cidades da Região Metropolitana de Curitiba continuem pagando a mesma tarifa que os passageiros da capital, podendo fazer o deslocamento com apenas uma passagem. Os detalhes do novo convênio ainda devem ser anunciados, mas, segundo Fruet, deve dar “fôlego” ao sistema.

“Há uma sinalização do governo de que irá renovar o subsídio, se não nos mesmos valores do último período, um valor expressivo. O que vai permitir dar um fôlego, somando ao ICMS do diesel, ao ISS, e as ações da Prefeitura”, afirmou o prefeito. Fruet também lembrou que o sistema de Curitiba está “equilibrado”, de forma que o subsídio irá auxiliar a integração.

O governador confirmou o repasse, e salientou que espera que a Prefeitura de Curitiba transfira o subsídio ao valor pago pelos passageiros. “Temos aí R$ 23 milhões com a isenção do ICMS sobre o óleo diesel do transporte público, e agora mais R$ 40 milhões, que vão somar R$ 63 milhões em subsídio”, afirmou Richa.

Negociações
Desde que foi eleito, em 2012, Fruet deu declarações afirmando que a renovação do convênio era necessária para manter em funcionamento a Rede Integrada de Transporte (RIT). O susbsídio havia sido criado em maio de 2012, na gestão do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), com previsão de término no dia 7 de maio de 2013. Em março de 2013, porém, Richa anunciou que não renovaria o contrato.

A solução apresentada por Richa foi um projeto de lei, já sancionado, que isenta do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) as empresas que atuam com transporte coletivo em cidades com mais de 140 mil habitantes. Fruet disse que medida poderia baratear a tarifa em até R$ 0,03, mas o subsídio ainda era necessário.

Diante do impasse, a Prefeitura de Curitiba anunciou que, após o fim do covênio, manteria o sistema integrado por 30 dias com recursos próprios, através de recusos do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). O anúncio de Richa deve, agora, resolver o impasse entre as esferas municipal e estadual.


6 comentários

  1. Mr.Scrooge
    quinta-feira, 9 de maio de 2013 – 15:10 hs

    Tudo bem, tudo ótimo, e em quanto vai baixar a passagem do ônibus? Ou a Prefeitura vai aproveitar a chance para se capitalizar? Se mexa Guga, os 100 dias de trégua já acabaram, é hora de começar a governar realmente.

  2. juliano cordeiro
    quinta-feira, 9 de maio de 2013 – 15:27 hs

    tudo farinha do mesmo saco

  3. De olho nas notícias!
    quinta-feira, 9 de maio de 2013 – 19:50 hs

    Edaí, Sr.Prefeito….. vai baixar a tarifa??????

  4. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 10 de maio de 2013 – 2:24 hs

    KKKK

    A RPC deu uma rasteira no Beto Richa.

    Ontem, Jornal das 12:00, colocaram o FRUET para anunciar que o acordo do subsídio estava “FECHADO”

    Como se o protagonista fosse o prefeito.
    Passou por BONZINHO.

    Sendo que a gbvrana é do GOVERNO ESTADUAL.

    Mais,

    Deixaram o BETO com cara de BOBO.

    Beto havia programado um Cenário para anunciar o tal subsidio.
    A RPC tirou o doce da boca do Beto.

  5. Natale Vanz
    sexta-feira, 10 de maio de 2013 – 10:03 hs

    Ah! Tá bom, com os recursos de 399 municípios paranaenses, para “beneficiar” 13 municípios da região metropolitana de Curitiba…

  6. Da Galera
    sexta-feira, 10 de maio de 2013 – 14:45 hs

    Lambam os beiços, minha gente.
    Antes isso (passagem a quase 3 reais) do que o fim da rede integrada.
    Esse pessoal daqui só reclama. Parabéns pela firmeza do Sr. Prefeito!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*