Escudero é suspenso por um ano por ofensas no Twitter | Fábio Campana

Escudero é suspenso por um ano por ofensas no Twitter

Sergio Escudero, Coritiba, insulto, condenado, TJD, Atlético Paranaense, Atletiba

Da Gazeta do Povo:

Em julgamento na 2ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), o zagueiro Escudero, do Coritiba, foi suspenso por 360 dias e terá que pagar uma multa de R$ 500 por causa das ofensas postadas no microblog Twitter – ele chamou os atleticanos de “porcos” após o primeiro Atletiba da final do Paranaense.

O jogador alegou que o seu irmão foi o responsável pelas declarações, mas o argumento não foi aceito pelo tribunal, que considerou que a fala incitou a violência. A punição o deixa fora da Copa do Brasil e de todo o Campeonato Brasileiro deste ano. O Alviverde, no entanto, vai entrar com recurso contra a decisão no pleno do TJD e, na sequencia, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Saiba mais: Escudero ganhará ‘puxão de orelha’ após polêmica em rede social

A pena de 360 dias de suspensão é a mímina prevista pelo artigo 243-D, no qual o atleta foi enquadrado. A punição máxima é de 720 dias.

Após a decisão proclamada, o supervisor de futebol do Coritiba, Paulinho Alves, levantou-se revoltado e saiu da sala junto com Escudero. “É um absurdo! Absolvem ele [disse apontando para Zezinho] que deu uma cotovelada e punem em um ano o nosso jogador”, protestou, destacando a absolvição dada ao jogador do Atlético (ver mais abaixo).

Também na noite desta terça-feira (21), o mesmo tribunal julgou que não houve o soco de Escudero no atacante rubro-negro Crislan no clássico da Vila Olímpica e o absolveu da suposta agressão. Em outro lance, em que o mesmo Escudero teria atingido o lateral-direito Léo com uma ombrada, o tribunal também absolveu o atleta coxa-branca.

Atleticanos

Pelo lado do Atlético, o tribunal decidiu suspender o diretor de futebol Antônio Lopes por 30 dias por ter invadido o campo para falar com o técnico Arthur Bernardes durante o primeiro tempo. O dirigente alegou que “queria pedir para o treinador pedir tranquilidade aos jogadores para não serem expulsos” e que entendia que não houve a invasão, pois não estava dentro das quatro linhas. A argumentação não foi aceita.

No entanto, o dirigente foi absolvido de uma segunda invasão, que teria ocorrido no intervalo de jogo, e também foi absolvido da denúncia de ter ofendido o quarto árbitro.

Já o meia Zezinho, do Atlético, foi absolvido de uma suposta cotovelada que teria dado no meia Alex, do Coritiba. No entender da comissão disciplinar, a jogada foi normal, como defendeu o jogador no seu depoimento.

Por fim, o Atlético foi punido em R$ 500 por atrasar a entrada em campo em três minutos e o Coritiba em R$ 1 mil por um atraso de seis minutos.


11 comentários

  1. Marcos
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 9:46 hs

    Ao fundo o mais brilhante advogado esportivo do Brasil, Domingos Moro. Defende o Atlético. Um coxa de verdade. Se tivesse na defesa do gringo, o absolvia. O Coritiba está perdido.

  2. Pedro Rocha
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 10:26 hs

    Nada no Coxa me fascina; muito menos em argentinos! – Éca. ..
    Porém acho essa medida do tribunal local inócua, além do excessivo rigor; uma bobagem apenas!
    Dá em nada, e o argentino folgado, ruim de bola, que joga num time especializado em campeonato paranaense e SEGUNDA DIVISÃO, pronde voltarão ainda esse ano, vai sair dando risadas quando esse assunto for apreciada nas instâncias superiores!
    Deixassem isso quieto; ninguém mais lembra do paranaense; muito menos de scudeiro…

  3. Ricki
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 10:46 hs

    Ermano matando ermano, todos los porcos en chiqueron do esgoto pereira

  4. quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 11:14 hs

    O efeito ja se faz presente, agora fica bem claro que as redes sociais onde os imbecis ficando falando besteira podem ser punidos, em qualquer esfera, seja Policial, Relegião cor e raça.
    . .

  5. fiscal de realeza
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 12:12 hs

    OLHA NAO SOU COXA E NEM GOSTO DO CURITIBA SOU PARANISTA MAS O TIME DO ATLETICO NAO VALE 500 O ELENCO INTEIRO LIBEREM O RAPAIS A TORCIDA MERECE RESPEITO DESDE QUE RESPEITE SEUS OPONENTES
    E NAO É O QUE AGENTE VE NAS RUAS DE CURITIBA EM NEM UMA TORCIDA DO TREM DE FERRO COMO CHAMAM EU JA DIRIA TREM DE PAU A PIC

  6. carlos.
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 13:50 hs

    Acho uma tolice total essa condenação, alias, não tem o menor sentido.Olha sou torcedor do Parana.Esse tipo de manifestação é usado sempre entre torcedores, jamais foi usada como incentivo a violência.

  7. SOLANGE LOPES
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 13:51 hs

    Já diz o ditado ¨quem fala a verdade não merece castigo¨, absolvição já.

  8. augusto seabra
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 13:57 hs

    lembrança – o presidente do time do esgoto, vulgo baixada, foi
    expulso do futebol por subornar juízes – voltou, e está aí dando
    o maior golpe em recursos públicos do Estado sob o pretexto
    de terminar o meio campinho!!!!!!!!!! !tem ações civis e criminais
    sobre os seus empreendimentos privados, onde sacou recursos
    de organismos de fomento e não pagou…Daí punem um jovem
    jogador por brincadeiras!!!!

  9. quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 14:12 hs

    O TJD-Pr, é composto só por Atleticanos.
    Isso é dor de cotovelo, TETRA-VICE.

  10. sergio silvestre
    quarta-feira, 22 de maio de 2013 – 21:36 hs

    Lo burro ganou de los porcos

  11. Luiz Fernando
    terça-feira, 28 de maio de 2013 – 13:16 hs

    Absurda a punição do Escudeiro, estão de brincadeira esses senhores,perderam a noção,se dessem treis ou 4 jogos ou um mes,ja estaria de bom tamanho,agora um ano,isso vai comprometer a carreira desse jogador,que depende da sua atividade pra sobreviver,depois ele falou no twitter o que todos falam,apenas uma brincadeira!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*