Consumidores esperam horas para comprar papel higiênico na Venezuela | Fábio Campana

Consumidores esperam horas para comprar papel higiênico na Venezuela

Da Folha de S.Paulo:

Os consumidores venezuelanos precisam esperar horas ou andar quilômetros para comprar papel higiênico nos supermercados. O produto voltou às prateleiras nesta semana após a aprovação da importação de mais de 39 milhões de rolos pelo governo do presidente Nicolás Maduro, na semana passada.

A medida foi anunciada no último dia 15 e ampliada na quarta (22) por um pacote destinado à importação emergencial de produtos de higiene pessoal de 700 milhões de bolívares (R$ 162 milhões). Além do papel higiênico, fraldas, absorventes e sabonetes estão entre os artigos mais afetados pelo desabastecimento.

Segundo o jornal “El Nacional”, donas de casa e outros consumidores faziam longas filas por volta das 8h na porta de um supermercado da zona leste de capital Caracas para comprar o produto, que começou a ser racionado há três semanas.

Por volta das 11h, as filas chegavam ao final dos corredores, todos esperando para levar o produto, que foi limitado a três pacotes de quatro rolos por pessoa, pelo preço de 49 bolívares cada um (R$ 16). Os moradores também levavam outros produtos racionados, como farinha de milho, toalhas de papel, óleo e manteiga.

Questionada pelo jornal “El Nacional”, a dona de casa Maritza Silva afirmou que jamais pensou que fosse ter limitada a quantidade de papel higiênico e disse que o país está cada vez mais parecido com Cuba.

“Uma vez encontrei uma moça que andou 25 km para comprar papel higiênico e levava os pacotes em bolsas transparentes. ‘Você vai ser roubada’, eu lhe disse. Depois ela entrou em um mercadinho e comprou duas bolsas pretas”.

“Aqui querem acabar com a produção e as empresas privadas. Estamos como no deserto, quando se vê água. Vivemos sempre em alerta para comprar comida e agora também papel higiênico”, disse Graciela Negrín, também dona de casa.

DESABASTECIMENTO

A escassez de produtos básicos é atribuída pelo presidente Nicolás Maduro aos empresários que, segundo ele, estão aliados à oposição para desabastecer o país e gerar insatisfação popular. Para os chavistas, a situação criaria um golpe militar para derrubar o governo.

Desde o terceiro mandato de Chávez, em 2006, o país congelou preços e limitou a oferta de diversos produtos para tentar controlar a inflação, que é de cerca de 30%. A variação de preços e fornecimento manteve o índice em níveis elevados nos últimos anos.

Na semana passada, o governo aprovou medidas para aumentar a produção de alimentos, em setores como os hortifrutigranjeiros, açúcar e óleo de girassol. Ao mesmo tempo, aprovou um aumento de 20% para laticínios e carnes de frango e boi.

Outro ponto polêmico é a falta de farinha de milho, principal ingrediente da arepa, base da alimentação dos venezuelanos. O governo de Maduro acusa a maior fabricante do alimento do país, a Alimentos Polar, e seu dono, Lorenzo Mendoza, de restringir a demanda para pressionar uma revolta.


19 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 15:35 hs

    Pois é, para limpar a merda generalizada que Chávez e seus bolivarianos loucos fizeram na Venezuela, vão ser necessárias muitas centenas de toenladas de papel higiênico.

  2. sergio silvestre
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 15:42 hs

    A INDA BEM QUE É FILA PRÁ COMPRAR O PAPEL.
    iMAGINE SE ESSA FILA FOSSE PARA DAR UMA BELA CAGADA.
    E ESSES POBRES VENEZUELANOS TIVESSEM COMIDO A FEIJOADA DO JAIME.

  3. sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 15:49 hs

    Deveriam usar sabugo por ter eleito a múmia do Maduro.

  4. Do Interior....
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 16:17 hs

    Todo esse papel higiênico, mesmo que multiplicado por dez, não vai ser suficiente para limpar a c…do passarinho bolivariano.

    Do jeito que vai, o PT irá levar o Brasil para o mesmo rumo. Contudo, como a economia é bem maior, nem todo o papel higiênico do mundo dará conta de limpar a sujeira feita pela PTzada mensaleira.

  5. Tisa Kastrup
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 16:38 hs

    Literalmente, uma crise de m…@!

  6. sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 16:50 hs

    Antes com Chaves, agora com Maduro, literalmente, cagaram na Venezuela, cagaram-se os venezuelanos.

  7. SPRING
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 16:56 hs

    La é igual aqui, deu errado é coisa da oposição, Chaves e agora esse tal de Maduro acabaram com a Venezuela, vai cair já, já tá Maduro.

  8. sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 16:57 hs

    Pelas noticias vindo da Venezuela,nos parece que Maduro e Hugo Chaves, fizeram uma grande cagada!!!

  9. Doido
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 16:58 hs

    Cade os defensores do Chaves/Castro???
    Defender esse pessoal e morar no Brasil é fácil, vão pra lá…
    mas não esqueçam de levar papel higiênico.

  10. Fui II
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 18:02 hs

    Vão na casa do Maduro pedir…quem mandou votar no idiota

  11. sandro
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 19:05 hs

    Nossa sorte é que produzimos muito milho…….papel higiênico é o de menos. Para resolver os problemas da Venezuela é só importar os puxa de plantão, adotar o modelo brasileiro e pronto…simples…

  12. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 20:07 hs

    INCOMPETÊNCIA!

  13. Aline
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 20:45 hs

    Viva o SOCIALISMO dos bobocas que aqui vem defender.

  14. Troll
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 21:48 hs

    Caríssimos venezuelanos.
    Não se preocupem pois logo, logo,alguma brigada PTralha vai aí sugerir o programa “cague menos” ou o “bolsa colostomia”
    E viva la revolucion bolivariana!

  15. Mané do sudoeste
    sábado, 25 de maio de 2013 – 8:41 hs

    Eita paisinho cagado mesmo. O Chavismo,com seu pai e pupilo Maduro estão deixando o país assim. E ainda o ex-presidente LULA apóia esse regime. Um país rico em petróleo, ser tão pobre sua indústria e população. É pra acabar.E tem mais, vai faltar mais coisas lá logo,principalmente alimentos.E viva a O Bolivarismo.

  16. Alessandro
    sábado, 25 de maio de 2013 – 13:17 hs

    Maldito embargo americano! Epa, mas lá não tem embargo…
    Então será que a situação em Cuba também é culpa dos imbecis dos vermelhos?
    E não culpem a população, já que a eleição na Venezuela é uma farsa.

  17. Helena
    sábado, 25 de maio de 2013 – 16:36 hs

    Nem mesmo jornal eles têm para se limparem…Será que a Dilma e o Lula admiram isso também??? Não é “democracia” que nossos esquerdas gostam???

  18. sábado, 25 de maio de 2013 – 16:39 hs

    Tem que fazer economia pq esta acabando, então usem os dois lados e como a esta em alta a reciclagem reciclem para fazer guardanapo.

  19. Horácio Monteiro
    sábado, 25 de maio de 2013 – 17:35 hs

    Pais rico. Administrador ditador, controla os pobres e compra eleição igual. No Brasil.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*