Barroso e o mensalão | Fábio Campana

Barroso e o mensalão

Do Lauro Jardim:

Caberá ao novo ministro do STF, Luis Roberto Barroso, relatar um caso especialmente rumoroso – o mensalão mineiro.

Nele, estão envolvidos personagens do mensalão petista, como os publicitários Ramon Hollerbach, Cristiano Paz e, claro, Marcos Valério. E personagens específicos do caso, como Eduardo Azeredo, do PSDB, e o senador Clésio Andrade, do PMDB.

Saiba mais: Dilma indica advogado Luís Roberto Barroso para o STF


4 comentários

  1. sergio silvestre
    quinta-feira, 23 de maio de 2013 – 22:32 hs

    Na verdade o mensalão mineiro foi o que originou todo esquema de arrecadação de dinheiro para as campanhas milionárias .
    Se abrir essa caixa preta ,balança todo psdb e demos.Aquele de Brasilia onde milhões foram roubados na gestão do ARRUDA é troco perto do volume que deram sumiço no mensalão mineiro,ou do PSDB.
    Agora,se for apurar todas as mazelas com o dinheiro publico que é roubado atravez de presentes,dinheiro vivo e benesses´,precisa vim o exercito americano,fechar a republica e prender todo mundo.
    Ou evacuar mulheres velhos e crianças e jogar bombas para limpar tudo.

  2. Anônimo
    quinta-feira, 23 de maio de 2013 – 23:56 hs

    O PR so se f… O candidato do PR se ferrou de novo

  3. Ed
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 10:19 hs

    Nada contra a indicação de Barroso para o STF. Até acho que ele será um ótimo ministro, pois é capacitado, tem notório saber jurídico, é de conduta ilibada, etc. Porém, o que é difícil engolir, é o fato de que o Executivo é quem manda nos outros dois poderes; embora a CF queira dizer que não. Por quê a a indicação do novo ministro do STF tem que ser pelo Executivo? Não poderia ser pelo próprio Judiciário? Em oito anos de mandato, qualquer Presidente da República indica seu próprio STF! Por que a sabatina e confirmação feita no Senado é no plenário (com voto aberto)? Não poderia ser voto secreto? Quem é o Senador louco de negar a aprovação de um Ministro doi STF? Nem Rui Barbosa seria!

  4. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 24 de maio de 2013 – 11:03 hs

    Na verdade o PT veio para mudar. Na campanha, usou o mensalão mineiro como estandarte de combate à corrupção, dizendo que tudo isso iria acabar, que seria exemplo de probidade, de decência, de honestidade. Não é, decididamente o que assistimos.
    Não insistam, os vesgos e moucos, em justificar um erro citando outro. Nós elegemos Lula para acabar com toda essa putaria, o que, insisto, além de não acontecer, piorou o ambiente na zona.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*