Alvaro Dias homenageia engenheiros com nomes de rodovias paranaenses | Fábio Campana

Alvaro Dias homenageia engenheiros com nomes de rodovias paranaenses


O senador Alvaro Dias (PSDB/PR) apresentou, nesta quarta-feira (15/05), Projeto de Lei para homenagear dois engenheiros paranaenses com nomes de rodovias do Estado. Pela proposta, o trecho da rodovia BR-277, entre Curitiba e Paranaguá, passa a ser denominado Rodovia Engenheiro Lysímaco Franco Ferreira da Costa e o trecho da BR 476, entre Cascavel e Toledo, passa a ser chamado de Rodovia General Luiz Carlos Pereira Tourinho.

Para o senador, os dois engenheiros são personalidades de destaque na história do Paraná, associadas ao desenvolvimento da área da engenharia rodoviária. A serviço do Estado No final dos anos 40, o engenheiro Lysímaco Franco Ferreira da Costa foi o responsável pelo arrojado traçado e pela execução da ligação rodoviária entre Curitiba e seu principal porto marítimo.

O desnível de 940 metros nos 86 km que separam Curitiba e Paranaguá revela bem a medida da complexidade da obra projetada pelo jovem engenheiro e que até hoje impressiona pela suavidade de suas 74 curvas com raios de 160 metros e inclinação máxima de 5%”, disse o senador na justificativa. O outro homenageado, o engenheiro, professor e general de brigada da reserva Luiz Carlos Pereira Tourinho (1913-1998), também tem uma extensa biografia no desenvolvimento do Estado. Foi diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER); autor do primeiro Plano Rodoviário do Paraná; introduziu a aerofotogrametria no estudo de estradas e a pavimentação asfáltica no Estado e atuou como diretor técnico da Companhia Paranaense de Energia (COPEL). Foi, ainda, interventor do Instituto Brasileiro de Reforma Agrária, diretor da Escola de Engenharia e chefe do Departamento de Transportes da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Presidiu o Instituto Histórico e Geográfico e o Instituto de Engenharia (IEP) do Paraná.


12 comentários

  1. quarta-feira, 15 de maio de 2013 – 20:12 hs

    Até que enfim o Álvaro apresenta um projeto Lei no Senado e isto porque está se aproximando as eleições de 2014.

  2. Pedro Vicente Michelotto
    quarta-feira, 15 de maio de 2013 – 23:17 hs

    Na qualidade de genro do saudoso Dr. Lysímaco Franco Ferreira da Costa e em nome dos demais familiares fico emocionado e agradecido com o posicionamento do ilustre senador que está homenageando um paranaense que em vida nunca solicitou honrarias. Fica assim um tributo a quem merecidamente executou o projeto da BR 277 arriscando sua própria vida numa época dificil e que exigiu uma coragem acima do normal para enfrentar as agruras da Serra do Mar com os poucos recursos da época. Parabéns Senador pela correta posição não sòmente neste mas também em diversos outros projetos nos quais nunca se poupa em defender um posicionamento honesto e merecido.

  3. Marcus Michelotto
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 0:17 hs

    Agradeço ao Senador Álvaro Dias!!! Homenagem justa ao meu avô Lysimaco. Dos irmãos, o mais operacional. Foi a frente dos funcionárioa, abrindo os caminhos no facão. Arrojado, não aceitava q os netos fraquejassem. Parava o carro quando via uma cobra, fosse venenosa ou não, para pega-la e mostrar a todos que deviamos ser corajosos. Bugre. Com a cara do brasileiro nativo. Saudades!!!

  4. sergio silvestre
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 7:39 hs

    Duro é o trabalhador,o verdadeiro baluarte da nação que trabalhou a vida toda e passa desapercebido.
    Enquanto isso,dão nome em ruas praças e outros logradouros,de desembargadores,magistrados e politicos em geral que na verdade só roubaram a nação,ou embargaram o desenvolvimento.
    Estes agentes do atraso deveriam ser esquecidos,pois a tantos anos o Brasil ainda capenga na burrocracia por preguiça destes individuos.
    Deveriam ter seus nomes em celas bem modestas de cadeias.

  5. André
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 8:02 hs

    Nada mais justo!!!!

  6. Confirma aí
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 9:12 hs

    E o projeto de lei do PT para puxar o saco do empreiteiro Cecilio Rego Almeida, e de autoria de André Vargas.

  7. carlos.
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 11:49 hs

    O estado precisa de novas estradas sem pedagios senador e não de colocar nomes nas que existem.

  8. Zangado
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 12:38 hs

    Os engenheiros foram os grandes construtores do patrimônio rodoviário do Estado do Paraná.

    Lamentavelmente parece que esse patrimônio não é visto assim pela conjuntura governamental e até pela inconsciencia reinante da sociedade.

    Esse patrimônio deveria ser preservado e até melhorado mediante um fundo estadual específico, para o qual poderiam contribuir os tais pedágios.

    Assim teríamos, principalmente para as estradas e vias menores, uma forma de regular e persistente conservação.

    Esse patrimônio foi construído com dinheiro público e a eficiência de engenheiros do governo e das empresas construtoras.

    Esses nomes são representativos de uma qualidade de homens públicos que hoje nem com peneira fina podemos encontrar.

    Parabéns, senador Alvaro Dias, por essa exemplar atitude e iniciativa.

    Aliás, partindo do senador é mais uma de tantas em benefício do Paraná.

    Sociedade paranaense, acorda !!!

  9. Paulo Costa
    quinta-feira, 16 de maio de 2013 – 18:19 hs

    Parabéns e muito obrigado, senador Alvaro Dias.

  10. Eduardo Glaser Lupion
    sexta-feira, 17 de maio de 2013 – 11:02 hs

    Quando Moysés Lupion assumiu o Governo do Estado, teve na sua gestão obras que servem o Paraná até hoje, sua visão empreendedora fez com que tivesse a coragem de mandar fazer um projeto audacioso para a época o da Construção da estrada Curitiba-Paranaguá, foram anos difíceis, a construção era complicada devido a terreno íngreme e com florestas, Os irmãos Lysimaco que ganharam a licitação colocaram as máquinas na pista e literalmente desbravaram a Serra do Mar, uma obra importante de nossa engenharia, Lupion na época ganhou o Mérito Rodoviário por isto e Régis Bittencourt deu o nome de Rodovia Moysés Lupion depois retirada por Ney Braga que o sucedeu. Todas as obras de arte, pontes viadutos etc.couberam ao Arquiteto e Engenheiro Ayrton ( Lolô ) Cornelsen, então Diretor do DER. Ney Braga o quis processar depois porque tinha feito todas as obras de arte e mão dupla, pensando no futuro e Ney dizia que foi gasto dinheiro inútil porque a segunda pista não estava sendo utilizada.Hoje as duas pistas funcionam a muito tempo. Fiquei indigando quando vi a Proposta de dar o nome de Cecílio Almeida a esta rodovia, primeiro porque não participou da obra, é o Concessionário do pedágio, destruiu o Obelisco que marcava a Obra de Moysés Lupion sem nenhuma justificativa. Como depois adquiriu a firma Lysimaco Costa & Irmãos, consta nas obras da sua empresa como Construtora da Obra, o que é somente por incorporação. O pior é que hoje consta no Mapa como Rodovia Ney Braga, o mesmo que foi contra a duplicação.
    Achei justa esta homenagem a Lysimaco, inclusive tenho várias fotos da época junto com Lupion comprovando o seu compromisso com esta obra.Abç.

  11. Pedro
    sexta-feira, 17 de maio de 2013 – 23:34 hs

    O comentário do Sr. Lupion é pertinente pois vem de encontro ao que a história conta e que está sendo referendado pelo ilustre senador Alvaro Dias dando o nome da BR 277 ao verdadeiro executor do projeto e da obra. O Gov. Ney Braga já foi muitas vezes homenageados em vida e seus familiares sabem que ele merece ainda muitas homenagens – mas tenho certeza que eles sabem que o verdadeiro merecedor é o Dr. Lyzimaco Franco Ferreira da Costa e que vão recuar da proposição que me consta ser do ex-governador Jaime Lerner que por desconhecimento dos fatos propos homenagem equivocada. Que os direitos sejam respeitados com diz o Sr. Lupion e tenho certeza ilustre senador Alvaro que o Tota e o Caetano vão ficar felizes com a justiça que se o seu pai ilustre Ney estivesse vivo iria dizer ” esta estrada tem que ter o nome do Lyzimaco, grande amigo – foi ele que fez por merecer” Com a palavra o ilustre paranista Senador Alvaro Dias – faça por valer vossa vontade e saiba que estará agradando ambas as partes; leve ao conhecimento da familia Braga os fatos citados e com certeza será aplaudido pela atitude digna e merecida de dar a Cesar o que é de Cesar. –

  12. lolo
    sábado, 18 de maio de 2013 – 23:42 hs

    é isso ai – justiça seja feita – e que politicagem seja deixada de lado – homenagens sempre causam ciumeira – e no presente caso o Dr. Lyzimaco é o real merecedor de ser o nome da BR 277 – pois na maioria das vezes as honrarias são dadas a homens públicos que não participaram da execução do projeto e da obra. Parabéns senador Alvaro o povo paranaense se orgulha em saber que vossa senhoria passou por cima de projeto de um deputado federal mal informado e que desejava que a homenagem fosse dada a outro cidadão não merecedor. Não permita que assuntos politicos e pessoais influam na sua decisão!!!!!! saiba que a engenharia paranaense está exultante por ser o nome de um engenheiro que não só contruiu a estrada das praias como também já na Hidroservice construiu a Belem-Brasilia. É extremamente desgastante engenheiros verem suas obras receberem nomes de ex-governadores, politicos, militares que nada tiverm a haver com o projeto e neste caso a classe está sendo devidamente contemplada com o nome do Dr. Lyzimaco um baluarte da engenharia paranaense e um patriarca de uma familia que por muitos anos militou na politica como Plinio, Alberto e Antonio Franco Ferreira da Costa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*