Romanelli: aumento do mínimo regional será de mais de 10% | Fábio Campana

Romanelli: aumento do mínimo regional será de mais de 10%

O secretário do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, garantiu que o aumento do mínimo regional do Paraná ficará acima dos 10%. O anúncio foi feito em evento com trabalhadores de cooperativas da região Oeste do Estado, com a presença do deputado Estadual Andre Bueno.

Segundo Romanelli, serão utilizadas as mesmas regras do ano passado, sendo 5.1% mais o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). “O valor do INPC será calculado em abril, no entanto acreditamos que ficará próximo dos 6%, sendo assim teremos um ganho superior a 10% para os trabalhadores”, disse o secretário.

O deputado Andre Bueno, que é presidente da Comissão de indústria e Comércio da Assembleia, acompanha o andamento do processo e comemora o anúncio. “O Paraná tem hoje o maior mínimo regional do Brasil, e chegamos a este valor com dialogo entre os empresários e trabalhadores. Os trabalhadores estão tendo a valorização necessária, e os empresários sendo incentivados através de programas do governo”.

Andre Bueno também lembrou que em fevereiro o Paraná foi o terceiro estado brasileiro na geração de novos empregos, com 15.857 vagas criadas. Ficando apenas atrás de São Paulo e Rio Grande do Sul.

Os setores com maior participação na criação de empregos no Estado em fevereiro foram serviços, que gerou 10.765 empregos; a indústria de transformação, com 3.373 vagas, e o Comércio, com 1.012 novos postos de trabalho.

O anúncio oficial do novo mínimo regional deverá ser feito pelo Governador Beto Richa no próximo dia 1 de maio.

FAIXAS SALARIAIS – São quatro faixas utilizadas para definir o piso de cada grupo ocupacional. Atualmente o salário mínimo é aplicado da seguinte forma:

Grupo I – Formado por trabalhadores empregados nas atividades agropecuárias, florestais e da pesca: R$ 783,20

Grupo II – Trabalhadores de serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trabalhadores de reparação e manutenção: R$ 811,80.

Grupo III – Trabalhadores na produção de bens e serviços industriais: R$ 842,60.

Grupo IV – Composto por técnicos de nível médio: R$ 904,20.


14 comentários

  1. Anônimo
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 12:24 hs

    QUEM DIRIA, O FURA PEDAGIO AO LADO DO GOV.BETO DANDO CONSELHOS….SÓ AQUI NA TERRINHA.

  2. tadeu rocha
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 12:37 hs

    dep. ROMANELLI, BETO JA ERROU DUAS VEZES, NAO DEIXE ELE ERRAR A TERCEIRA VEZ, AFASTANDO O ALVARO DIAS, ELE JA PERDEU O GUSTAVO, AGORA O ALVARO, BETO ESTA LOUCO ROMANELLI, EU ACHO QUE FALTA O GARDENAL NELE.

  3. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 13:09 hs

    O Paraná come milho e arrota filet mignon. Dez por cento qualquer um dá, quando não tem de pagar ele próprio. O estado faz cortesia com chapéu alheio, pois, ele mesmo não paga o mínimo regional, macaquice de Requião que imitou outros estados. Mas, por outro lado, o Paraná pode se orgulhar de ser o segundo estado num certo ranking nacional: em beiços de precatórios, o PR só perde para o RJ, entre os mais caloteiros.

  4. matahari
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 13:28 hs

    Andre Vargas amareluo e lançou a chapa; Gleysi para o Govêrno, Sciarra vice e Osmar Dias para o Senado. Osmar jamais seria candidato contra o irmão. Ele tem apêgo a familia e isso seria atentar contra a sua moral. Parem com isso gente. É uma “furada”. Sciarra não é bôbo e não arriscaria ficar sem mandato de deputado federal. Alvaro é unanimidade para o Senado e se resolver ser candidato a Governador também será imbatível. O ideal é sim o PT fora do Poder. Estão esculhambando com esse País.

  5. flavio luiz
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 13:51 hs

    Politica é uma arte de engolir cascudo (peixe) de ré.
    Quem viu assistiu e ouviu as criticas em cima do então candidato Béto Richa na ultima eleição, moleque, pleyboi, guri sem experiencia, etc, etc. Incrivel hoje todos juntos Romaneli, Abelardo Lupion, Pedro Lupion, Cheida, etc,etc.
    Por isso que a politica perdeu a credibilidade.

  6. cego
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 14:19 hs

    Índice que deve acompanhar o aumento do funcionalismo, que está bem próximo…

  7. Zangado
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 14:26 hs

    Para esses dois paga a conta o dinheiro público – aí é fácil !!!!

    Paraná tem o maior mínimo regional – hurra, aqui é a Califórnia do Brasil, só porque eles acham …

    A California paranaense concorda?

  8. Pedreiro
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 14:33 hs

    PEC das empregadas e mais de 10% do Estado! Tudo de bom né!
    Está ficando difícil de empregar, governar, se reeleger….

  9. cesar - eu mesmo
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 16:50 hs

    Não da para aguentar este absurdo. Enquanto a maioria tem 6%, outras classes que dependem dos que ganham 6%, vão levar mais de 10%. como fica esta conta????
    até quando???

    é pakaba, festa com dinheiros dos outros é uma belezura.

  10. Geraldo Souza
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 21:37 hs

    Realmente, Anónimo, que insiste no acento agudo, e não o correto Anônimo, como dizia meu ex-Grande Chefe, João Elisio, MORRO E NÃO VEJO TUDO…

  11. JR
    terça-feira, 2 de abril de 2013 – 0:23 hs

    Grande exemplo Um Fura Pedagio eles se merecem – chega logo 2014 – Fora toda essa Corja

  12. Constanza del Piero
    terça-feira, 2 de abril de 2013 – 11:10 hs

    Esse Romanelli é o segundo maior erro de Richa. O primeiro foi aquele que foi, sem ser, o Luciano Ducci, que deixou a cidade de pernas pro ar, endividada, apostando na reeleição!

  13. nyna
    domingo, 28 de abril de 2013 – 22:25 hs

    ENGRAÇADO ESSE NOSSO GOVERNADOR VAI DAR UM AUMENTO DE 10% AO PISO REGIONAL, POR UM LADO A CLASSE EMPREGADORA QUE VAI SENTIR NO BOLSO O PESO DO REAJUSTE VARIAS PESSOAS PERDERÃO O EMPREGO. POR OUTRO LADO O REAJUSTE SERA BEM VINDO PARA QM TEM SEU EMPREGO. MAIS E O FUNCIONALISMO PUBLICO AGENTES EDUCACIONAIS QUE RECEBEM 784,00 SERA QUE O REAJUSTE TAMBÉM VAI ACOMPANHAR OS 10% OU NOSSO NOBRE GOVERNADOR ESTA APENAS A FAZER CORTESIA CM CHAPÉU ALHEIO ENQUANTO AS EMPRESAS SÃO OBRIGADAS A BANCAR O GENEROSO AUMENTO DO GOVERNADOR A CLASSE DE FUNCIONÁRIOS DELE RECEBEM APENAS REAJUSTE INFLACIONÁRIOS GOVERNADOR ACORDA 2014 TAH CHEGANDO…

  14. Olho
    quarta-feira, 8 de maio de 2013 – 0:00 hs

    E o “pedágio” cobrado das empresas que contrataram com o Estado continua a financiar a campanha para reeleição…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*