Renan hesita em promulgar emenda dos TRFs | Fábio Campana

Renan hesita em promulgar emenda
dos TRFs

Do Josias de Souza:

Aprovada pelos deputados em segundo turno, na noite passada, está pronta para ser promulgada a emenda constitucional que eleva de cinco para nove o número de TRFs (Tribunais Regionais Federais). Presidente do Senado e do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL) hesita em promulgar a peça.

Renan impressionou-se com ofício do ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça. Enviado numa data infeliz –1º de abril— o texto combate a emenda com termos fortes. De saída, Barbosa anotou que lhe causava “grave preocupação” a perspectiva de criação de mais quatro TRFs. Algo que se consumaria dali a 48 horas.

Após a deliberação da Câmara, Renan disse, em privado, que não decidiu se irá promulgar a emenda. O companheiro de partido Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara, não compartilha da mesma dúvida. Para ele, não resta senão dar consequência à emenda aprovada, criando em seis meses os novos tribunais com sede em Belo Horizonte, Salvador, Curitiba e Manaus.


7 comentários

  1. ze loko
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 9:59 hs

    da nojo de ver a cara desse vagabundo!!!

  2. quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 11:15 hs

    Matéria deliberada e votada pelo plenário da Câmara e do Senado, ou seja, “APROVADA”, a vontade do plenário é soberana!… Agora só lhe resta fazer o que determina o regimento, não está no querer dele, ou no seu poder discricionário como Presidente. Já separei o terno para a inauguração…

  3. laisa lopes
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 11:35 hs

    Assiste total razão ao ministro Barbosa, nós precisamos de investimentos na justica das comarcas (primeira instância), possibilitando agilizar sim a chamada pretacão jurisdicional e, não em tribunais recursais, verdadeiros cabides de empregos. Outro gargalo é o meio expediente e duas férias no judiciário.

  4. quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 20:58 hs

    cabidão de emprego … só prá variar….

  5. Nelson
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 21:31 hs

    ´´E inadmissível a sede o 4° TRF ser em Porto Alegre. Se for pela importância economica, deveria ser em Curitiba. Se for for pela melhor localização deveria ser em Florianopolis. Mas como é pela politica, Curitiba, Belo Horizonte, Salvado e Manaus tem o direito de pleitar uma sede do TRF. Agora quando a economia é só cortar as mordomias e os cargos em comissões

  6. RANCIARO
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 1:45 hs

    A Laisa tem razão. Outra mudança seria a agilização do MP nos processos de políticos em Municípios.

    Só em Guarapuava, existem mais de 300 processos e o atual ocupante do cargo, não tem tempo para analisar nem a sua bela estagiária. Há mias de um ano no cargo, os processos estão empoeirados. Precisa de mais pessoal…

  7. RANCIARO
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 1:48 hs

    O Promotor Willian Gil deveria retornar ao MP. Por quê até agora a justiça não julgou o ex-Presidente da Câmara de Guarapuava Ademir Strechar…….falsificou assinatura de Juiz, pega salário de assessores, assessores tinham que comprometer 50% de sua remuneração com empréstimos e repassar ao Presidente, e nada…..

    Algo está por trás no município das maravilhas….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*