Projovem vai qualificar sete mil jovens no Paraná | Fábio Campana

Projovem vai qualificar sete mil jovens no Paraná

O governador Beto Richa e o secretário do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, lançaram hoje no Palácio Iguaçu, o ProJovem Trabalhador – programa em parceria com o Ministério do Trabalho. “A garantia do emprego aos paranaenses, através da qualificação profissional, é uma das prioridades da nossa gestão. Quando o cidadão tem oportunidades e estudo, todos os outros setores avançam”, disse Richa.

O ProJovem vai qualificar inicialmente sete mil jovens em 117 cidades. Os recursos para esta etapa do programa é de R$ 13 milhões. Os jovens recebem a qualificação de seis meses e uma bolsa auxílio de R$ 100 por mês. “Em conjunto com o governo federal estamos garantindo empregos aos jovens paranaenses. Esse grupo precisa de uma atenção especial”, disse Romanelli.

Richa lembrou que o Paraná foi o terceiro estado brasileiro que mais gerou empregos formais em fevereiro. No total, foram criadas 15.857 vagas, segundo o Caged. “Indicativo que demonstra que o Paraná voltou a ser uma terra promissora, com um governo sério que respeita a iniciativa privada e faz uma gestão pública de qualidade”, disse.


11 comentários

  1. Geraldo
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 16:08 hs

    O mesmo sorrisinho falso e de puxa-saco que o Roubanelli expressava com seu ex-chefe, o Rei Quião…

  2. tadeu rocha
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 16:18 hs

    BELEZA BETO É ISSO AI…… OS JOVENS AGRADEÇE ESSE PROJETO,,,,

  3. Porva
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 17:13 hs

    E não cassaram o Alceuzinho Maron ainda? Que barbaridade!

  4. MANIFESTO DA COBRAPOL
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 18:26 hs

    MANIFESTO DA COBRAPOL
    Seg, 01 de Abril de 2013 08:21 |

    Somos o país mais violento do mundo, mais de 186 mil assassinatos por ano. Temos a segunda maior população carcerária do planeta, com mais de 525 mil presos. Apesar de sermos a sexta economia mundial e concentrar em suas mãos mais de 70% de toda carga tributária, o Governo Federal nada faz pela segurança pública nos estados. A Polícia Civil se encontra enfraquecida e sucateada sem condições de dar resposta à criminalidade que grassa neste país, com destaque para o tráfico de drogas especialmente a epidemia do crack e dos homicídios.

    É preciso darmos um basta a tudo isso. Na contramão de modernizar e valorizar um novo modelo de segurança, saindo desse estado arcaico e ineficiente, o governo federal quer promover um verdadeiro retrocesso criando uma Lei Geral das Polícias Civis de forma autoritária e elitista, que acirra ainda mais o esfacelamento e fragmentação da polícia investigativa, precarizando ainda mais as relações de trabalho no ambiente policial, enfraquecendo a estrutura policial, aumentando a insegurança, a violência e a impunidade em todo o Brasil.

    Considerando que a após mais de seis anos de debate entre governo e entidades de classe na construção de um projeto de lei de consenso com vistas a modernização das policias civis e valorização dos policiais, o governo, “na calada da noite”, através da SENASP e dos Ministérios da Justiça e do Planejamento, praticou um verdadeiro golpe, alterando substancialmente a natureza desse projeto de consenso, atendendo somente medidas benéficas ao cargo de delegado de polícia, aumentando ainda mais a concentração de poder dos mesmos, ignorando e rejeitando todas as reivindicações dos demais cargos de base, além de retirar conquistas e benefícios já alcançados nos estados.

    Por tudo isso, a COBRAPOL, em conjunto com as entidades representativas das polícias civis em todo Brasil, mobiliza toda a classe policial contra o sucateamento da polícia civil e contra a aprovação do PL 1949/2007 em sua última redação dada pelo Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso e a Secretária Nacional de Segurança Pública Regina Miki. Neste sentido, a COBRAPOL e suas entidades filiadas conclamam a todos os policiais civis para preparação da greve geral da polícia civil e pela realização de atos e manifestos que serão estrategicamente agendados, pois, país e governo que não cuidam da segurança de seu povo e não investem em nem valorizam seus policiais não são sérios e nem merecem o respeito e a consideração de nação moderna e desenvolvida.

    “Sem o fortalecimento das polícias, sem investimento e valorização do policial e da segurança pública não há desenvolvimento, progresso e cidadania que prevaleça”

    Contra o sucateamento da polícia civil, contra a alteração autoritária e elitista do PL 1949/2007.

    Brasília, 27 de março de 2013

    CONSELHO NACIONAL DE ENTIDADES DA COBRAPOL

    http://www.sinclapol.com.br/

  5. Zé Coméia
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 18:36 hs

    Isso é ótimo, mas que tal qualificar uma meia dúzia de secretários tbm. (começando pelo fura catraca)

  6. Geraldo Souza
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 21:16 hs

    Urrah tadeu rocha, os jovens agradeçe, no singular e com ce cedilha é pra acabar de vez com a juventude…

  7. Pedro Luiz Mendes Santos
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 21:52 hs

    Oh, Porva! Tão macho que não põe o nome real. O Alceuzinho é o melhor deputado que o litoral já teve. E isto que tá lá só há 3 meses. Deve doer pra vc ver ele brilhando, hein…

  8. joão carlos menezes
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 21:59 hs

    Beto Richa e Alceuzinho. a dupla que o litoral aplaude e admira pelo trabalho e competencia!

  9. carlos.
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 23:47 hs

    O romanelli fui seu eleitor.Tinha esperança de ver resolvido os casos dos pedágios, gostaria de saber como vai a CPI das mesmas?

  10. Ricardo
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 2:04 hs

    Olha o Alcezinho lá… Vergonha do Litoral… Deve estar negociando uns carguinhos…….

  11. Aguirre
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 10:02 hs

    O governador ainda é jovem e poderá ele mesmo usufruir deste programa.
    Quem sabe até o final de sua gestão que esperamos seja a mais breve possível, ele se qualifique em alguma coisa e mostre algum trabalho.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*