MP libera circulação de livro-denúncia sobre CPI das Falências | Fábio Campana

MP libera circulação de livro-denúncia sobre CPI das Falências

O Ministério Público do Paraná arquivou nesta semana tentativa de busca e apreensão de todos os exemplares do livro “Poder, Dinheiro e Corrupção: Os Bastidores da CPI das Falências”, obra escrita pelo deputado Fabio Camargo (PTB).

O pedido partiu de Marcelo Zanon Simão. O administrador judicial (síndico) é um dos citados no livro por suposta conduta de desvio de valores na administração de mais de cem falências, segundo apurou a CPI das Falências.

Ele, mais seu irmão, Fábio Zanon Simão, e seu pai, Rubens Acléssio Simão, fariam parte deste esquema revelado nas apurações da comissão. Inclusive, na obra é anexada cópia de um pedido de prisão feita contra os investigados pela polícia civil. As supostas condutas criminosas apresentadas neste documento foram um dos motivos do pedido de recolhimento de todas as edições do livro.

O administrador judicial também protocolou uma notícia crime justificando que o deputado, ao publicar algumas informações na obra, teria cometido crime de violação de segredo de justiça, com pena prevista de dois a quatro anos de reclusão e mais multa, segundo a lei 9296/1996, no artigo 10.
O MP rejeitou o pedido ao alegar da impossibilidade de cometimento de crime por uma questão de datas. As cópias do inquérito que constavam dados divulgados na obra não estavam sob segredo de justiça pelo período de mais de um mês. Permaneceram disponíveis junto à Vara de Inquéritos para consulta, segundo trechos do parecer. O procedimento contra o deputado no MP é de número 18327/2012.

Desde o começo de CPI, Camargo sofreu diversas ações da família Simão, a maioria buscando censurar seus pronunciamentos ou proibir divulgar informações nos veículos de comunicação. Todas, até o momento, rejeitadas pelo MP e pela Justiça.

“Se eles ainda estiverem soltos e com a ânsia de defesa me atacarem, novamente, mais uma vez me calarei e aguardarei as decisões judiciais, assim como fiz em mais de duas dezenas de medidas, infrutíferas, que essas mesmas pessoas entraram contra mim”, explica.

Devido a grande procura pela obra, Camargo encomendou uma nova tiragem para ser distribuída nas livrarias e aos interessados no assunto. A primeira edição teve tiragem de mil exemplares.


45 comentários

  1. Sirlei
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 12:47 hs

    Chupa essa família Simão!

  2. Matos
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 12:48 hs

    Parabéns ao Fabio Camargo. A verdade com veracidade e provas incontestes.

  3. Carla
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 12:50 hs

    Essas “falências” queriam falir com a verdade. Fabio Camargo no livro escancará toda verdade. Os Simão deveriam pedir licença.

  4. Zeca
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 12:51 hs

    Um exemplo que ditará como vencer as barrerias impostas pelos mentirosos.
    Lançar um livro contando a verdade, esse é o caminho indicado pelo Deputado Fabio Camargo.
    Gostei dessa, chupa essa família simão.

  5. Stela
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 12:54 hs

    Queria saber onde comprar o livro do Fabio Camargo.
    Meu professor disse que é uma aula de direito de massas falidas.

  6. Roberval
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:00 hs

    Li esse livro. Deveriam dar um pro Rui Falcão do CNJ. Pois toda essa balburdia no Tj começou na administração dos Rotoli. Agora o desembargador Clayton Camargo tem que limpar os trilhos. E por isso sofre essa pressão. O homem, como o filho, é duro. Vai limpar tudo. Aguardem!!!

  7. Sebastião
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:10 hs

    Li, e recomendo esse livro. Lei da mordaça?
    Eita família que se acha.
    Nota dez Fabio Camargo.

  8. Andrea
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:12 hs

    Esse livro mostrou a verdade das falências no Paraná. Calaram a CPI, agora queriam calar o livro?
    Fabio Camargo, não pare.

  9. Cleuza
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:15 hs

    Satisfação saber que a justiça literária está sendo feita. No livro, que já li, comprei na livraria do Chaim, retrata um escândalo e a fortuna de uma família arrogante.
    Fabio Camargo nos brinda com os bastidores, nunca revelado até antes.

  10. Marta
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:19 hs

    Eis a verdade… Eis o choro de uma família.. Eis muitas empresas mutiladas pela má administração da massa falida…
    Eis o Fabio Camargo, inteligente e verdadeiro.
    Agora, vejam os invejosos que apoiam essa família em detrimento da verdade.
    Mas, encerro dizendo: EIS O FABIO CAMARGO, AGORA IMORTAL.

  11. Roberto Artagão Lisboa
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:40 hs

    Quem é esse Ministério Público na ordem do dia para impedir ou permitir que livros circulem? esse órgão, que sempre viveu uma profunda crise existencial, tem se destacado como palpiteiros e denunciadores, pois se que tem poderes para prender ou soltar quem qer que seja.

  12. Anesio B
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 13:52 hs

    Tentativa de censura contra uma obra que revela um dos maiores esquemas em empresas de falências. Um trabalho perspicaz do ilustre deputado. Agora com a vinda do CNJ e o bom trabalho do TJ, essa máfia vai desaparecer.

  13. José Hudson
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 14:09 hs

    Bateu o desespero nessa máfia. Tentam de tudo. O livro foi a tampa no caixão desta turma que de Foz a Curitiba destruíram famílias.

  14. Marçal Justus
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 14:58 hs

    Aguardamos a reedição deste excelente livro. Acredito que deveria ser distribuído em Guarapuava para todos que sofreram com a falência da GVA entendam quem são os responsáveis por essa barbaridade. Ainda bem que o MP foi coerente e não impediu a circulação desta importante obra escrita pelo polêmico, mas atuante deputado.

  15. Melissa
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:23 hs

    Essa Família deveria devolver o que conseguiram de forma duvidosa como aparece no livor do Fabio Camargo.

  16. Vicente
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:25 hs

    Pelo que eu entendei, a família simão quer evitar que as sujeiras deles sejam colocadas à público???
    VERGONHA.
    Fabio Camargo, mande rodar mais livros.

  17. Cardoso
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:27 hs

    AÍ E PRA ACABAR. RECOLHER LIVROS? VÃO GOSTAR DE LER ASSIM LONGE DAQUI.
    FABIO CAMARGO PODERIA COLOCAR A VENDA NAS BANCAS DE JORNAIS, TA MUITO DIFÍCIL CONSEGUIR UM LIVRO. AQUI EM CAMPO LARGO TEM GENTE NA FILA DE ESPERA PRA PODER EMPRESTAR.

  18. Mercedes
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:32 hs

    Marcelo Zanon Simão, seu irmão, Fábio Zanon Simão, e seu pai, Rubens Acléssio Simão, precisam explicar muita coisa pra justiça.
    Pega pesado mesmo Fabio Camargo, sem moleza.

  19. Melissa Silva
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:34 hs

    Marcelão, sua batata ta assando meu.
    Chupa essa guri. Esse livro Fabio Camargo é pura nitroglicerina.

  20. Telma
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:37 hs

    Mas que tiro no pé dos Simãzinhos….
    Ahahahahhahaah!!!
    Fabio Camargo, mande um exemplar pra eles.

  21. Beti
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 15:55 hs

    Gostei da expressão, vou só mudar, chupa essa manga.
    Simão, simãozinho, ta chegando a hora.
    Livro denuncia é o mais completo sobre as verdades das falências em nosso estado. Fabio Camargo poderia ceder os direitos autorais pra um filme.

  22. Valmir Batista
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 17:09 hs

    Livro é referência em Falências. Explica como funciona uma CPI e sua apuração. Deve ter o direito de livre circulação, pois ajuda a construir um país mais justo. Parabéns ao MP e o peso da Justiça a esses bandidos acusados pela CPI das Falências.

  23. sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 17:51 hs

    E a maior,na região em Paranavaí,vai ficar como esta??? Este sim foi e e o maior escândalo da região de Paranavaí,, Envolvimento,de avícolas,Juízes,porque o rombo e um doas maiores de Paraná!!!

  24. AI5
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 18:24 hs

    Não não, dançou a família simão.
    Fabio Camargo, você é o cara!!!

  25. joão de barro
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 22:02 hs

    fábio camargo; voce ainda defende a instalação de cemitério em área urbanizada de almirante tamandaré, mesmo sabendo que a maioria dos moradores da regiao são contra?

  26. Call center
    sexta-feira, 26 de abril de 2013 – 22:03 hs

    Comentários em massa ? Contrate já ! Call center especializado, Enchemos a bola com máxima descrição , hahahahahahahahah , só eu percebi ?

  27. Samuel Ferreira
    sábado, 27 de abril de 2013 – 0:59 hs

    Call center, não é bem isso… olhe bem a foto do piá! com toda essa “energia”, não precisa terceirizar! loucura, loucura, loucura!

  28. Pedrão Tamandaré
    sábado, 27 de abril de 2013 – 12:25 hs

    João de Barro, deveria ser João de B… Você deve ta falando do Cemitério Vaticano, seu ignorante, ao lado existe um cemitério, Cemitério Cristão. O Vaticano tem toda estrutura e parecer favorável dos órgãos que cuidam do meio ambiente. Vocês levaram um cacete nessa eleição e, agora vem com esse papinho. Tamandaré tem dois cemitérios na região central, recomendo cemitério no deserto. Desça do palanque, a eleição acabou.

  29. Clemente
    domingo, 28 de abril de 2013 – 10:33 hs

    Há muito que uma nuvem negra paira sobre essa família Simão, parece que os tempos dos mandos chegaram ao fim…Agora os tempos são dos desmandos…
    Queria fazer uma simples correção, o Livro está ótimo, mas deveria abrir mais pontos de vendas. Deputado Fabio Camargo, sou morador do Cajuru, onde o senhor tem um trabalho enorme.

  30. Aparecido
    domingo, 28 de abril de 2013 – 10:35 hs

    Sem papas na língua, mas uma derrota Simão, ou quem sabe sem papas nas páginas?
    Seria correto os Simão procurar o Deputado Fabio Camargo para que os encaminhe ao MP e proponha deleção premiada. Vixi, aí muita gente vai perder o sono

  31. Rodrigo
    domingo, 28 de abril de 2013 – 10:39 hs

    Antigamente a família Simão tinha caneta cheia, hoje secou, e ninguém respeita essa gente. Quem planta colhe, essa é a verdade. Li o livro, linguagem simples, porém, contundente, é o caminho indicado por Fabio Camargo de como se deve agir para evitar casos vergonhosos em falências.

  32. Salvador
    domingo, 28 de abril de 2013 – 10:52 hs

    a verdade e a justiça prevaleceram mais uma vez.

  33. Vera
    domingo, 28 de abril de 2013 – 11:16 hs

    A Justiça prevaleceu. Parabéns ao Fabio Camargo.

  34. Pedro CWB
    domingo, 28 de abril de 2013 – 11:16 hs

    O livro do Fabio Camargo é muito importante pois revela a verdade que muitos querem esconder.

  35. Jessica
    domingo, 28 de abril de 2013 – 11:17 hs

    Tem que rodar mais livros. Mil é pouco. Tomara que a tiragem de agora seja de pelo menos umas 10 mil cópias.

  36. Mariano
    domingo, 28 de abril de 2013 – 11:19 hs

    Já tentaram barrar a atuação da CPI das falências sem sucesso e agora querem impedir a circulação do livro do Fabio Camargo?? Não, isso não pode acontecer. O povo do Paraná precisa que a verdade seja revelada e que essa família que trouxe tantos danos paguem por seus atos.

  37. Juarez
    domingo, 28 de abril de 2013 – 11:21 hs

    A família Simão deve muitas explicações para a Justiça, por isso querem impedir a circulação do livro do Fabio Camargo.

  38. Adriana
    domingo, 28 de abril de 2013 – 11:21 hs

    Impedir a circulação de um livro é um ato de censura. Tudo o que o Fabio Camargo publicou neste livro é resultado de muito trabalho de investigação da CPI das falências, não são fatos inventados pelo deputado, são atos provados por meio de documentos e investigações que comprovam todo o mal que a família Simão causou.

  39. Rafael
    quarta-feira, 12 de junho de 2013 – 9:39 hs

    Denúncia como essa feita pelo Deputado em prol da sociedade é dever de todos. No entanto, neste caso, creio que o interesse é específico, nos moldes daqueles travados pelos chefes do tráfico do Rio de Janeiro, uma luta por poder.

  40. Pablo
    quarta-feira, 19 de junho de 2013 – 20:02 hs

    Otimo trabalho.
    Queremos saber como pode o Tribunal de Justica do Parana manter, alem do Simao, o sr. Joaquim Rauli como sindico e administrador de bens de empresas em falencia se foi destituido de um processo por desidia ?????

  41. miguel
    sexta-feira, 19 de julho de 2013 – 18:41 hs

    Parabéns deputado pelo livro e coragem de encarar a família simão,
    eu fui um dos citados no livro e fiquei conhecido como milionário pobre. Só lamento que a familia simão continua tomando conta de
    minha herança e até momento não recebi um centavo inclusive estou
    com prisão decretada por não ter condições de pagar pensão. Fui
    inclusive humilhado pelo Marcelo e pelo pai que estavam num hotel de
    luxo em Foz. Gostaria de contar com força de todos e que eu não
    venha padecer nas mãos de nossa justiça.

  42. Edgar v. Batista
    sábado, 20 de julho de 2013 – 20:07 hs

    Parabens Deputado pela eleição do TC. Mas, com, respeito aos herdeiros de Faustino Ferreira Mendes, continua pior.
    Não há prestação de contas. e os herdeiros estão proibidos de ir as empresas.São ameaçados pelo Administrador judicial e o novo inventariante.Os advogados dos herdeiros não são recebidos e as suas petições não tem respostas.Estão levando as empresas a falencia. Empresas que rendem.Quem pode ajudar?

  43. Rita Nascimento
    segunda-feira, 27 de junho de 2016 – 17:35 hs

    Onde eu encontro o livro para comprar??

  44. quinta-feira, 30 de junho de 2016 – 19:18 hs

    NÃO SEI LER NEM ESCREVER , SÓ SEI SOLETRAR, PORTANTO SÓ SEI QUE NADA SEI MAS SE ALGUEM ME DER ELE, VASO NA REDE SOCIAL DE UM JEITO QUE SÓ DEUS OU MUINTO SANTO COM CAMBITO CONSEGUE RECOLHER ………

  45. tino
    sexta-feira, 1 de julho de 2016 – 21:38 hs

    li quase todos os comentarios e , como nos jornais de TVs principais do nosso país, nao falaram ou comentaram nada sobre a esposa do Sergio Moro que tambem está envolvida na mafia das falencias…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*