Megaoperação contra corrupção investiga suspeitos em 12 Estados | Fábio Campana

Megaoperação contra corrupção investiga suspeitos em 12 Estados

Veículo apreendido em Votuporanga durante operação de combate à corrupção do Ministério Público

Veículo apreendido em Votuporanga (SP) na casa de um empresário suspeito de integrar o esquema de corrupção (Divulgação/Polícia Federal de São Paulo).

Da Folha de S.Paulo:

O Ministério Público realiza nesta terça-feira (9) operações de combate à corrupção em 12 Estados para desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar recursos públicos federais e estaduais com fraudes em licitações.

De acordo com as investigações, as verbas públicas sob investigação, somadas, ultrapassam R$ 1,1 bilhão, que foram desviados de órgãos municipais e estaduais, com pagamento de propinas, superfaturamento de produtos e serviços, utilização de empresas fantasmas, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e enriquecimento ilícito de agentes públicos e empresários.

Serão cumpridos 86 mandados de prisão, 311 mandados de busca e apreensão, 65 mandados de bloqueio de bens, segundo o Ministério Público de São Paulo.

Também serão realizados 20 mandados de afastamento das funções públicas, expedidos pela Justiça Estadual de Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia e São Paulo.

Participam da operação 144 promotores e 1.200 policiais federais, rodoviários, civis, militares, servidores de Tribunais de Contas, Controladoria-Geral da União, Receitas Federal e Estaduais.

As ações são coordenadas pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas, em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

As investigações são realizadas na Bahia, no Ceará, no Espírito Santo, em Mato Grosso, em Mato Grosso do Sul, em Minas Gerais, em Pernambuco, no Paraná, no Rio Grande do Norte, no Rio de Janeiro, em Rondônia e em São Paulo.


11 comentários

  1. O profeta.
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 10:44 hs

    Entenderam o motivo de impedir o MP de investigar?

  2. Doido
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 10:45 hs

    Tem muito delegado do PR se borrando…
    pra cima deles MP!!!

  3. terça-feira, 9 de abril de 2013 – 11:17 hs

    Bela Segurança Pública, mais 3 Policiais envolvidos.

  4. toninho
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 11:53 hs

    Cada vez que vejo um carro poderoso importado nas ruas me dá arrepios. É batata, é de pilantra. Este da foto é fichinha, mas Porsches, Ferraris, algumas Mercedes e Masseratis sempre aparecem quando se estoura alguma sacanagem. Dinheiro fácil, se gasta fácil e com ostentação.
    Falar nisso, como anda a denúncia da Joice? Aqueles, integram este time?

  5. Maria da Graça Marzochi
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 12:03 hs

    Por que não divulgam tambem o nome do indivíduo????? Se vc der uma pequena batida com seu carro, logo sai seu nome, idades, estado civil…….etc.

  6. Renato Casagrande
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 14:00 hs

    Iniciativa muito positiva do MP. Sou de Votuporanga. Aqui todos são conhecedores (alienados ou não) das articulações políticas, econômicas e administrativa do poder público a favor da minoria burguesa do setor privado. Sendo este último parte integrante da administração pública. A população pobre sofre, principalmente aquela que não dispõe de moradia própria. A especulação é gigantesca por parte dos empresários e políticos. Acredito que grande parte da população de Votuporanga é culpada, pois em sua ignorância, galanteiam aqueles que lhes prejudicam.
    Receito que o desfecho dessa operação termine no padrão de impunidade adotado pelo sistema brasileiro de justiça. Lembrando que a justiça é cumprida, porém a justiça não é igual à todos.

  7. Munícipe
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 17:27 hs

    Na cidade de Votupoeanga Estado de São Paulo, faltou investigar varios outros orgãos.

    Santa Casa, Saev, Fundação Educacional e outros mais.

  8. Evil
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 20:06 hs

    Cada vez que vejo passar um desses carrões fico torcendo para que dentro não esteja nehum corrupto nem politico, traficante, ou ladrão… fico torcendo para que dentro esteja um empresário que esteja curtindo seu direito de luxo mas que não tenha sujeira a esconder…

  9. Caio
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 21:19 hs

    Acredito que antes mesmo de se discutir se as pessoas são a favor ou contra a PEC37, deveriam discutir se são a favor ou contra os membros do ministério público serem passíveis de serem investigados. Muita gente não sabe, mas um promotor de justiça somente pode ser investigado por um outro promotor. Aí está a quase inexistência de punição a promotores (corporativismo). As policias civil e federal são investigadas pelas suas corregedorias, e fiscalizadas rigorosamente pelo ministério publico e judiciário. O Ministério publico pode até reivindicar o poder de investigar também, mas antes DEVEM perder o privilégio, que beira inclusive atos da ditadura, de somente serem investigados pelos seus colegas de trabalho. Vocês sabiam que um promotor de justiça somente pode ser preso a pedido de um outro promotor de justiça? Que justiça é esta? Porque esta diferença dos outros cidadãos? Qual o motivo? Para que dar o poder de investigar para quem não pode ser investigado por ninguém? Para se promover a justiça, deve-se sujeitar a mesma, e não estar acima dela. Abra o olho Brasil

  10. Marvado
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 22:04 hs

    Aguardar quantos serão condenados e quantas nulidades aparecerão. kkkk.

  11. Do Contra
    quarta-feira, 10 de abril de 2013 – 10:49 hs

    Parabéns ao comentário do Caio, muito sensato. O MP tbm precisa ser controlado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*