Mais protesto contra tarifa de ônibus | Fábio Campana

Mais protesto contra tarifa de ônibus

Um grupo de aproximadamente 50 estudantes que integram o movimento “Anonymous Curitiba” realizou um novo protesto contra o valor de R$ 2,85 da tarifa de ônibus na capital paranaense. Usando máscaras e encapuzados, os manifestantes colocaram faixas e cartazes no tubo de ônibus Estação Central, na Rua Presidente Farias com o Calçadão da Rua XV de Novembro. Este foi o segundo protesto do grupo. Veja o vídeo gravado por Célio Borba:

Segundo o ouvinte da Rádio Banda B, Célio Borba, que gravou imagens da manifestação, além de protestar contra o sistema do transporte coletivo, o grupo coletou assinaturas da população para que haja redução no valor da tarifa. “Também houve principio de tensão entre os motoristas e os manifestantes, já que eles estavam bloqueando as ruas. Dois guardas municipais de moto acompanharam de longe a manifestação”, disse.

Este mesmo grupo invadiu na noite de ontem o site do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) para criticar o aumento e a URBS. Em menos de meia hora, os responsáveis pelo site conseguiram recuperar o domínio.
Reprodução Twitter

Uma manifestação realizada na semana passada também foi relatada pela Banda B. Na ocasião, outro grupo, não ligado ao Anonymous, cometeu uma gafe ao colocar uma faixa dizendo que o filho do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, não anda de ônibus. Os manifestantes só esqueceram um detalhe: Fruet não tem filhos.


3 comentários

  1. Mr.Scrooge
    segunda-feira, 8 de abril de 2013 – 17:34 hs

    Adoro manifestante antenado, agora só faltam também por a culpa no pai do prefeito por causa do preço da passagem. Sugiro a UFPR que passe a cobrar pelo estacionamento dos carros dos seus estudantes lá no Centro Politécnico, porque quem pede que a passagem de ônibus baixe não deve andar de carro. É uma incoerência, não concordam comigo?

  2. Luiz Eduardo
    segunda-feira, 8 de abril de 2013 – 21:38 hs

    Se você não ganha para pagar a passagem de onibus, vá para a faculdade à pé, faz bem para a saúde. De bicicreta.

  3. vinni
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 0:10 hs

    eles entendem de sistema………………de qualquer sistema´……….e sabem que não é bloqueando o transito que se mexe com sistema…………..isso é apenas para dar corpo literalmente a algo muito maior………uma idéia

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*