Líder do PSDB pede convocação de Gleisi para explicar o Rosegate | Fábio Campana

Líder do PSDB pede convocação de Gleisi para explicar o Rosegate

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Carlos Sampaio, quer esclarecer as últimas denúncias do escândalo Rosegate. Em três requerimentos, Sampaio pede a convocação da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o acesso a documentos da sindicância e uma audiência pública sobre as conclusões da apuração.

Segundo a revista “Veja”, o governo petista mantinha em sigilo o relatório final da investigação sobre Rosemary Noronha, ex-chefe do escritório da Presidência da República em São Paulo, sob a alegação de que a divulgação traria “risco institucional”.


Em requerimento de informações ao Planalto, Sampaio pede oficialmente acesso a documentos relacionados à sindicância feita após as denúncias que derrubaram do cargo. Com base na Constituição, no Regimento da Câmara e na Lei de Acesso à Informação, o líder do PSDB pede à ministra Gleisi cópias do processo instaurado para investigar Rose e irregularidades apontadas pela Operação Porto Seguro, da íntegra do relatório final e da decisão que tornou sigilosos ou secretos os atos ou documentos relativos à apuração.

O pedido para audiência na Comissão de Segurança Pública, assinado também por Otavio Leite (RJ), tem o objetivo de debater o relatório final da comissão de sindicância investigativa criada para apurar as irregularidades. Os tucanos querem ainda a convocação da ministra Gleisi pelo colegiado para dar explicações sobre o relatório.

Como destaca o requerimento, em novembro de 2012 a Operação Porto Seguro desmontou esquema criminoso infiltrado em órgãos públicos federais depois de investigações apontarem, entre outros crimes, o de formação de quadrilha, tráfico de influência e corrupção passiva, do qual fazia parte Rosemary. O inquérito está na 5ª Vara Criminal de São Paulo.

O pedido do PSDB também traz a íntegra da reportagem publicada na “Veja” desta semana intitulada “Vida de Rainha – Uma investigação do Planalto mostra como Rosemary Noronha se esbaldava com o poder que recebia de Lula”. A matéria aponta vários exemplos de como ela aproveitou do cargo e da intimidade com o ex-presidente para, nas palavras do semanário, “ganhar dinheiro, traficar poder e viver como uma soberana”.

O requerimento assinado pelo líder classifica o caso como “da maior gravidade”, pois “revela eventuais relações ilícitas no seio do poder Executivo, podendo envolver graves prejuízos ao patrimônio público e à moralidade administrativa”. Ainda segundo Sampaio, é até razoável que o sigilo seja mantido, mas apenas durante as investigações.

“É imperioso que esta Casa tenha acesso a esses documentos, bem como às razões que até aqui têm justificado sua manutenção em sigilo, notadamente se for em razão da proteção da Presidência da República”, diz trecho do requerimento ao citar requisito de proteção à informação definida na Lei de Acesso à Informação.

Lula não vai falar?
Segundo o tucano, pelo que se conhece até agora, Rosemary é um caso clássico da apropriação da coisa pública para fins particulares. “E o fez pela proximidade que tinha com o ex-presidente Lula. Se não houver esclarecimentos à sociedade, que foi quem pagou por tudo o que Rosemary desfrutou, e punição, ficará evidente que o governo consentiu ou, então, que está protegendo os personagens envolvidos”, disse Sampaio.

O líder também considera curioso o fato de o ex-presidente Lula ainda não ter dado qualquer explicação sobre a conduta dela. “O ex-presidente Lula, que gosta de dar sua opinião sobre assuntos do governo, ainda não disse ao país se sabia ou não do que sua ex-auxiliar fazia e se concordava com a situação”, disse.

Após o envio do requerimento pela Mesa da Câmara, a Casa Civil terá 30 dias para responder o requerimento, sob pena do cometimento de crime de responsabilidade.


7 comentários

  1. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 24 de abril de 2013 – 12:29 hs

    E o Lula, continua MUDINHO?

    Não disse NADA?

    Aliás,

    Uma “Colher de chá” da Gazetona,

    Deu notícia sobre o escândalo da Rosemary, dizendo:

    “A MINISTRA GLEISI HOFFMANN DETERMINOU a abertura de SINDICÂNCIA…”

    Com Fotografia e tudo.

    Pois é,

    No caso, faz parte das OBRIGAÇÕES da CASA CIVIL “ABRIR SINDICÂNCIAS”
    Havendo os índicios de autoria e materialidade, a Ministra NÃO PODERIA, sob pena de cometer PREVARICAÇÃO, deixar de mandar ABRIR A SINDICÂNCIA.

    Da mameira como foi colocada na matéria, a frase dá a impressão que a Gleisinha é PALADINA DA MORALIDADE.

  2. silvajr
    quarta-feira, 24 de abril de 2013 – 12:31 hs

    Vá explicar o mensalão tucano e por que até agora ainda não foi julgado pelo STF apesar de ser mais antigo. Explica aí, vai!

  3. tadeu rocha
    quarta-feira, 24 de abril de 2013 – 14:07 hs

    É ISSO AI , TEM QUE COMEÇAR A COBRAR DESSES PT, SÓ CACA QUE ESTAO FAZENDO.

  4. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 24 de abril de 2013 – 14:29 hs

    Proximidade com o ex-presidente Lula?

    “Trabalhavam” tão próximos que nada os conseguia separar.

    A satisfação do “dever cumprido” talvez. Quem sabe o “cansaço”.

    E ass relações eram “ilícitas” não apenass no “seio”, mas em outras partes do “poder” também.

    Atenção, o filme Rose, a Toda Poderosa, é exclusivamente para a faixa etária adúltera, ops, adulta.

  5. toninho
    quarta-feira, 24 de abril de 2013 – 14:53 hs

    A Revista Veja agora virou o informativo oficial da oposição. Tudo o que ela escreve contra o governo é verdade. Contra a oposição, não é verdade, aliás, contra a oposição ela não escreve nada.
    Estamos numa situação de quanto pior melhor, e, mais ainda, se não tá tão ruim tem que piorar. Só se noticia coisas depreciativas e ultrapassou o próprio governo, se falando mal do próprio País.
    Os parlamentares oposicionistas agora se baseiam nas reportagens da Veja para formalizarem os seus requerimentos. Pobre País.

  6. Irineu
    quarta-feira, 24 de abril de 2013 – 20:19 hs

    Afinal isso já não é novidade, é obvio que iriam acobertar mais essa, tal qual tantas outras falcatruas, niguém vai condenar sua criação.

  7. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 25 de abril de 2013 – 1:15 hs

    Mais,

    Desde JANEIRO/2013,
    a RPC não mostra:

    Terminais de ônibus destruídos;
    Ruas esburacadas e sem asfalto;
    Filas nos Postos de Saúde.

    A edição do Jornal das 12:oo, hoje, apresentou:

    A criação dos Módulos Móveis da Guarda Municipal.
    Dizendo que é uma BOA providência.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*