Hauly demissionário | Fábio Campana

Hauly demissionário

O secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, do PSDB, diz que não aceita outro nome para diretor da Receita Estadual que não seja o do seu diretor-geral, Clóvis Rogge. Diz que já avisou o governador que se não for o Clóvis ele pede demissão.

O governador Beto Richa, que anda cansado de receber queixas sobre a atuação da fiscalização, tem outro nome, um auditor de Londrina que promete por ordem na casa.

Se vale a hierarquia, Hauly deve voltar logo à Câmara Federal.


31 comentários

  1. quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:13 hs

    Sebastiani na Secretaria da Fazenda… E tenho dito!!!…

  2. Astolfo
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:36 hs

    Debandada dos ratos da nau tucana. Que acabe logo esse governo antes que ele acabe com o Paraná.

  3. sergio silvestre
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:38 hs

    TCHIBUMMMMM1

  4. quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:43 hs

    Prezado Campana, acredito que o correto na materia acima é DIRETOR DA RECEITA ESTADUAL, e não federal.
    sds.

  5. quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:56 hs

    Não seria receita estadual ao invés de receita federal?

  6. jr
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 14:32 hs

    E ainda volta para camara, deveria ficar desempregado e ver como custa viver com um salario baixo, neste pais.Ja vai tarde, com certeza o Parana vai estar bem melhor sem este cidadão.

  7. Geraldo
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 15:22 hs

    Já vai tarde…

  8. quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 15:31 hs

    Sebastiani na Secretaria da Fazenda… Excelente e profundo conhecedor da matéria. E tenho dito!…

  9. GARGAMEL
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 16:09 hs

    Quem? o bodão?
    Quia, quia, quia!

  10. Jeferson Magnum
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 16:55 hs

    é como diz o velho ditado:
    Dê poder ao homem e verá o que ele realmente é.

  11. Ladilasu C. Javinsky
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 17:07 hs

    Hauly é um homem de bem, um homem público respeitado nacionalmente. Seja na FIesp ou nas audiências no Congresso ou mesmo no Planalto, Beto Richa tem testemunhado o prestígio de Hauly. Se confirmada a saída dele será uma grande perda para o Governo do Paraná.

  12. guri de palmas
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 17:12 hs

    Mas bah guri. Volte correndo para o congresso. Lá tu tens mais utilidade.
    O país tá precisando de ti.

  13. Do Interiorrrrrr...
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 17:20 hs

    O problema Fábio não é na fiscalização e sim do próprio governo, desta e de gestões anteriores, que deu uma infinidade de benefícios fiscais prejudicando a arrecadação do Estado.

    No início do governo Richa, os benefícios foram revogados. Depois, por muita pressão dos deputados, os benefícios voltaram.

    Seja quem seja o secretário ou o diretor, não há o que fazer!

    É uma pena perder o Hauly. O Paraná perderá muito!

  14. P.H. da Fazenda
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 18:28 hs

    Quem acompanha o dia dia da Secretaria da Fazenda sabe que Hauly
    é um homem público que serve ao Estado com retidão. Essa história de que o Governador tem ouvido reclamações da fiscalização só pode ser porque os poderosos não encontram mais na SEFA as facilidades de outrora. Beto Richa conhece a competência e a lealdade de Hauly, e certamente não dará ouvidos a essa intriga.

  15. Macaco Simão
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 19:57 hs

    O fato é que o Clóvis Rogge foi coordenador da campanha do Osmar Dias e praticamente manda nas finanças do Estado. O seo Hauly tb gosta de forçar a barra e se sai de vítima.

  16. loop
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 20:01 hs

    Vem de longe, o diretor tem afinidade com o secretário. Não aceitar outro é como achá-lo insubistituível. Não vejo mal. Vejo mal o companheirismo, a falta de rodígio de todos seria solutar, novos ares, novas cidades …

  17. Roberto Cambé
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 20:28 hs

    POR FAVOR GOVERNADOR EM QUEM SEMPRE VOTEI, MEU QUERIDO BETO RICHA, PÕE ORDEM NA CASA E MOSTRE AO HAULY QUEM MANDA, VOCÊ! SOBRE ESTE HAULY, EU JÁ DISSE AQUI, UM “LENGA-LENGA” DE DISCURSO DESGASTADO QUE NINGUÉM AGUENTA MAIS OUVIR, SÓ FALA ASNEIRA E O PARANÁ PEDE SOCORRO EM GESTÃO NESTA PASTA.

  18. carlos troiano
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 20:50 hs

    Concordo com a perda do Hauly para o governo do Paraná. Mas, ele tem que entender quem é que manda: é o Governador do Estado.

  19. Mr.Scrooge
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 21:36 hs

    Brimo, brimo, por quê perder um secretário como este? Só por teimosia? Fica esperto brimo, 2014 está logo ali. ACarlos

  20. luiz
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 8:17 hs

    Poderiam declinar, quais são as queixas do Governador em relação à fiscalização?
    Qual seria a desordem mencionada?
    Se o problema for de irregularidade funcional? Ela tem uma Corregedoria e o Estado também.
    Se for no atendimento? Estão sendo feitos investimentos importantes na modernização, o contribuinte na maioria das suas necessidades, nem precisa sair de casa.
    Se a arrecadação não sobe a contento? Essa guerra fiscal tem reduzido os resultados, quase anulando os esforços da fiscalização, logo seremos um paraíso fiscal.
    Damos benefícios na importação, na instalação de empresas, em produtos específicos, etc, etc, a lista só cresce.
    O Paraná e o Brasil tem urgência na reforma tributária, não conseguimos sequer unificar as alíquotas inter estaduais! Esperar 12 anos para implantá-la poderá ser tarde demais, pois o Dragão Chinês já começou a nos engolir.
    Melhor mesmo é que o STF diga que todos os benefícios dados não valem e que todos paguem seus impostos normalmente em condições de livre mercado e concorrência.

  21. luiz
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 8:29 hs

    Em tempo.
    Lembrando que qualquer agente público, de Governador a Varredor, não pode nunca, desenvolver atividades com patrocínio, pois compromete sua função.

  22. P.H. da Fazenda
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 9:19 hs

    O Macaco Simão está completamente enganado. O Clóvis Rogge é professor e um técnico de carreira da SEFA muito preparado que nunca se meteu em campanha política. Essa informação mentirosa de que ele coordenou a campanha do Osmar Dias foi plantada por aqueles que sabiam que, com sua competência, Clóvis Rogge seria novamente prestigiado por Hauly, como fora no passado. A história é repetida agora para novamente tentar prejudicar o Clóvis Rogge. Espero que essa mentira não prevaleça.

  23. José da Silva
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 9:55 hs

    É isso ai. Tira o Hauly e põe um do naipe do Heron Arzua. Que pôs a fiscalização para descer o pau nos mercados e atacadistas de secos e molhados, e fez a receita estadual lavrar quase 1 bilhão de autos de infração em empresas que, depois, se tornaram clientes dele mesmo, e depois, com uma canetada só, MANDOU CACELAR OS CRÉDITOS TRIBUTÁRIO, pela LEI 15.467, se não em engano, e com isso embolsou uns 150 milhões em honorários ganhos com a queda das ações decorrente do cancelamento dos créditos tributários, que foram cancelados, em qualquer fase processual em que se encontrassem. Pesquisem o nome Heron Arzua no TJ, STJ e STF e vejam as ações, os clientes e o valor dos créditos tributários cancelados pelo próprio Secretáriod a Fazenda, via conchavo com o Governador da época: Mufato, Condor, Parati, Atacadão, etc. Isso é secretaria da fazenda…. Fora os que estavam tramitando dentro da Receita Estadual mesmo…

  24. Luiza
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 10:00 hs

    Hauly e Clóvis Rogge já estão ultrapassados e querendo mandar mais que o governador, tem que por gente nova com vontade de mostrar serviço.

  25. Ladilasu C. Javinsky
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 14:04 hs

    Luíza, se você tivesse a oportunidade de trabalhar ou conviver com o Hauly, certamente saberia que o Secretário da Fazenda é exatamente o oposto ao que você mencionou no seu comentário. Hauly é um homem público de bom senso e diálogo com todos. Em relação ao governador, Hauly sempre deu prova de sua lealdade. Essa é a verdade! .

  26. Luciano
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 16:06 hs

    Ele voltando para o congresso assumi o lugar de qual deputado?

    Hauly sempre será o eterno prefeito que nunca assumiu Londrina ele parece o Vasco quando entra no campeonato sempre será segundo lugar na disputa!

  27. Antunes
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 17:10 hs

    O Hauly conhece as pessoas. Se ele não quer alguém que o governador quer, deve ter seus motivos.

  28. Luiz Mauro
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 17:44 hs

    O Hauly tem feito muito bom trabalho e certamente está contrariando os interesses de alguns que “estão mamando sempre”.
    Uma das poucas coisas boas do Governo Richa( Mais uma grande decepção ) é a atuação desse respeitado home público -Hauly.

  29. GARGAMEL
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 16:46 hs

    Tuiti buona gente, tuti ladri!!!

  30. Stronger dos Poder
    sábado, 6 de abril de 2013 – 12:36 hs

    O “espaçoso” se acha esperto e atira pedra no próprio telhado, esquece-se que se o barco afundar ele morre afogado junto, pois papagaio de pirata fica no ombro do capitão e seu voo solo é muito limitado.

  31. Sandro
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 1:40 hs

    Espero, sinceramente, que haja conciliação dos interesses em conflito, pois o governador Beto não deve, diria mais, não pode abrir mão do elevado espírito público, sensatez e competência do Deputado Federal Luiz Carlos Hauly como Secretário da Fazenda do Paraná. Sem nenhum demérito aos demais membros da equipe de Governo do Paraná, diria, sem medo de errar, que o Deputado Hauly é o mais experiente e que congrega as condições técnicas e políticas para o cargo que ocupa. Se o cenário político para o ano vindouro não é um mar de rosas, sem grandes parceiros leais e francos como o Deputado Hauly, certamente pode se tornar em uma tormenta incontrolável. Aliás, o governador deve lembrar do passado recente, onde vimos que escolhas equivocadas, podem redundar em terrível prejuízo que, muitas vezes, pode ser até irrecuperável.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*