Ex-ministra protocola pedido para abrir processo disciplinar contra Feliciano | Fábio Campana

Ex-ministra protocola pedido para abrir processo disciplinar contra Feliciano

De Eduardo Bresciani, Agência Estado:

BRASÍLIA – A deputada federal e ex-ministra de Políticas para as Mulheres Iriny Lopes (PT-ES) protocolou na Mesa Diretora da Câmara pedido de abertura de processo disciplinar contra o pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que preside a Comissão de Direitos Humanos da Casa. O pedido foi motivado por causa de declaração do pastor de que, antes dele, a comissão era dominada por ‘Satanás’. Se a investigação seguir adiante, a punição pode ser até a da perda do mandato.

“É inaceitável que um deputado faça esse tipo de declaração, ferindo a honra e a imagem dos nobres colegas que atuam com dedicação e firmeza para a promoção e valorização dos direitos humanos”, afirma Iriny, que foi presidente do colegiado em 2006.

Na visão da deputada petista, Feliciano infringiu o Código de Ética e Decoro Parlamentar em dois incisos: o que zela pelo prestígio, aprimoramento e valorização das instituições democráticas e representativas e o que fala sobre tratar com respeito e independência os colegas e autoridades.

Pelo trâmite normal, o pedido deve ser encaminhado à Corregedoria da Casa. O órgão, porém, não tem titular desde que se decidiu pela criação de uma corregedoria autônoma. Por acordo de líderes, a indicação deve ser do deputado Átila Lins (PSD-AM). Caberá ao corregedor, dar um parecer sobre o caso e submetê-lo à Mesa Diretora, que decidirá pelo encaminhamento do processo ao Conselho de Ética ou arquivamento. No Conselho, o deputado seria investigado e, se considerado culpado, estará sujeito a penas que vão de uma advertência até a cassação do mandato, que teria de ser aprovada pelo plenário.


8 comentários

  1. Pedro Rocha
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 10:27 hs

    O Feliciano foi infeliz nessa declaração inoportuna; extemporânea. Mas isso, pra saciar a fome e a sede das hienas petistas, é um baita prato.
    Quando a tal ministra/terrorista Meneccuci diz que “continua mantendo relaçãoes com homens e mulheres”, não é quebra de ética, muito menos de decoro parlamentar.
    Quando a mesma ministra diz estar montando um curso que ela aprendeu em Cuba, ensinando a mulherada a praticar aborto em casa, também nada acontece porque a cumpanhêra é cumpanhêra, só isso!
    E a cumpanheros e camaradas, tudo é lícito. Tudo podem!!!!!
    O petismo é uma afronta a todos os brasileiros!

  2. Pedro Rocha
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 10:28 hs

    As relações citadas aí, pela tal ministra são sexuais, viu gente!

  3. Escritor
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 10:40 hs

    O cara deu essa declaração em um culto de sua igreja. Chegamos a isso agora? E quando o papa diz que casamento gay é infiltração diabólica para destruir a família? Todo mundo quer tirar sua casquinha de fama, porque ela não processa o papa? A igreja pensa assim, e também acho que o PT os mensaleiros, a antiga comissão pró gay, eram realmente manipulados por forças das trevas; apenas quem esses pobres diabos viviam aqui na terra.

  4. Sergio R.
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 10:47 hs

    Entendi. E satanás ficou ofendido e resolveu entrar com abertura de processo disciplinar? E se dissesse que comissão era dominada por Deus, entrariam com abertura de processo também? Precisa dar trabalho para esses petistas, pois de trabalhador só têm o nome.

  5. quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:21 hs

    Meu DEUS!!!… Em que mundo estamos onde um Pastor não pode se manifestar segundo sua fé sem ser importunado, questionado ou levado a responder processo disciplinar por emitir opiniões de fé, de ordem religiosa?… PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA SIM!!!… Nada além disso!… Não suportam que manifestemos nosso pensamento como Cidadãos, e o Pastor ainda mais como Parlamentar… Esses reacionários, estamos diante de uma “INQUISIÇÃO” onde agora quem é perseguido são mos evangélicos… Bancada evangélica onde estão vocês? Escondidos com medo em seus gabinetes? Será que só o Deputado Bolsonaro teve coregem de se manifestar a favor do Pastor?…

  6. Donortepioneiro
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 12:22 hs

    Deixem o pastor em paz…
    Opinião é opinião..
    Ele expressou a dele…
    O foco é outro
    Enquanto essa discussão perdura, Condenados pela Justiça como o Genoíno e outro lá que não sei o nome foram nomeados pelas mesmas comissões como seus integrantes…
    Isso é bem mais grave do que uma pessoa expressando seu ponto de vista sobre determinados assuntos.

  7. Caça Corruptos
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 13:22 hs

    Fora louco.
    Vai pro manicômio ou pro talibã.

  8. marcio
    quarta-feira, 3 de abril de 2013 – 19:19 hs

    Feliciano como homem publico pode ter falado de maneira a dar margem a interpretacoes como a que vemos (sapateamento louco do PT), mas como Pastor dentro de um culto ele pode falar no ‘evangeliques’ dele e ninguem pode achar nada, pois se trata de liberdade de expressao e culto.
    Se alguem chegar na minha cara e me chamar de IMCOMPETENTE eu posso ficar ofendido e querer quebrar a cara do desgracado, mas um advogado colocar em suas alegacoes que determinado juiz eh IMCOMPETENTE, ele apenas esta dizendo que a comoetencia para julgar o caso eh de outra corte. Isso não eh ofensa pro juiz como seria pra mim.
    Portanto eh sim perseguicao religiosa!
    Deixem o Feliciano mostrar servico sem esse PRECONCEITO doentio que estamos vendo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*