Brasil mantém embaixada funcionando na Coreia do Norte | Fábio Campana

Brasil mantém embaixada funcionando na Coreia do Norte

Das agências de notícias:

O Itamatary disse nesta sexta-feira que pretende manter, por enquanto, a Embaixada brasileira na Coreia do Norte em funcionamento. No local, estão o embaixador Roberto Colin e um funcionário.

O Ministério das Relações Exteriores confirmou ainda ter recebido o aviso do governo norte-coreano de que todas as representações estrangeiras terão o apoio de Pyongyang se quiserem retirar seus funcionários do país.

O prédio da missão diplomática brasileira na Coreia do Norte possui um abrigo subterrâneo e gerador próprio, e segundo o Itamaraty, a retirada dos funcionários brasileiros está sob análise.

Em situação de emergência, a Embaixada brasileira pode passar a desempenhar as atividades em Dandong, na China, que fica a quatro horas (por terra) do território norte-coreano.

A Embaixada do Brasil em Pyongyang informou que os brasileiros que vivem no país são a mulher do embaixador palestino e a sua filha caçula, além do embaixador brasileiro, sua família e um funcionário administrativo.

Na quinta-feira, o ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota ressaltou a preocupação do governo brasileiro com a possibilidade de conflito nuclear na Península Coreana.

“Esperamos que essa retórica se revele nada mais do que retórica e não desencadeie um conflito armado”, disse ele, na audiência pública na Comissão de Relações Exteriores, no Senado.

No último dia 31, a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), da qual faz parte o Brasil, emitiu nota expressando preocupação com a possibilidade de uma guerra nuclear entre as duas Coreias. No texto, os governos defenderam a preservação da paz e da segurança, apelando pelo diálogo como meio adequado para pôr fim às diferenças.

A embaixada foi aberta em 2009. As relações comerciais entre o Brasil e a Coreia do Norte são consideradas modestas pelas autoridades brasileiras. Mas há informações de que existem empresários brasileiros interessados em estabelecer relações econômicas e comerciais com o país. Em 2008, o intercâmbio comercial chegou a US$ 375 milhões.

FICO

A decisão é divulgada depois de Reino Unido e Rússia decidirem ficar em Pyongyang, apesar de a Coreia do Norte alertar nesta sexta-feira que vai retirar a proteção dos 24 países que têm corpo diplomático no país.

O pedido é mais uma demonstração do regime de Kim Jong-un de que se prepara para uma guerra, embora não se saiba quais são as intenções do país com as movimentações militares. As ameaças acontecem a 10 dias da comemoração do aniversário de Kim Il-Sung, fundador do país e avô do atual ditador.

No comunicado, Pyongyang informou que só pode garantir a provisão de apoio logístico para a retirada de diplomatas do país até a próxima quarta (10), cinco dias antes da festa nacional e a data que Seul especula que os norte-coreanos lançarão dois mísseis de longo alcance.

Fontes diplomáticas afirmam que o movimento pretende assegurar o cumprimento da Convenção de Viena, segundo a qual o país que hospeda embaixadas precisa zelar pela integridade delas e dos diplomatas.

Além de Rússia, China, Reino Unido e Brasil, funcionam representações de Cuba, Suécia, Polônia, República Tcheca, Romênia, Índia, Paquistão, Síria, Egito, Vietnã e Palestina, entre outras.


14 comentários

  1. OOKRUG
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 18:12 hs

    Roberto Colin é joinvillense, estudou na UFPR, frequentava a Confeitaria Blumenau e foi morador na CELU – Casa do Estudante Luterano Universitário – em meados da década de 1970.

  2. Max
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 19:00 hs

    VERGONHA o governico do PT apoiando os comunistas da Coreia do Norte, assim como apoiam Cuba e outros ditadores

  3. Zangado
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 20:05 hs

    Me segura que vou dar um troço !!!

  4. Dieter
    sexta-feira, 5 de abril de 2013 – 22:13 hs

    É a piada do ano. Não tem como não se cagar de rir. Não dá nem pra comentar….

  5. Troll
    sábado, 6 de abril de 2013 – 3:57 hs

    Um piá de bósta cercado de soldadinhos de chumbo!
    Parece até que são personagens de Fellini.
    E o Governo PTralha mantendo uma embaixada por lá?
    VERGONHA,!
    Com que moral vão continuar descendo a ripa na revolução de 64? Do DOI/Codi? Nos porões da Ditadura?
    VERGONHA,

  6. LUIZ
    sábado, 6 de abril de 2013 – 8:14 hs

    LA TAMBÉM TEM OS petistas,OS lulas DA VIDA,ESQUERDA DEMONÍACA.

  7. Parreiras Rodrigues
    sábado, 6 de abril de 2013 – 8:30 hs

    O funcionamento de uma embaixada na Coréia do Norte é mais uma demonstração de mania de grandeza do luladilmismo e da sua tendência de prestar afagos a países dominados por tiranos.
    Os negócios com a CN poderiam ser desenvolvidos por um mascate, um cara com uma pasta e uma caneta bic.

  8. Parreiras Rodrigues
    sábado, 6 de abril de 2013 – 8:39 hs

    Essa anunciada guerra da CN contra a CS e os EUA, me fazem lembrar uma guerra que aconteceu entre os estados nordestinos e a Alemanha nos seus melhores momentos bélicos.

    Nossos queridos e aguerridos irmãos cabeças de jogar truco em cima, se postaram atrás dum morro qualquer no Ceará e enfrentavam os papa-chucrutes na base do facão, da peixeira. O general Schimidt, já nervoso com o enfrentamento, deu a ordem para o lançamento de granadas. Quando as primeiras começaram a cair no meio dos cabeças-chatas, os papa-jerimuns, Severino, o comandante do nosso lado, subiu no pico do morro e de megafone em punho, gritou: Ô xente, bichim, di pedra num vale não!

  9. Parreiras Rodrigues
    sábado, 6 de abril de 2013 – 8:41 hs

    Essa anunciada guerra da CN contra a CS e os EUA, me fazem lembrar uma guerra que aconteceu entre os estados nordestinos e a Alemanha nos seus melhores momentos bélicos.

    Nossos queridos e aguerridos irmãos cabeças de jogar truco em cima, se postaram atrás dum morro qualquer no Ceará e enfrentavam os papa-chucrutes na base do facão, da peixeira. O general Schimidt, já nervoso com o enfrentamento, deu a ordem para o lançamento de granadas. Quando as primeiras começaram a cair no meio dos papa-jerimuns, Severino, o comandante do nosso lado, subiu no pico do morro e de megafone em punho, gritou: Ô xente, bichim, di pedra num vale não!

  10. sergio silvestre
    sábado, 6 de abril de 2013 – 12:20 hs

    Mas aqueles que estão na foto são bonequinhos feitos de massinha de modelar.Parece que uns se escoram nos outros.

  11. Tonhão da Anta
    sábado, 6 de abril de 2013 – 14:25 hs

    Esses camaradas companheiros da Presidenta são panacas querendo enfrentar os Estados unidos, vão virar cinzas!

  12. Dirceu
    sábado, 6 de abril de 2013 – 15:43 hs

    Nossa… Excelente oportunidade para ampliarmos o contingente brasileira na embaixada norte-coreana… Enviemos pois em caráter de urgência… Delúbio, Zé Dirceu, Genoíno, Luiz Inácio na chefia, enfim… toda aquela comitiva que foi a posse do papa, incluindo Dilma…

    E torçamos para que uma bela ogiva caia sobre a sede da embaixada, assim testaremos a qualidade do abrigo subterrãneo da embaixada….

  13. Vigilante do Portão
    sábado, 6 de abril de 2013 – 20:53 hs

    É raro,

    Vou concordar com o governo Dilma:

    É de nossa TRADIÇÃO DIPLOMÁTICA não abandonar as Embaixadas.

  14. terça-feira, 9 de abril de 2013 – 15:22 hs

    Etou com Brasil.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*