Barbosa faz chacota dos novos TRFs e diz que deveriam ficar em resorts | Fábio Campana

Barbosa faz chacota dos novos TRFs e diz que deveriam ficar em resorts

De Mariângela Gallucci, Agência Estado:

Em clima de grande tensão, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, recebeu nesta segunda-feira dirigentes de associações representativas de juízes e afirmou que a aprovação da emenda constitucional que cria quatro tribunais regionais federais (TRFs) no País, apoiada por entidades da classe, ocorreu de forma sorrateira, “ao pé do ouvido” e “no cochicho”. Barbosa disse que as sedes desses tribunais devem ser instaladas em resorts, o mais próximo possível da praia.

Em choque com as entidades de classe desde que afirmou que há um conluio entre magistrados e advogados e que os juízes brasileiros têm mentalidade pró impunidade, Barbosa pediu ao vice-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Ivanir César Ireno, que baixasse o tom de voz. “Sorrateira não”, havia dito Ireno segundos antes, numa reação aos comentários de Barbosa. “O senhor abaixe a voz que o senhor está na presidência do Supremo Tribunal Federal”, afirmou Barbosa. “Só me dirija a palavra quando eu lhe pedir.”

No encontro, o presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deixou transparente a sua oposição à emenda que cria os quatro TRFs. Segundo ele, a novidade custará ao País R$ 8 bilhões. Apesar disso, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) não teria sido ouvido sobre a novidade. Ireno disse que a Ajufe acompanhou o processo por anos. “Não confunda a legitimidade que o senhor tem enquanto representante sindical com a legitimidade dos órgãos do Estado. Eu estou dizendo é que órgãos importantes do Estado não se pronunciaram sobre o projeto que vai custar à nação, por baixo, R$ 8 bilhões”, disse Barbosa.

Para o presidente do STF, a criação dos tribunais será boa para a advocacia e para os juízes porque milhares de empregos serão criados. “Dá emprego. Dá quinto. Mas isso não é o interesse da nação”, afirmou Barbosa. “Esses tribunais vão ser criados em resorts, em alguma grande praia”, acrescentou. Um dos juízes presentes ao encontro observou que em Minas Gerais não existe praia. Barbosa respondeu: “Serão criados o mais próximo da praia possível.” Os novos TRFs serão instalados em Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA) e Manaus (AM).

Num outro momento tenso da audiência, Barbosa disse que, se quiserem colaborar, os dirigentes de entidades representativas de juízes devem encaminhar as sugestões a sua assessoria e não ir antes à imprensa. No encontro, eles entregaram um documento no qual defendem algumas posições, como a necessidade de mais rapidez na solução de crimes cometidos contra autoridades. O presidente do Supremo também reagiu quando os magistrados disseram que era necessário fortalecer o Estado de direito e a instituição democrática e prestigiar o STF. “O STF se prestigia por si próprio.”


15 comentários

  1. cesar - umuarama
    segunda-feira, 8 de abril de 2013 – 22:02 hs

    AGORA IMAGINEM O JOAQUIM NA PRESIDÊNCIA DO BRASIL.
    BYE, BYE DEMOCRACIA.

  2. Paulo
    segunda-feira, 8 de abril de 2013 – 22:41 hs

    Esse Joaquim Barbosa não passa de um babaca arrogante, vai ter voo curto.

  3. sergio silvestre
    segunda-feira, 8 de abril de 2013 – 22:46 hs

    Ai dou razão ao Joaquim Barbosa,o maior predio de porecatu é o forum.
    Esses caras só fazem palacios talvez para gastar toda verba que dispoem.Essa farra tem que acabar.

  4. Jack
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 0:27 hs

    Tá se achando o cara. Dando uma de Dilma, cheio de arrogância, prepotência…

  5. Sandro
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 1:44 hs

    É o déspota esclarecido do Judiciário brasileiro!
    Na reunião com seus colegas demonstrou total descontrole psicológico, intolerância a opiniões contrárias e total falta de urbanidade e civilidade!

  6. VISIONÁRIO
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 5:02 hs

    O digníssimo Ministro Joaquim Barbosa passou a ser referencia
    de dignidade e coragem para os bons brasileiros. O que fala sempre
    tem um fundo de verdade…

  7. GARGAMEL
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 7:54 hs

    Só tá gritando porque não deram a parte dele!

  8. Guimaraes
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 8:21 hs

    Respeito muito, mas a luta foi muito grande para criar um Tribunal desta importância aqui no Paraná e com certeza trará muitos benefícios, além de baixar os custos de uma ação de caráter federal.Não consigo achar o motivo por estar contrariado.

  9. Rodrigo
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 8:28 hs

    Esse Joaquim Barbosa é um reizinho. Há mais de 10 anos tramita a emenda que cria os novos trf’s. E aí vem esse reizinho autoritário dizer que o direito do acesso a justiça é desnecessário?? Ele como presidente do stf deveria levantar a bunda dos processos engavetados que tem por lá. Provavelmente, alguns advogados amigos que deixarão de ganhar uns trocados como correspondentes devem ter se queixado à sua majestade. Que cara nojento esse Barbosa!

  10. Duro de Roer
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 10:14 hs

    Bom, muito bom este Dr. Barbosa. Se um dia se candidatar a presidência, terá meu voto e meu trabalho voluntário.

  11. jobalo
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 10:23 hs

    Já começo a me arrepender de ter aplaudido este sr, parece que a maxima esta batendo , quer conhecer alguem de verdade da-lhe poder.Totalmente destemperado e mostrando soberba e arrogancia.

  12. Oliveira
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 10:25 hs

    Povo paranaense não se iluda com a criação do TRF no Paraná. Essa demanda só atende interesse de um grupo seleto de advogados, juízes e políticos lobistas.

    ACORDA BRASIL, chega de cabide de empregos. Quem paga a conta somos nós!!!!

  13. HENRY
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 11:31 hs

    IH!!! COMEÇOU A FALAR MERD…

  14. diego
    terça-feira, 9 de abril de 2013 – 20:11 hs

    para conhecer um homem, de o poder passageiro para dizer quem ele é…um ditador ou um humilde

  15. Natale Vanz
    quarta-feira, 10 de abril de 2013 – 10:39 hs

    A PEC 544(TRF´s) foi aprovada por votação maciça — 371 votos a favor, 54 contra e apenas 5 abstenções.
    Teve origem em proposta do senador Arlindo Porto (PT/MG), em 2001, a 12 anos tramitando no Congresso Nacional.
    O Poder Judiciário não foi ouvido(sic) nestes 12 anos, será? Ou é puro “tro-lo-ló″ como diz o “ex-mais” preparado presidencial, lá da sua caverna do ostracismo na Móoca…
    A reivindicação tem pelo menos 20 anos no Paraná.
    Quantas e quais são as “grandes praias e resort´s” que existem em Belo Horizonte, Manaus e em Curitiba?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*