Seis biarticulados são destruídos em incêndio misterioso em Pinhais | Fábio Campana

Seis biarticulados são destruídos em incêndio misterioso em Pinhais

As hipóteses do incêndio são possível represália contra aumento da tarifa dos ônibus coletivos ou ação do crime organizado. (Juliano Cunha/Banda B).

De Elizangela Jubanski e Juliano Cunha, Banda B:

Seis ônibus biarticulados foram destruídos em um incêndio durante a noite desta quinta-feira (14) em um terreno de uma empresa de transporte coletivo na cidade de Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Foram necessários quatro carros do Corpo de Bombeiros para combater as chamas. Ninguém ficou ferido.

Os ônibus estavam estacionados no terreno, que fica na esquina das Avenidas 24 de Maio com a Ayrton Senna da Silva, no bairro Weissópolis. O incêndio começou por volta das 22h30. “O trabalho da equipe dos bombeiros foi bem rápido e agiu de maneira eficiente para conter as chamas. Possivelmente haverá uma investigação para saber o que originou as chamas, então neste momento fica difícil apontar o que realmente ocorreu neste local. Na parte do motor há presença de gás e outras substâncias, e isso pode ter auxiliado nas explosões que aconteceram durante o incêndio”, contou o capitão Daniel do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o capitão, seis ônibus ficaram destruídos e os bombeiros conseguiram salvar um coletivo antes que as chamas o atingissem. Os ônibus pertenciam a empresa Expresso Azul Transporte Coletivo, e de acordo com um funcionário da empresa, eles já não circulavam mais. “Eram ônibus que estavam desativados praticamente porque uns estavam em manutenção, outros para vender. Há dois anos eles estavam parados mais ou menos”, contou o funcionário identificado apenas como Guilherme.

Há hipótese do incêndio tem sido cometido em forma de represália por causa do aumento da tarifa dos ônibus coletivos. Porém, também há informações sobre membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) teram cometido o incêndio. A polícia não confirmou nenhuma destas informações. O caso passa a ser investigado pela Delegacia de Pinhais.


6 comentários

  1. Deutsch
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 11:13 hs

    Será que a bandalheira vai começar aqui tambem? Melhor mesmo é prevenir. Policia, começe matando os chefes do crime organizado.

  2. sexta-feira, 15 de março de 2013 – 11:14 hs

    INFELIZMENTE ESTE TIPO DE DESTRUIÇÃO ESTA CHEGANDO EM CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA, ESTA PARTINDO DE DENTRO DO SIST. PENITENCIÁRIO. LEIAM ENTREVISTA DE AG. PENITENCIÁRIO NO JORNAL TRIBUNA DO PARANA

  3. Constanza Del Piero
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 11:23 hs

    Independente de serem ônibus em trânsito, ou parados para manutenção e/ou venda, o fato apenas reflete uma verdade: Estamos entregues em mãos de bandidos, que fazem o que querem, e ficam impunes. É ver SP e SC.
    O problema é que os atuais políticos brasileiros, seguramente a pior raça do mundo, gastam toda a fortuna que arrecadam diariamente com a Folha de Pagamento; com os Cargos em Comissão, e lógico, com as molezinhas pessoais, como cartão corporativo e outros absurdos só vistos aqui.
    Daí, é claro! Não sobra nada pra Segurança; pra Saúde; pra Educação, e pro resto da gestão da coisa pública.
    Há que se fazer alguma coisa urgente, em nível nacional.

  4. De olho nas notícias
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 13:45 hs

    Muito estranho, considerando que biarticulado, com vida útil vencida, não tem muita serventia por ser um modelo muito específico para a cidade e sua depreciação já foi integralmente paga na planilha de custos….. só suposição gente!

  5. Law
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 18:48 hs

    Se não estavam sendo usados, então não poderão incluir a despesa na planilha de custos para cobrar dos usuários!

  6. sergio silvestre
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 20:06 hs

    Tenho uma sugestão para acabar com vandalos.
    No caso dos onibus,quando a policia pegar o desgraçado,coloquem no dentro de outro e toque fogo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*