Se desintegrar o sistema, Curitiba perderá receitas | Fábio Campana

Se desintegrar o sistema, Curitiba perderá receitas

O secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, tem estudo que demonstra claramente, que se a integração do sistema de transporte coletivo que abrange Curitiba e os municípios da Região Metropolitana, for rompida, Curitiba teria graves prejuízos.

Além do fracasso político “é preciso lembrar que Curitiba tem enorme dependência de trabalhadores da Região Metropolitana, no comércio, nos serviços, na construção civil, em todas as atividades”, lembrou.

Ratinho Junior deixa claro que o Estado não cogita a desintegração, iniciativa da URBS, da Prefeitura.


5 comentários

  1. Carlos
    terça-feira, 5 de março de 2013 – 18:04 hs

    O transporte coletivo, bem como outras atividades e acões, como a saúde,o tratamento e destino de resíduos sólidos, o meio ambiente, a seguranca pública, etc. devem ser tratados do ponto de vista de região metropolitana. Inconcebível, na atualidade, pensar de forma diferente.

  2. João Santana
    terça-feira, 5 de março de 2013 – 22:12 hs

    Eu sou conselheiro Municipal do Transporte coletivo e ate agora a nova gestão não nos chamou para conversar, acham que resolvem tudo sem ouvir quem representa os usuários do transporte coletivo, eu represento a AUTRACO no conselho e sempre fizemos o maior empenho para manter o subsidio com o Estado e sempre deu certo agora ficou assim!

  3. Marisa
    quarta-feira, 6 de março de 2013 – 0:12 hs

    S ó quem nnao conhece Ratinho Junior pode declarar que nunca trabalhou duro. O cara levanta às cinco da manhã e trabalha até às dez da noite. Isso todo dia!

  4. Rogério Lobo Miró
    quarta-feira, 6 de março de 2013 – 9:36 hs

    “TRABALHADOR”, SE CAMULFLAR NUM APELIDO PARA FAZER CRITICAS A QUEM QUER QUE SEJA, É NO MINIMO, DESELEGANTE DA SUA PARTE. “ESSE MOÇO”, CHAMA-SE CARLOS ROBERTO MASSA JUNIOR .NUNCA TRABALHOU?????MAIS UM ENGANO SEU DESDE DE CRIANÇA, ACORDAVA CEDO E IA COM O PAI AO RÁDIO, QUE FAZ ATÉ HJ EM DIA, DIARIAMENTE, ACORDANDO 5 HRS DA MANHÃ, FOI PARLAMENTAR POR 2 GESTÕES COMO DEPUTADO FEDERAL, E TEVE EXELENTE PARTICIPAÇÃO NO CONGRESSO NACIONAL. ADMINISTRA AS EMPRESAS DO SEU PAI HÁ ANOS.
    DEMAGOGO BARATO ?????/ ENGANO SEU, NEM DEMAGOGO, NEM BARATO????? ASSIM, CABE AFIRMAR QUE VC INFELIZMENTE NÃO O CONHECE, NEM A SUA HISTÓRIA DE VIDA. CASO TENHA INTERESSE, TENTAREI COM QUE VC O ENCONTRE E TIRE SUAS DÚVIDAS, COM ESSE” MOÇO”. OBTEVE QUASE 400 MIL VOTOS, EM CURITIBA, E HJ COMO SECRETÁRIO DE ESTADO, CONTRIBUI E MUITO, PARA UM NOVO PARANÁ. COM TODO RESPEITO. QUAL SEU TRABALHO E PROFISSÃO ???? ESPERO NÃO ESTAR PERDENDO MEU TEMPO COM ALGUÉM SEM OCUPAÇÃO, QUE SÓ PENSA EM DENIGIR IMAGENS , MAS, COOPERAR COM UMA SOCIEDADE MAIS HUMANA.

  5. Emerson
    quarta-feira, 6 de março de 2013 – 10:45 hs

    Ainda vão bater muito a cabeça com este estilo de gestão. Política se faz no debate, na conversa. Não na exigência ou ameaça, como tentaram fazer com o Richa nesta questão do transporte. E mais, na campanha disseram que a aliança com o PT significaria mais recursos federais. Então que demonstrem…

    Ah, outra coisa. Bateram forte na questão da saúde, mas esqueceram de lembrar que o sistema de saúde municipal recebe verbas federais programadas a partir do número de habitantes, via censo. Só que o sistema de Curitiba está sobrecarregado por ser de ótima qualidade, e os habitantes de municípios da região metropolitana (e muitos até de outros estados) vêm aqui se consultar e buscar tratamento.

    O que farão, agora? Proibirão o atendimento a quem não for de Curitiba? Vão conseguir mais verbas federais? E se conseguirem, isto não demonstrará incongruência do Governo Federal, ao não conceder à gestão Ducci mas conceder à gestão Fruet?

    É a chamada sinuca de bico…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*