Salários de vereadores aumentam em 19 capitais do país; veja lista | Fábio Campana

Salários de vereadores aumentam em 19 capitais do país; veja lista

Reajuste de 96,6% a vereadores de Rio Branco (AC) é o maior registrado. Valor mais alto é de R$ 17 mil, no RN; o menor, R$ 7 mil, no ES e em RO. Veja aqui a lista.

Do G1, em São Paulo:

Os salários dos vereadores de 19 das 26 capitais do país aumentaram em 2013, segundo levantamento feito por jornalistas do G1 pelo Brasil*. O maior reajuste foi de 96,6% em Rio Branco (AC), onde o subsídio pago ao Legislativo passou de R$ 6.129 para R$ 12.050,56.

Também foram reajustados os ganhos dos vereadores de Boa Vista (67,5%), Maceió (67%), Belém (62,5%), Campo Grande (61,9%), Manaus (61,8%), São Paulo (61,8%), Recife (61,8%), João Pessoa (61,6%), Cuiabá (61,4%), São Luís (52,9%), Florianópolis (52,3%), Aracaju (44,6%), Salvador (44,5%), Teresina (43%), Belo Horizonte (34,1%), Fortaleza (27,9%), Curitiba (22,7%) e Natal (13,1%).

Procurado pelo G1, Juraci Nogueira (PP), presidente da Câmara Municipal de Rio Branco na época da votação do reajuste e atualmente vereador reeleito, diz que “só houve uma atualização do valor porque a Casa ficou 12 anos sem aumento”. “A lei também diz que, em uma cidade de mais de 300 mil habitantes, o vereador deve ganhar 60% do que ganha um deputado estadual”, afirma.

O atual presidente da Câmara, Roger Correa (PSB), diz que o valor é constitucional. “Tivemos o cuidado de contrabalancear com alguns cortes”, diz Correa, sobre a redução de 30% da verba indenizatória e de 70% da verba de gabinete.

Entre todas as capitais, a maior remuneração para vereadores é paga em Natal (RN), onde o valor passou de R$ 15.019, no ano passado, para R$ 17 mil em 2013. Os menores salários são dos vereadores de Vitória (ES) e Porto Velho (RO), que recebem R$ 7.430,40 e não tiveram reajuste no último ano.

Benefícios
Além do salário fixo, os vereadores contam com alguns benefícios, como os auxílios moradia, paletó, combustível, passagens aéreas e telefone. Nesses casos, o vereador apresenta nota justificando despesas para ser reembolsado. A maioria conta ainda com verba de gabinete, para contratação de assessores.

Em Manaus (AM), por exemplo, o vereador recebe, além do salário de R$ 15.031,76, outros R$ 14 mil para combustível, alimentação, consultorias e trabalhos técnicos, serviço postal, telefonia e divulgação da atividade parlamentar. Ainda há verba de gabinete no valor de R$ 60 mil por mês para a contratação de funcionários, entre 20 e 40 servidores para cada vereador.

Em Aracaju (SE), o subsídio pago aos vereadores do município é de R$ 15.031,76, acrescido de verba indenizatória de R$ 12 mil e verba de assessoria de R$ 12 mil.

Os subsídios dos vereadores são os únicos não fixados em lei e estão atrelados aos ganhos dos deputados estaduais. Os valores são determinados pelas câmaras com base na população do município e na Constituição.

Em cidades de mais de 500 mil habitantes, por exemplo, os vencimentos correspondem a 75% do subsídio dos deputados estaduais, que, por sua vez, não podem receber além de 75% do valor fixado aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), atualmente em R$ 26.723,13.

Segundo a Constituição Federal, a Câmara Municipal não pode gastar mais de 70% de sua receita com folha de pagamento, incluindo subsídios dos vereadores, sob o risco de cometer crime de responsabilidade.

Veja aqui a lista dos salários nas capitais.


6 comentários

  1. JR
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 11:37 hs

    Esse é grande problema do Brasil “Politicos” – Parasitas da sociedade – Votar pra que ????

  2. Rafael
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 11:43 hs

    E nas regiões metropolitanas o maior aumento foi em Almirante Tamandaré, aumentaram os próprios salários em 100%. Um Município carente, com dificuldades de arrecadação e fazem isso na maior cara de pau, sem contar o aumento no número de vereadores, de onze para 17. Pode ser legal, mas é vergonhoso.

  3. tadeu rocha
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 12:50 hs

    ALGUEM FAS ALGUMA COISA……. NAO…. É ISSO QUE ELES COLOCAM ESSA VERGONHA DE SALÁRIO, O POVO NAO ESTA NEM AI,,,,,, SE VOCE PERGUNTAR O POVO VAI FALAR SÓ ISSO QUE ELES GANHAM. É REDICULO. ESTAMOS AONDE NO,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

  4. Helena
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 15:25 hs

    Fábio, Fábio, estamos perdidinhos! O salário mínimo sobe uma mixaria, e o reajuste dos aposentados pelo INSS que se aposentaram com mais de um sálário mínimo a cada diminui mais, uma grande parte dos aposentados já estão no mínimo, enquanto desse pessoal sobe em valores percentuais de forma assustadora…
    É lamentável na minha indignação e ter que falar que tenho saudades da ditadura militar, para acabar com essa turma folgada que legisla em causa própria.
    Havia segurança, honestidade, ética, respeito às hierarquias de toda as espécies, em especial aos idosos e professores, hoje
    está uma balbúrdia nacional.

  5. Anônimo
    quinta-feira, 25 de julho de 2013 – 15:51 hs

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Naldo
    segunda-feira, 2 de março de 2015 – 1:22 hs

    Concordo em grau número é gênero, é inadmissível esses ditos servidores públicos não cumpram com os seus deveres, Que não respeita o seu contribuinte e ainda riem da nossa cara nos tratando como alienados, agindo ao seu bel prazer sem serem importunados porque infelizmente neste país não existe leis para essas pessoas creio eu que só quando o povo brasileiro se unir em prol de uma causa comum aí sim poderemos ter uma oportunidade de mudar!!!’

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*