Retífica necessária | Fábio Campana

Retífica necessária

Ontem, ao republicar informação, erros crassos em uma notícia. O novo Diretor do Patrimônio da Fundação Cultural de Curitiba nâo é Marcos Tietz. O homem se chama Mauro. Mauro Tietz. E a fotografia não era a dele.

Para evitar equívocos, cancelamos o post.

De resto, tudo certo. Ele foi diretor de Literatura no governo de Luciano Ducci e agora é nomeado diretor do Patrimônio no governo Fruet.

A tigrada de Luciano Ducci comemorou a sua nomeação com bumbos, trombones e foguetório.


3 comentários

  1. laura
    sexta-feira, 8 de março de 2013 – 11:04 hs

    bobagem. mauro nunca foi diretor, foi coordenador de literatura. não foi nomeado por ninguém, é funcionário de carreira.
    no governo fruet tem gente do ducci bem mais importante que permaneceu como diretor e superintendente em secretarias mais importante. a saber, superintendente na prefeitura é mais que diretor, é como se fosse subsecretário

  2. Lilia
    sexta-feira, 8 de março de 2013 – 22:21 hs

    Meu Deus…
    O que será que nos aguarda?!

  3. Anônimo
    sexta-feira, 8 de março de 2013 – 22:24 hs

    Tem Razão quanto ao erro “crasso” ainda mais em se tratando de Mauro Tietz na Diretoria de Patrimônio.
    Quando se trata de acervos ele é singular!!!rsrsrsrs

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*