Por que Cássio Taniguchi não fala no plenário da Assembleia? | Fábio Campana

Por que Cássio Taniguchi não fala no plenário da Assembleia?

O secretário do Planejamento, Cássio Taniguchi, não quer responder em plenário às perguntas que os deputados querem lhe fazer sobre o polêmico projeto “Tudo Aqui”, que privatiza e concentra quase duzentos serviços públicos federais, estaduais e municipais em um único lugar. A um valor de R$ 3 bilhões. Disse que só vai ao gabinete do deputado Ademar Traiano, que é feroz defensor do “Tudo Aqui” na Assembleia.

Segundo juristas nativos, o experiente Taniguchi sabe a diferença formal e jurídica de falar em plenário, oficialmente, e falar informalmente no gabinete de Traiano. Assim foi aconselhado pelo principal entusiasta do “Tudo Aqui” no Palácio Iguaçu, o secretário-chefe de gabinete Deonilson Rodo.

Em tempo: A empresa Shopping do Cidadão, que projetou o “Tudo Aqui”, é a mesma empresa que fez o mesmo trabalho no Ceará, Goiás, Espírito Santo e Minas Gerais. Um de seus dirigentes é Georges Sadala – cuja foto apareceu há um ano nos jornais participando da “dança do guardanapo” num restaurante chique de Paris na companhia do governador do Rio, Sérgio Cabral, e do empreiteiro Fernando Cavendish, o dono da Delta, construtora que ficou conhecida pelas ligações com o contraventor Carlinhos Cachoeira. As ligações de Sadala vão além: é afilhado de casamento do senador mineiro Aécio Neves. O que também não quer dizer nada.


26 comentários

  1. Cavalheiro
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 10:42 hs

    O medo tomou conta da vida de Taniguchi, o plenário da Assembléia quer fazer perguntas e não prender o mesmo, mas quem deve se esconde no ninho…Esses deputados demoraram muito para Taniguchi participar de um bate bola de chumbo, e cadê o restante dos deputados para apoiar a votação para que Taniguchi apareça na Assembléia, tem rabo preso com alguma coisa ???

  2. Euclides Resckiner
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 10:50 hs

    Uma lástima que o Beto Richa deixou mais longe pessoas dignas e leais e deu força e poder para “homens públicos” (aspas em dobro) como Tanigushi, Roldo, Hauly, Traiano.

  3. totó
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 10:54 hs

    Miau………………

  4. NARIZ DE FOLHA
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 11:01 hs

    MAIS INFORMAÇÕES DO SADALA.

    Carla Rocha (Email)
    Chico Otavio (Email)
    George Sadala tem contrato com estado e viajou com Cabral

    Empresário tem pelo menos nove empresas, a maioria com atuação no mercado financeiro

    Maiá Menezes (Email)
    Publicado: 2/05/12 – 22h27
    Atualizado: 2/05/12 – 23h19

    RIO – Mais um empresário com negócios com o governo do estado aparece ao lado do governador Sérgio Cabral em fotos feitas durante viagem a Paris, em 2009: Georges Sadala, dono da GelPar, que faz parte do consórcio AgilizaRio, responsável pelo programa Rio Poupa Tempo, que oferece mais de 400 serviços ao cidadão fluminense. Apontado como novo milionário desde o início dos anos 2000, Sadala tem 25% de participação no consórcio, que recebeu em quatro anos R$ 56,8 milhões do estado.

  5. LUIZ NILDE CAMPANA
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 11:10 hs

    SERÁ MAIS UMA FALCATRUA DESSA TURMA? CÁSSIO TANEGUCHI, SEJA HONRADO PELA SUA DESCENDÊNCIA…

  6. fiscal de realeza
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 11:23 hs

    PORQUE CASSIO JA FOI CONDENADO POR DESVIUS NA PREFEITURA E SE BENEFICIOU COM A PRESCRIÇAO DO CRIME
    FOI PARA BRASILIA E PARTICIPOU DO MAIOR MENSALAO DO PAIS CONHECIDO COMO MENSALAO DO DEM E SE ESCAPOU E SAIU DE FININHO
    E AGORA CRIOU A PRIVATIZAÇAO DO TUDO AQUI PARANA
    MAS DESSA VEIS SE A JUSTIÇA NAO PEGAR SEUS PARCEROS PAGARAO COM SEUS PODERES DESTROÇADOS E MEREÇEM

  7. verdade
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 11:50 hs

    Será que eh porque não tem o que dizer?

  8. carlos.
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 11:57 hs

    Enquanto isso o roubo de cargas e caminhões vai muito bem em Curitiba Pr.Está dificil de trabalhar principalmente que tem um caminhão financiado e é roubado.

  9. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 12:03 hs

    Mais uma BURRICE do Beto Richa.

    Para ajudar o Transporte Coletivo de Curitiba e RM, falta grana.

    Para um projeto “SUSPEITO” e mirabolante, SOBRA dinheiro.

    Quanto custa o subsídio ao Tranporte Coletivo?
    R$6milhões p/mês.

    Quanto vai custar o projeto do “Tudo aqui”?
    R$10milhões p/mês.

  10. Silvajr
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 12:08 hs

    O que um político condenado iria fazer na A assembléia?

  11. Valter Antonio Pereira
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 13:26 hs

    Obrigado Jornalista Fabio Campana!
    Com publicação do trecho da matéria jornalistica sobre Cássio Taniguchi e o projeto “tudo Aqui”. Veja o risco que estamos correndo o governo terceriza informações importante sobre o cidadão pra uma empresa que é suspeita de ter ter ligação com mafia do cachoeira. Todos os nossos dados podem ser usado indevidamente pra cometer diversos crimes.
    Espero que toda sociedade reaja contra esse “tudo Aqui” e que o governador tenha juizo e recue de aprovar esse escarnio. Lembre-se e fiquem atentos. O IPARDES ja foi usado em governos anteriores pra passar dados que foram usados indevidamente.

  12. Adamasceno
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 13:54 hs

    Japonês malando e pilantra. O governo do Richa iniciou com data para terminar com este ladrão no governo. Bem na verdade todo o overno é, que o dia Dinorah, Pepê, Michele, Hauly, Juraci, Ghignone e Cia Ltda. FIQUEM LONGE NE NÓS PEÇONHENTOS.

  13. Pedro Rocha
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 14:47 hs

    Esse japonês aí, me deve uma baita pedra; quando implantou as arapucas eletrônicas camufladas em árvores, postes e outros esconderijos, sem qualquer tipo de aviso aos incautos motoristas, especialmente para quem ficava fora de Curitiba a maior parte do tempo, portanto não sabia direito o que acontecia por aqui.
    Só na Avenida das Torres, deixei um carro, e metade de outro, corroídos por multas! A terra há de ser-lhe leve!

  14. Analista Um
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 14:55 hs

    O aluno mostra que aprendeu com o mestre. Lerner tem o pedagio e o Beto quer “tudo aqui”. Pobre povo .Mais uma espoliação de longa duração.

  15. Escritor
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 15:15 hs

    A Presença do Taniguchi envergonha o governo beto Richa. Ele deveria se tocar.

  16. tonto
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 15:34 hs

    Por que?… Benevolências e negociatas secretas calarão TODOS o dignissímos deputados. Esperar para ver.

  17. sergio silvestre
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 17:47 hs

    Esse golpe foi dado nos mineiros,implantados pelo” hic’ AÉCIO,
    Na verdade é uma especie de pedagio,que vai ser doado a uma empresa,em que esta vai estar a par dos dados de todos os paranaenses.
    Japones esperto esse,já não chega os desserviços prestados ao Parana,agora vem com mais esse golpe,que repito,já foi dado pelo em todos governos do PSDB.
    Isso é tão nojento que as vezes me pergunto como elegeram esses assaltantes por dois mandatos.
    Tá na cara que isso é mais uma forma de arrecadar dinheiro do cidadão,enriquecendo politicos e vivaldinos.
    É só dar uma espiadela nas fichas dos escrooquers que já se tem uma ideia do que está por vir.

  18. Berlarmino
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 20:41 hs

    E por que será que os órgãos judiciais competentes e o sempre diligente TC fingem que não sabem de nada? Cadê o querido MP? Vão se calar e ser coniventes com mais esse absurdo? Projeto que impede um secretário de se explicar publicamente, não é sério. E outra coisa, vão avaliar a licitação para escolha da empresa que formatou o projeto. Se não foi dirigida corto um dedo.

  19. Anônimo
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 22:37 hs

    ESTE É O PARANÁ QUE QUEREMOS, COM EXCELENTE GESTÃO E TUDO EXPLICADINHO….

  20. Deutsch
    sexta-feira, 29 de março de 2013 – 23:44 hs

    Por que esse medo todo? Talvez seja melhor pedir prisão preventiva do cássio.

  21. Antonio Ueno
    sábado, 30 de março de 2013 – 9:47 hs

    Que vergonha para a colonia,o Ca$$io,continua o me$mo!

  22. Gardel
    sábado, 30 de março de 2013 – 12:36 hs

    Beto Richa parece não saber escolher seus auxiliares, esse salafrario Malandruchi, fez tantas promessas na sua ultima campanha para prefeito de Curitiba e não cumpriu.

  23. lika
    sábado, 30 de março de 2013 – 14:32 hs

    acho que deviamos convocar a população e mostrar a esse bando que não vamos aceitar mas essa falcatrua contra nós, assim como fizeram com o pedágio e o beto tava junto. eles que façam contrato no periodo de governo deles que termina em 2014. querem caixa pra eleição será que com a copel, sanepar e porto mais o pedágio não chega, sem contar o contrato do Ibope e outras

  24. Luciano
    sábado, 30 de março de 2013 – 21:19 hs

    Deveria existir uma lei que limita-se contratos com o governo no prazo que ele estivesse no poder apenas, não é correto se fazer um contrato de 20 anos com uma empresa.

  25. Silverio
    terça-feira, 2 de abril de 2013 – 19:19 hs

    Salve!
    Como pode uma pessoa condenada por improbidade administrativa ser secretário do planejamento?

  26. Suely de Cassia Blasi de Souza
    quinta-feira, 4 de abril de 2013 – 10:17 hs

    Acho que antes de se gastar 3 bi para construir o tal “Tudo Aqui” através de empresa paulista, há que se verificar se tais serviços não estão sendo prestados pelas Ruas da Cidadania etc.etc. Por que mexer no que está funcioinando?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*