Pai de Gleisi permanece internado no Hospital do Trabalhador | Fábio Campana

Pai de Gleisi permanece internado no Hospital do Trabalhador

Júlio Hoffmann sofreu acidente ontem em Mafra e foi transferido de helicóptero para Curitiba.

Da Gazeta do Povo:

O pai da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, sofreu um acidente na propriedade rural dele, em Mafra, no interior de Santa Catarina, no último sábado (2). Júlio Hoffmann desceu de um trator para abrir uma porteira e acabou sendo atropelado pela máquina, de acordo com assessoria de imprensa do Partido dos Trabalhadores (PT).

Mesmo ferido, ele conseguiu chegar a uma propriedade vizinha e pedir socorro. O pai da ministra foi atendido em Mafra e, depois, foi transferido para o Hospital do Trabalhador de Curitiba, que é referência do tratamento de traumas.

De acordo com o PT, ele teve lesões no tórax e no abdome.

A ministra viajou de Brasília para Mafra no sábado (2), e acompanhou a transferência do pai para Curitiba. De acordo com o PT, Gleisi retornou para a capital federal na noite de domingo (3).

Estado de saúde
A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou na manhã desta segunda-feira (4) que o estado de saúde de Júlio Hoffmann é estável. Ele está internado, em observação, na UTI do Hospital do Trabalhador. Ele não está entubado e não teve de ser submetido à cirurgia.


8 comentários

  1. salete cesconeto de arruda
    segunda-feira, 4 de março de 2013 – 13:11 hs

    Esta semana eu falava com meu marido sobre o ELEVADO NÚMERO DE ACIDENTES com tratores na agricultura.
    Acho que tem algo a ser APERFEIÇOADO nessas máquinas. Só na minha família que não é muito grande – 3 jovens e um adulto sofreram acidentes. As máquinas tombam facilmente. A ré se confunde com arranque e tem o problema dos freios que dizem não são adequadamente SEGUROS. Sugiro que se fale sobre o assunto com quem produz essas MARAVILHOSAS e TERRÍVEIS MÁQUINAS que nos dão alimento e ACIDENTES até com MORTES!

  2. JULIO CESAR DE SISTI
    segunda-feira, 4 de março de 2013 – 14:17 hs

    Que bom que está bem o pai da Gleisi, meu chará. Espero que tenha melhora rápida!!! Agora tenho que perguntar. Se fosse um simples mortal como eu e outros tantos, o governo do Estado iria disponilibizar um helicópetero como foi feito para a ministra? Esse Graer só ouvi falar agora!!! Perguntar não ofende, mas o que tem de gente morrendo por falta de ambulância para levar de casa ao hospital é brincadeira!!!

  3. Odorico
    segunda-feira, 4 de março de 2013 – 17:35 hs

    Melhoras a Sr., mais o pai da ministra não tem plano de saúde particular?Que isso Barbie…

  4. Pedreiro
    segunda-feira, 4 de março de 2013 – 17:35 hs

    Poxa “seo” Fabio!
    Conta pra todo mundo que o HT recebe todo dia helicóptero com gente acidentada! Quem mora perto sabe! É hospital de emergência especializado em trauma! Tem ainda maternidade! No nosso sistema de saúde o difícil é ser atendido mas quando está sendo atendido como no caso, o paciente esta muito bem atendido e se necessário com helicóptero sim! Fosse outros do governo federal mandariam para S. Paulo!

  5. Gabriela
    segunda-feira, 4 de março de 2013 – 18:59 hs

    Oxalá, o tiozinho fique bom e goze de muita saúde por longos anos, mas, que filhadaputagem foi essa?e os pais dos meros mortais que morrem nas portas dos hospitais deste estado? O meu Deus é testemunha que acho formidável o paizinho da ministra estar vivo e se recuperando, mas, e os pais do povo que votou na ministra para senadora e no governador, como é que ficam nesta brincadeira? O governador tinha que dar o numero do celular pro povo ligar quando seus amores estiverem morrendo, pra ele mandar o helicóptero socorrer.

  6. PALMENSE
    segunda-feira, 4 de março de 2013 – 22:45 hs

    E PARA OS POBRES MORTAIS NEM AMBULANCIA

  7. MARI
    terça-feira, 5 de março de 2013 – 2:13 hs

    Eita povo que reclama já vi gente pobre ser levado de helicóptero para tratamento de saúde o seu Julio boas melhora para ver sua filia perder as eleições para o Beto Richa,se não tivesse buscado iriam falar que não quis levar por ser pai da Gleice,foi buscar falam que de gente que tem poder aquisitivo esse helicóptero é para todos que os médicos acharem que de risco não é para passeio quem quiser passear é só vir na Elisul em Foz que tem helicóptero a vontade

  8. Laertes
    terça-feira, 5 de março de 2013 – 13:03 hs

    O que justifica legalmente, e paga a conta ( contribuinte paranaense) de helicóptero buscar acidentados em outros estados. O favor é para e Gleisi, e o custo perante o Tribunal de Contas e do Beto.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*