Número de prisões por embriaguez ao volante sobe 140% em Curitiba | Fábio Campana

Número de prisões por embriaguez ao volante sobe 140% em Curitiba

Dados foram divulgados neste sábado (30). Segundo a Polícia Militar, houve redução de 10% nos acidentes.

Do G1 PR:

O número de pessoas detidas em Curitiba por embriaguez subiu 140%, nos dois primeiros meses de 2013. Segundo um levantamento do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), da Polícia Militar, em janeiro e fevereiro, 125 pessoas foram presas por estarem bêbadas. No mesmo período do ano anterior, 52 pessoas terminaram atrás das grades pelo mesmo motivo. Os números foram divulgados neste sábado (30).

Esse aumento, de acordo com os dados, pode estar ligado também ao maior número de exames de bafômetro executados pelo BPTran. Em janeiro e fevereiro, as blitze da Polícia Militar fizeram 1.384 testes nos motoristas da cidade.

Conforme os dados, outro ponto positivo foi a queda no número de acidentes, que foi 10% menor em relação a 2012. Também nos dois primeiros meses, a frota curitibana aumentou 3,8%.


4 comentários

  1. VISIONÁRIO
    domingo, 31 de março de 2013 – 16:46 hs

    A matemática é bem simples e direta. Quanto menos bêbados no volante
    menos mortes. Esta iniciativa tem que ser incentivada e incrementada !!!

  2. Constanza del Piero
    domingo, 31 de março de 2013 – 19:35 hs

    Nesse almoço de Páscoa, tivemos uma discussão entre amigos sobre o assunto. E surpreendentemente surgiu muita gente contra a lei, taxando-a de abusiva e outros adjetivos impublicáveis.
    Ressalte-se que os participantes eram todos pessoas de bem, de bom nível social e acadêmico, que sentem-se tolhidos em seu direito mais que justo de ir e vir; porém sem abrir mão, se der na veneta, de tomar uns goles, como tomaram hoje, e sairam dirigindo!
    Pensei: É um problema de cultura. E vai demorar para chegarmos ao zero!

  3. Osmar
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 0:14 hs

    Terminaram atrás das grades ou apenas compareceram à delegacia para assinar o termo circunstanciado e foram liberadas em seguida e para a cadeia nunca mais voltaram?
    Hein?????????

  4. Analista de Bagé
    segunda-feira, 1 de abril de 2013 – 7:44 hs

    As drogas de permissibilidade legal estão com seus dias contados, no que tange ao consumo em espaços públicos.

    Primeiro foi o cigarro, agora é a vez do álcool!

    O fumante precisa sair da área de convivência dos estabelecimentos e o bebum necessita largar o carro na mão de outra pessoa ou andar de táxi.

    A grande maioria sai ganhando com ar mais puro e trânsito mais seguro.

    Donos de bares, restaurantes e casas de show só precisam melhorar suas parcerias de transporte, que o consumo irá aumentar!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*