Não será por falta de Ibope | Fábio Campana

Não será por falta
de Ibope

Caiu como pedra no estômago dos deputados da base aliada. A partir de agora eles terão de viver com o constrangimento do contrato de R$ 2.315.520,00 feito pelo governo do Paraná com o Ibope, empresa de pesquisa que errou todos os resultados eleitorais na eleição do ano passado e que mereceu a convocação de uma CPI na Assembleia proposta pelos mesmos deputados da base de apoio de Richa. Chamou atenção o fato de o Ibope ter divulgado uma pesquisa que deu ao governador Beto Richa 76% de intenção de votos dos paranaenses para a sua reeleição. Exatamento um dia antes da homologação.


13 comentários

  1. toninho
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 11:37 hs

    O Sr. Beto se enterrando cada vez mais. Munição para a oposição, assim, de bandeja. Ele não tem conselheiros com alguma lucidez? Ou não ouve os conselheiros. As composições políticas que vem fazendo não vão dar certo se não apresentarem trabalho. Tem secretário novo deslumbrado com o cargo e até agora só vem tirando fotografias. Trabalho produtivo, nada e vejam que já estamos na metade de março. Em abril do ano que vem teremos a desencompatibilização, portanto restam poucos meses.

  2. E tarifa? E a Aftosa ??
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 12:17 hs

    Pelo visto teremos até outubro de 2014 uns três perfís do nosso Paraná. E mais, talvez, o da Marina. Qual será o verdadeiro ? Ou, qual será o mais próximo do verdadeiro ??
    Clovis Pena

  3. sergio silvestre
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 12:35 hs

    Campana,quando as vezes critico o BETO,em que seu pai foi meu vizinho,não é por que gosto da esquerda socialista e nem por inveja,as vezes é até pedagogico pra ele.
    Veja bem,Londrina carece de uma melhoria em 70km da rodovia 445.
    Pois bem,ele teve 75% dos votos da cidade,seu Pai é lembrado por todos os Londrinenses.Por que não faz está misera obra,em que será lembrado para sempre como governador queacabou com as mortes nessa maldita estrada sinuosa e que é saida para curitiba.
    São nessas coisas superfluas como esse contrato que vai sempre faltar verbas para essa benfeitoria maior para o povo.
    Enquanto isso vão saciando seus egos com pesquisas que lhe enganam.

  4. INOCÊNCIO PINTO
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 12:53 hs

    EU ACREDITEI NO IBOPE, E ATÉ FALEI COM MEUS AMIGOS DO TRABALHO QUE O BETO ESTAVA MATANDO A PAU NO INTERIOR.
    SEMPRE ACREDITEI NESTE TAL DE IPOPE, EU SEMPRE VOTO EM QUEM ESTÁ NE FRENTE PARA NÃO PERDER MEU VOTO. AGORA VÍ QUE FUI ENGANADO!!! QUERO MEU DINHEIRO DE VORTA, AFINAL O GOVERNO PAGOU COM O NOSSO DINHEIRO PARA NÓIS ENGANAR.

  5. roque
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 15:23 hs

    A titulo informativo noticia publicada no blog do Zé Beto:

    Três pesquisas e uma intenção
    14 mar 2013 – 14:57
    Do analista do Planalto Central:

    Josias de Souza, do UOL, atenta que cinco institutos de pesquisa disputam contratos de prestação de serviços ao governo Dilma: Ibope, Ipsus, Análise, Sensus e CP 2. As propostas já foram protocoladas na Secretaria de Comunicação. Quem ganhar passará realizar sondagens de opinião pública por encomenda do governo.

    Estão em jogo três editais. Num, prevê-se a realização de pesquisas qualitativas; noutro, sondagens quantitativas; no terceiro, aferições telefônicas. Estima-se que, juntos, os três contratos custarão ao contribuinte algo como R$ 6,6 milhões por ano.

    A partir de abril, Dilma passará a dispor de estatísticas que lhe permitirão monitorar os humores dos brasileiros submetidos a políticas públicas (o SUS, por exemplo) e programas específicos (Bolsa Família e um interminável etcétera). A presidente receberá também avaliação mensal do seu governo – ótimo?, bom?, ruim? péssimo?.

    Num instante em que Lula antecipa para 2013 o calendário de 2014, a associação da iniciativa com a disputa eleitoral será automática. Em defesa da contratação dos serviços, o Planalto cercou-se de cuidados. Por exemplo: não haverá nomes de pessoas nas sondagens

  6. PEDRO CAMARGO
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 15:24 hs

    dalhe dinheiro público para levantar o governo do beto…piada em fabio.

  7. Mané do sudoeste
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 15:54 hs

    Esse tal de IBOPE sobrevive as custas dos poderes públicos, seja federal , estaduais e municipais, faturando, distorcendo dados e números induzindo o eleitorado, com certeza o atual governo já está começando a guerra dos números, para ver se induz o eleitor. Mas o eleitor não é bobo,aqui no sudoeste tem um tal instituto chamado RADAR, ligado a um deputado federal aqui da região, que na eleição passada errou quase todos seus candidatos que indicava como futuros prefeitos nas cidades, inclusive sua terra Francisco Beltrão.

  8. marcos
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 16:35 hs

    Tá explicado. O duro é que o nosso pseudo governador paga com o nosso dinheiro.
    Vai acontecer a mesma coisa que o Ducci, o duro é que ele vai perder pra Barbie que tem um só neurônio. E nos pra variar continuamos sem governo. Na atual conjuntura até o Alvaro Dias seria menos pior.

  9. cesar - eu mesmo
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 16:56 hs

    mas é aquilo, eu te disse. E teve outros que disseram na questão das “pracas” do Zeca em Umuarama. A Brasa sempre vem pra nossa sardinha.
    Kade o ocimar, max e cia????

  10. Helio NUNES
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 17:11 hs

    Até quando os senhores administradores públicos acham que a sociedade irá suportar tanto desmando dessa ordem? Fica evidente a ma aplicação dos recursos públicos.

  11. eu
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 17:15 hs

    Isso é dinheiro de pinga.. Vem mais chumbo ai.

  12. lika
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 17:15 hs

    Por essa grana eu vendia até minha mãe
    rsrsrsr, daqui a pouco da 100% essa pesquisa.

  13. José
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 17:47 hs

    Que vergonha!!!!!!!!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*