Muçulmana é condenada à morte por clérigo | Fábio Campana

Muçulmana é condenada à morte por clérigo

Do Blog de Ricardo Setti:

Ela se chama Amina, tem 19 anos de idade, nasceu e vive na Tunísia, país que, teoricamente, tornou-se uma democracia após a chamada “Primavera Árabe” que derrubou a ditadura do eterno presidente Zine el-Abidine Ben AliAmina, em janeiro de 2011.

Mas Amina cometeu um pecado mortal em uma sociedade islâmica — e por essa razão foi condenada à morte por um sacerdote islâmico, enquanto a família tomou suas providências: rapidamente internou-a em uma instituição psiquiátrica em Túnis, capital do país.

O pecado: a jovem postou fotos suas de seios de fora na web page que ela criou, na Tunísia, para o grupo feminista radical ucraniano Femen, constituído por ativistas que se desnudam em público por diferentes causas, sempre protestando contra algo.

Uma das fotos mostra Amina lendo e fumando um cigarro, tendo no peito a inscrição em árabe da frase “meu corpo pertence a mim e não é a fonte da honra de ninguém”. Em outra foto, ela aparece levantando um dedo médio para a câmera com a inscrição: “F…-se a moral de vocês”.


2 comentários

  1. Genuino
    sábado, 23 de março de 2013 – 13:51 hs

    É muito bonita esta moça!`É um pecado matar uma mulher inteligente como essa. Se os mulçumanos não querem, manda pra nóis.

  2. Paco Neto
    terça-feira, 26 de março de 2013 – 6:50 hs

    Bom porissso eu digo que;liberdadeda de expresão deveria ser um direito universal.
    Ninguem e obrigado a seguir modelos,se não quiser !
    Cada um tem sua vida,para viver como ele quiser.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*