Lula e Marin, o que pediu a cabeça de Herzog | Fábio Campana

Lula e Marin, o que pediu a cabeça de Herzog

Blog de Augusto Nunes

A direção do PT deveria ter recomendado ao departamento de necrofilia eleitoreira que, antes de transformar o assassinato de Vladimir Herzog em instrumento de caça ao voto, confrontasse a lista de envolvidos no episódio com a relação dos bandidos de estimação do chefe. Essa medida preventiva conduziria, já na escavação inaugural, à localização de José Maria Marin numa suíte da catacumba reservada a assombrações que Lula abençoou.

Hoje presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marin era deputado estadual da Arena de São Paulo quando se envolveu na conspiração que resultou na prisão, tortura e morte de Herzog, então diretor de jornalismo da TV Cultura.

Ele entrou em cena na tarde de 9 de outubro de 1975, durante a sessão da Assembleia Legislativa, com o aparte ao discurso do colega Wadih Helu que o incorporou oficialmente à ofensiva forjada para “impedir que uma emissora sustentada pelo governo continuasse sob o controle de comunistas”.

Depois de reiterar que a Cultura só divulgava notícias desfavoráveis ao regime militar e prejudiciais à imagem do país, Marin cobrou do governador Paulo Egydio Martins o imediato desencadeamento do expurgo. “É preciso mais do que nunca uma providência, a fim de que a tranquilidade volte a reinar não nesta casa, mas principalmente nos lares paulistanos”, concluiu.

O apelo foi atendido em 25 de outubro por agentes da linha dura liderada em São Paulo pelo general Ednardo D’Ávila Mello, comandante do II Exército.


13 comentários

  1. OCIMAR
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 20:00 hs

    LIXO IMUNDO O INFERNO TE AGUARDA,SER MALDITO,CHEFE DE QUADRILHA.

  2. SED LEX
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 20:03 hs

    como sempre o lula é um sem noção

  3. sergio silvestre
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 20:12 hs

    Parece que o Lula não está muito a vontade ao lado deste ladrão de medalha.

  4. salete cesconeto de arruda
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 21:32 hs

    Augusto Nunes…
    Quem diria?
    E pensar que a profissão tem CÓDIGO DE ÉTICA.
    Forçar a barra desse jeito não é coisa de gente boba – Fábio?
    Augusto um cara viajado pensa que o POVO é bobo!
    Tipo os que distorceram minha foto.
    Não é verdade?
    Não é por acaso que o JN engasgou bem no dia do 92 % e quando tentavam DISTORCER tudo. Danou-se. É ESTRELA de novo!
    E LULA não tem culpa se até o Serra vivia tentando se agarrar e tirar foto com ele, Já o Fernando pensou que tinha enrolado a Dilma e acabou ENROLADO como sempre!

  5. Strapasson
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 22:51 hs

    Se o Lula não estava mesmo a vontade é somente por um motivo: não gosta de concorrência nenhuma! rsrsrs
    Nem mesmo de um ladrão de galinhas (ops!) de medalha!
    Ele que reinar sozinho neste quesito. E reina! Ah! Como reina!

  6. Silvajr
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 22:53 hs

    Nunca me importo se a Veja diz a verdade ou não: tudo que ela publica, seja verdade ou mentira, está a serviço de uma mentira maior.

  7. Cajucy Cajuman
    terça-feira, 19 de março de 2013 – 23:44 hs

    Augusto Nunes – um dos grandes jornalistas brasileiros – mostra os fatos como os fatos são. Entre o oba-oba da política do faz-de-conta, há registros que a história não esconde, mas é preciso pesquisar para conhecer os fatos e não às versões.

    Tem muita gente por aí posando de anjo quando, na verdade, tem o rabo felpudo. O do Marin, Augusto Nunes acaba de mostrar. Quem serão os próximos…

  8. Luiz Carlos
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 7:49 hs

    “Pode-se enganar a todos por algum tempo. Pode-se enganar alguns por todo o tempo, mas não se pode enganar a todos todo o tempo”.

    Abraham Lincoln (1809-1865), décimo-sexto presidente dos Estados Unidos da América.

    A cada dia que passa, fico mais convencido do grande canalha, bandido e ladrão que é esse ex-presidente.

  9. OCIMAR
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 9:11 hs

    UM É LADRÃOZINHO DE MEDALHAS,O OUTRO ASSALTANTE DOS COFRES PÚBLICOS,QUANTA DIFERENÇA.

  10. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 11:01 hs

    De quem se alinha com ditadores sanguinários, compara os presos políticos de Cuba com os comuns de São Paulo, deporta atletas cubanos que queriam permanecer no Brasil, nega a extradição dum assassino, esperar mais o quê?

    SilvaJr…A Veja publicou dias desses, matéria enaltecendo o dep. Zeca Dirceu que ele aproveitou para estampá-la em grandes painéis. Qual a mentira maior?

  11. quarta-feira, 20 de março de 2013 – 12:09 hs

    O PT está igual ao PMDB, os cabeças andando de mãos dados com àqueles que eram adeptos natos da revolução de 64, hoje em dia são amigos, esquecendo as atrocidades cometidas por eles. Sarney, Calheiros, Lobão e agora Marin. Eles se merecem. Este é, realmente, o país do futuro (incerto claro).

  12. ernesto
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 12:46 hs

    Então o PT está igual ao PSDB que também andava com Sarney, Calheiros, Lobão e agora Marin.
    Aliás, Calheiros foi até MINISTRO DA JUSTIÇA do FHC.

  13. Max
    quarta-feira, 20 de março de 2013 – 12:51 hs

    VERGONHA !!!!!!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*