Luiz Henrique coordenará elaboração do marco regulatório da mineração | Fábio Campana

Luiz Henrique coordenará elaboração do marco regulatório da mineração

De Leonel Rocha, Época:

O senador Luiz Henrique (PMDB-SC) foi aclamado como novo presidente da subcomissão temporária que vai elaborar o Projeto de Lei do Marco Regulatório da Mineração e da Exploração de Terras-Raras no Brasil. A instância vai funcionar dentro da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado. Há quase um ano Luiz Henrique requereu a criação desta subcomissão que vai começar a funcionar nos próximos dias. A ela caberá debater o desenvolvimento de uma cadeia produtiva para o setor de minerais estratégicos e incentivar o retorno do Brasil à liderança mundial da exploração do bilionário mercado das Terras-Raras, hoje dominado pela China. Conjunto de dezessete elementos químicos encontrados em jazidas minerais, as Terras-Raras são fundamentais na produção de aparelhos de alta tecnologia, que vai desde TVs digitais, ressonâncias magnéticas, tomógrafos, laptops, ipods, entre outros equipamentos.


3 comentários

  1. quinta-feira, 14 de março de 2013 – 11:26 hs

    sera? e o Niobio brasileiro terá reconhecimento?estará incluso?Estou pagando para ver.

  2. Ronaldo Schlichting
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 16:28 hs

    Do Obsevatório de Araxá.

    A ditadura do nióbio, terror em Araxá.

    Gostaria de agradecer a estas valorosas pessoas, verdadeiros patriotas e muito corajosos de expor a terrível realidade que existe por trás do nióbio de Araxá e o quanto a população da cidade sofre com as agressões ambientais produzidas pela mineração e processamento de tão raro mineral. e não é só isso, tanto eu quanto outras pessoas que há anos estão ‘botando a boca no trombone’ sofrem todo o tipo de boicote profissional na cidade. a maior parte do comércio local vive de fornecer para a cbmm e a vale e nós, que protestamos contra eles não conseguimos mais empregos e nem serviços no comércio, pois fazemos parte de uma lista negra que eles chamam de ‘persona non grata’ e de ‘traidores do progresso da cidade’. os comerciantes não nos contratam para nada porque se as mineradoras souberem que estamos trabalhando em algum fornecedor deles, eles cortam o contrato na hora e nenhum comerciante quer deixar de fornecer pra eles. o incentivo que a cbmm dá para seus funcionários, como por exemplo 9 salários adicionais no final do ano como ‘bonificação’ não passa de um ‘incentivo de cabresto’ é uma forma de manter os funcionários calados. cada funcionário deles se torna uma célula de informação atuando em favor da empresa e passam a defender a atuação deles com unhas e dentes porque ninguém quer perder essa boca rica. na verdade isso é apenas uma ponta do iceberg, a realidade por trás é muito mais extensa e vergonhosa. nós que os denunciamos, levamos uma vida marginal na cidade, pois até mesmo se entrarmos em restaurantes e lojas frequentadas pelos gerentes e puxa-sacos das mineradoras, somos xingados, ridicularizados e existe pessoas que até apanharam na rua pelos funcionários que estão fascinados e comprados, e constituem uma espécie de polícia civil paralela. vivemos em constante estado de terror e pressão e não sabemos qual será nosso futuro. mais uma vez agradeço a este espaço para mostrar um pouco da verdade por trás do nióbio de araxá. a mineradora está por trás de muita coisa nefasta, não só envolvendo corrupção de políticos, promotores, policiais e empreiteiras, mas envolvida com criminosos que levam garotas de programa e jovens menores de idade para as orgias realizadas nas casas dos diretores e o fornecimento de drogas e jovens para se prostituir para os milionários clientes da empresa que vem do exterior (principalmente da china) em araxá a convite deles, para conhecerem a mina e a indústria.

    Uma coisa que deve ser amplamente investigada é o fundo de lucro acumulado operado pela estatal CODEMIG. A Codemig é órgão do governo resposável pelo gerenciamento das licenças de exploração da terra feita pela cbmm. O acordo entre eles determina que 50% do lucro da venda do nióbio seja depositado em uma conta da CODEMIG para uso em função de benefícios para a população brasileira. Ocorre que somas bilionárias são depositadas anualmente na conta da CODEMIG por cerca de 50 anos e nunca, eu digo nunca, algum extrato bancário foi revelado para a população, taopouco se sabe qual o montante envolvido, visto que acredita-se ser uma das maiores fortunas do mundo, tudo nas mãos de meia dúzia de políticos colocados no controle da CODEMIG pela própria CBMM e com ajuda do alto escalão do governo federal. Um dos líderes da CODEMIG é o ex-prefeito de Araxá Antonio Leonardo Lemos que inclusive, foi eleito prefeito com financiamento da CBMM. Isso revela um pouco do tamanha da conspiração e merece ser investigado.
    A verdade por trás do Nióbio – Câncer em Araxá virou epidemia. Com 10.000 casos em 2012, estudos acreditam que até 2030 metade da população da cidade terá a doença.

    http://telmadmonteiro.blogspot.com.br/2012/12/o-niobio-e-nosso-e-os-residuos.html

    Fonte: Preservada

  3. quinta-feira, 14 de março de 2013 – 19:10 hs

    No Brasil, os que se deixam idiotizar adquirindo e divulgando conhecimentos contrários aos interesses deles próprios – já nasceram mortos!

    Não vão conseguir imobilizar o desenvolvimento do país, através da imobilização da cadeia produtiva do setor de minerais estratégicos (dezessete elementos químicos encontrados no subsolo brasileiro, as Terras-Raras). Não vão conseguir fazer do Brasil uma reserva de mercado de Terras-Raras, matérias-primas brasileiras, para que sejam utilizadas sem concorrência pelos que não residem no Brasil e querem enriquece á custa do Brasil.Vale dizer: à custa do contribuinte brasileiro!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*