Governo emite nota de esclarecimento sobre a contratação do Ibope | Fábio Campana

Governo emite nota de esclarecimento sobre a contratação do Ibope

O governo do Estado acaba de enviar nota a este blog em referência à matéria intitulada Não será por falta de Ibope, que publicamos hoje. É o que segue:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em relação à contratação de prestação de serviços de pesquisas de opinião pública e enquetes pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), esclarecemos que:

– A Lei Estadual 17480, de 10 de janeiro de 2013, institui o Sistema Estadual de Informações de Governo – Paraná (SEI-PR), cria o Conselho Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação – Paraná (CETIC-PR) e cria o Programa Estadual de Informações Integradas (PEII-PR).

– O Programa Estadual de Informações Integradas – Paraná (PEII-PR), tem por objetivo integrar, organizar, consolidar, disponibilizar dados e qualificar informações estratégicas provenientes dos sistemas aplicativos utilizados pelos órgãos e entidades da administração pública estadual.

– No âmbito de atuação do PEII-PR, a Celepar deve prover mecanismos e soluções de monitoramento da qualidade dos serviços públicos prestados.

– Para aferir a qualidade dos serviços públicos prestados pelo Estado aos cidadãos paranaenses a Celepar abriu processo licitatório para contratação de empresa especializada em pesquisa.

– A concorrência pública 028/2012 apontou o Ibope como empresa vencedora, por apresentar menor preço.


16 comentários

  1. joao
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 20:16 hs

    Empresa especializada, porém, fora da realidade. É o nosso dinheiro indo para mãos daqueles que cometeram erros graves….Basta senhor governador investir nos serviços essenciais, saúde, educação etc, pois, estamos cansados de manipulações.

  2. JR
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 21:23 hs

    O Fabio e alguém acredita nesta historia, isso explica os altos indices de aprovação do governo segundo o Ibope “vai acreditando”

  3. Lee
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 21:31 hs

    KKKKKKKKKKKKKKKK

  4. pedro
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 21:37 hs

    papo furado conheco essa corja da celepar mais krassuski e cia
    assaltaram a pmc atravçes do ici agora estao assaltando estado

  5. antonio
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 23:26 hs

    Explica mas não justifica. É coincidência demais. Quem pagou as pesquisas do IBOPE, que mostraram um salto enorme na aceitação do governador? Tem muito cheiro de falcatrua.

  6. Helio NUNES
    quinta-feira, 14 de março de 2013 – 23:53 hs

    Explicando o inexplicável, sem dúvida pura enrolação sem
    nenhum pudor, e assim os recursos continuam indo pro o ralo.

  7. Tio Quim
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 7:57 hs

    Há justificativa para tudo. Insisto na opinião de que o TRE deve limitar as estripulias do governador-candidato, assim como dos demais candidatos-políticos-24 horas e o TC deveria ao menos tentar trabalhar um pouco e olhar com mais cuidado algumas despesas.

  8. Tio Quim
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 7:58 hs

    Me lembra a contratação da empresa de taxi-aéreo logo após a eleição do atual governador. Não tem como não ter “jeitão” de devolução de favores.

  9. sexta-feira, 15 de março de 2013 – 8:03 hs

    Esta esclarecido, os números apresentados sobre a aprovação,e intenção de reelege-lo, agradaram muito ao chefe e ganharam um bom contrato!

  10. cesar - umuarama
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 8:51 hs

    Em tão tá. Dado as explicações, vamos ao trabalho.
    aos du contra e aos a favor, observaram como existe mais semelhanças, do que diferenças em um e outro governo. Pío nos outros brigando feito muleques.
    ocimar e max, pareiras e…
    helena e…
    e assim por diante – lembram da placa do zeca da veja????
    Vamos rezar mais, que este é o caminho.
    E Viva Francisco I.

  11. Zé buscapé
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 9:47 hs

    Se o governo gastasse este dinheiro de propaganda em obras sociais, não precisaria fazer propaganda de atos que são obrigações suas, e nem de ibope para crescer nas pesquisas.

  12. claudio
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 10:07 hs

    A melhor forma de avaliar a satisfação da população em relação ao serviço público prestado, é olhar no rosto da pessoa, logo após o atendimento.
    Para isso, o servidor deve estar preparado para atender da melhor maneira possível, com respeito, educação, paciência e acima de tudo, com profissionalismo.
    Como nem todos os servidores estão satisfeitos com a sua posição no setor, ou com o seu salário, ou ainda com a sua competência que muitas vezes sofre desvio de função, não fica difícil encontrar alguns servidores que deixam transparecer sua insatisfação ao não atender dignamente o cidadão.
    Capacitação e realocação de servidores podem render melhores resultados, gerando melhor atendimento ao público.
    O Resultado de uma pesquisa que envolva políticos e serviços públicos são simplesmente avaliados na apuração final das eleições.
    Se trabalhou bem, vence, mas se deixou a desejar, perde.

  13. kiki
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 10:08 hs

    kikkkkkkkikikkkikikkkkikkikikikikkikikikikikk

  14. ADIVINHO
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 10:23 hs

    Como é que lançaram uma concorrência pública em 2012 com base em lei de 2013?
    Bola de cristal?

  15. Anônimo
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 11:29 hs

    NADA COMO SUCEDER UMA ADMINISTRAÇÃO SÉRIA, SE PROBLEMAS ÁS TEM SABEMOS DA ORIGEM, QUE TEM DINHEIRO ATÉ PARA CONTRATAR EMPRESA DE PESQUISA PARA AVALIAR O PROPRIO GOVERNO..É MOLE. ESTAMOS VIVENDO A VERDADE FARRA DO DINHEIRO PÚBLICO….

  16. salete cesconento de arruda
    sexta-feira, 15 de março de 2013 – 21:09 hs

    Barbaridade Fábio!
    Depois de ler os comentários….
    Só me resta dizer: tiro no pé de novo?
    Coitado do passarinho!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*